Pular para o conteúdo principal

WORLD TRADE CENTER MEMORIAL – REFLECTING ABSENCE


Em abril de 2003 a municipalidade de Nova Iorque, representada pelo “Lower Manhattan Development Corporation”, lançou o que se tornou o maior concurso de arquitetura da história. Com a participação de seis continentes e 63 países, 5.201 equipes submeteram propostas para o “World Trade Center Site Memorial Competition”, que tinha como objetivo selecionar o melhor projeto de um memorial em homenagem às vítimas dos atentados de 11 de Setembro de 2001 e de 26 de Fevereiro de 1993.
O concurso foi aberto e realizado em duas etapas. Para a primeira etapa, baseada no anonimato, os concorrentes deveriam enviar propostas conceituais em uma única prancha. Ao final da primeira etapa o Júri selecionou oito finalistas que passaram à segunda etapa, durante a qual os finalistas desenvolveram seus conceitos iniciais. O projeto vencedor, anunciado em janeiro de 2004 e intitulado “Reflecting Absence“, é de autoria do arquiteto Michael Arad em conjunto com o paisagista Peter Walker. O memorial – primeira parte do projeto – é inaugurado nesta data – 11 de setembro de 2011 – que marca o décimo aniversário do atentado de 2001. Para mais informações acesse aqui a página do 9/11 Memorial.
Veja a seguir extratos da Ata da Comissão Julgadora:
“O Júri enfatiza, antes de tudo, que utilizou o tempo que foi necessário para a avaliação e decisão final entre os 5.201 projetos submetidos, originados de 63 países. De todos os projetos, consideramos que “Reflecting Absence”, de Michael Arad, em conjunto com o paisagista Peter Walker, atende de forma mais eloquente as intimidantes porém absolutamente necessárias demandas deste memorial. Em sua articulação ao mesmo tempo simples e poderosa dos vestígios das Torres Gêmeas, “Reflecting Absence” transformou os vazios deixados pela destruição em símbolos essenciais do sentimento de perda. Ao permitirem que a ausência fale por si mesma, os autores do projeto fizeram da força desses vestígios a base conceitual deste memorial. Em sua essência, este memorial está fundamentado nos eventos reais e nos conectam à lembrança da destruição das torres e, mais importante, às vidas que foram perdidas.
Na descida para o nível abaixo da rua, em direção aos vestígios deixados pelas torres perdidas, descobrimos que a ausência se torna palpável à medida em que se observa e se ouvem as finas camadas de água que caem nos espelhos d’água, cada um com um vazio em sua área central. Podemos ver o céu, agora expressamente delineado pelo perímetro dos vazios, através do véu de cascatas. (…) Se por um lado os vestígios das torres são marcados pelos vazios, a praça circundante inclui um bosque, como afirmaçãoo tradicional de vida e renascimento. As árvores, como a memória em si, demandam o cuidado e atenção daqueles que as visitam e guardam, e lembram a vida em sua forma viva, servindo como representação viva da destruição e da renovação da vida, em seus ciclos anuais. O resultado é um memorial que expressa tanto a incalculável perda de vidas, como o consolo da regeneração. O memorial não apenas cumpre com a missão de preservar os vestígios, de celebrar as vítimas individualmente e de permitir acesso aos alicerces, mas também reconecta o lugar com o tecido urbano da cidade e com a comunidade urbana.”
Veja a seguir vídeo (animação) do projeto “Reflecting Absence”, vencedor do Concurso para o Word Trade Center Site Memorial:
Para mais informações sobre o concurso, inclusive regulamento, memorial descritivo do projeto vencedor, ata da Comissão Julgadora na íntegra, projetos finalistas e para avisualização de todos os 5.201 projetos concorrentes, visite a página oficial doWorld Trade Center Memorial Site Competition.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

AQUECEDOR SOLAR DE ÁGUA FEITO COM TUBOS DE PVC

PROJETO EXPERIMENTAL solução barata para aquecer água para banho Nota:  Aquecedor Solar de Água com o coletor solar feito com tubos de PVC: Criação, pesquisa e desenvolvimento por Edison Urbano. Obs.: Esse projeto foi baseado na tecnologia do ASBC - Sigla que caracteriza o Aquecedor Solar de Baixo Custo, projeto originalmente elaborado pela equipe da ONG Sociedade do Sol que, para a confecção do seu coletor térmico solar, usa placas alveolares de PVC (normalmente usadas para construções de forros). ÍNDICE INTRODUÇÃO Energia Elétrica - consumo sustentável. Formas simples para economizar energia elétrica. Estudo do consumo de energia elétrica por um chuveiro elétrico Explicações gerais do projeto experimental do Aquecedor Solar de água feito com tubos de PVC próprios para água potável. Aprendendo a dimensionar um Aquecedor Solar feito com tubos de PVC. MONTAGEM do(s) COLETOR(es) MONTAGEM do COLETOR feito com TUBOS de PVC Obs.: as medidas podem ser alt

Como Assentar um Piso Drenante?

O piso drenante não é apenas um piso pré moldado em placas de concreto drenante, é na verdade um sistema que engloba os materiais de assentamento formando uma escala granulométrica que drena as águas pluviais para o solo. As placas de piso não podem ser assentadas diretamente sobre a terra, pois a mesma irá entupir os vazios da placa de concreto evitando o correto funcionamento. A placa drenante deve ser assentada em um colchão drenante da seguinte forma de acordo com o manual técnico da Segato Pisos do Brasil: -Espalhar sobre o solo compactado uma camada de brita de aproximadamente 12cm de espessura. -Sobre a camada de brita, espalhar uma camada de Areia de aproximadamente 7cm de espessura. -Fazer colocação das placas usando uma linha de nylon para orientar no alinhamento e nivelamento. -A colocação tem que ser feita de forma que as peças fiquem travadas. Seguindo essas regras, teremos um piso ecologicamente correto podendo participar dos projetos com princípios