Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2012

Franceses projetam fazenda vertical com espaço cultural e educacional

A estrutura acumula múltiplas funções, como elementos de arte, música e educação, aliados a áreas destinadas à saúde, alimentação e integração social. | Imagem: Divulgação   O Ferme Darwin é um projeto grandioso de construção, que mescla elementos culturais com uma fazenda vertical. Os escritórios franceses de arquitetura SOA e holdUP são os responsáveis pela ideia sustentável a ser construída no centro de Bordeaux, na França. A estrutura acumula múltiplas funções, como elementos de arte, música e educação, aliados a áreas destinadas à saúde, alimentação e integração social. Este é um projeto piloto que tem como um de seus objetivos utilizar elementos lúdicos para promover a conscientização ambiental. Por ocasião de alguma apresentação musical, por exemplo, os visitantes acabam tendo acesso às informações sobre agricultura e cadeia alimentar. No piso térreo estão espalhadas as estruturas diversas, salas, palco, restaurantes, entre outros, enquanto a faz

Designer mistura arte urbana e sustentabilidade ao criar cobertura de garrafas PET

Seu trabalho buscou explorar a reutilização de embalagens para fazer uma instalação temporária. | Foto:  Behance   O designer Garth Britzman aproveitou garrafas PET para fazer uma espécie de toldo que mistura arte urbana e sustentabilidade. Seu trabalho buscou explorar a reutilização de embalagens para fazer uma instalação temporária. A ideia era estimular alternativas criativas para reciclagem e reutilização de materiais. Britzman dedicou-se ao projeto e teve um ótimo resultado. Além de bonito visualmente, a cobertura de PET pode ter diversas funcionalidades. No caso, o designer mostrou que ela pode servir para estacionar um carro, protegendo-o do sol. O trabalho dele ficou ainda mais interessante devido aos líquidos coloridos colocados em cada um dos recipientes que ficaram suspensos. Ele utilizou as cores azuis, verdes e amarelos. Com esse padrão, o resultado foi que as garrafas parecem flores penduradas se olhadas de baixo. Sua instalação foi ch

Empresa paranaense investe em resinas e tintas ecológicas

A companhia Hydronorth, fundada em 1981, no Paraná, tem foco em tintas e impermeabilizantes. Seu diferencial é investir em uma linha sustentável de produtos para construção. O intuito da empresa é unir tecnologia e inovação sustentável, por isso aposta em produtos especializados na preservação de ambientes e superfícies que não causem grande impacto ambiental, como a linha Ecopintura. Dessa forma, pretende chegar ao faturamento de 120 milhões este ano, contra os R$ 107,2 milhões faturados em 2011. Entre as apostas, o Telhado Branco, um revestimento impermeabilizante para lajes e telhados, reduz a temperatura interna da construção em até 5°C, diminuindo o uso do ar condicionado e a emissão de CO2 na atmosfera retardando o aquecimento global. Também refletem até 90% do calor emitido pelos raios solares, enquanto os escuros apenas 20%. O produto atende aos principais requisitos de qualidade e desempenho de acordo com as normais nacionais e internacionais. Tem a tecnologia Bi

Meta de redução de emissão de gases de efeito estufa para 2020 não será cumprida

Ao invés de diminuir, a presença de gases como o dióxido de carbono na atmosfera aumentou cerca de 20%, desde o ano 2000. | Foto:  Guilherme Cecílio/Flickr   Ainda que todos os países do mundo decidam agora ser mais ambiciosos nas metas voluntárias e obrigatórias de redução de emissões de gases de efeito estufa, não será mais possível atingir o compromisso firmado em 2010, de evitar que a temperatura no mundo suba mais que dois graus Celsius (°C) até 2020. A terceira edição do Relatório sobre Emissões de Gases de Efeito Estufa, divulgada na última quarta-feira (21), pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), mostrou, em um novo cálculo, que a concentração de gases do aquecimento global pode ficar até 14 gigatones (medida utilizada pelos cientistas para medir as emissões de gases de efeito estufa, como o dióxido de carbono) acima do nível definido como meta para 2020, que seria de 44 gigatones. Em 1990, o volume de emissões era de 37 gigatones. A

5 ideias para reaproveitar rodas de bicicletas

As rodas das bikes podem ser reaproveitadas de várias maneiras. | Foto:  cdsessums/Flickr   Não importa se você usa a bike apenas aos finais de semana ou percorre grandes distâncias todos os dias, mais cedo ou mais tarde, será necessário fazer reparos nela. Em vez de deixar sua companheira no lixo, veja 5 ideias para reaproveitá-la. Não importa se você usa a bike apenas aos finais de semana ou percorre grandes distâncias todos os dias, mais cedo ou mais tarde, será necessário fazer reparos nela. Em vez de deixar sua companheira no lixo, veja 5 ideias para reaproveitá-la. Guirlanda Já que o natal está se aproximando, que tal reaproveitar a roda de uma bicicleta antiga para personalizar uma guirlanda? Solte a criatividade para decorá-la – pinte o aro e os raios, contorne a roda com folhas, utilize minilâmpadas e enfeites natalinos. Você pode pendurar a guirlanda na porta com um prego, mas também pode deixá-la sustentada na sua porta com o garfo da bicicleta

Casa sustentável mescla filosofia oriental e ocidental de arquitetura

A Para Eco House combina a filosofia oriental de Dao, com ideias  da arquitetura ocidental. | Imagem: Divulgação O projeto da Para Eco House foi idealizado por uma equipe de arquitetos chineses da Universidade de Tongji, combinando a filosofia oriental de Dao, com ideias da arquitetura ocidental. A lógica espacial da residência é dividida em quatro espaços: exterior, semi-aberto, fechado e pátio interno. Seguindo este perfil de construção e para alcançar a divisão destes espaços, os arquitetos utilizaram três camadas. A primeira delas é o espaço semi-aberto, cercado por uma pele de madeira, em formato de losangos. Esta estrutura permite o aproveitamento de luminosidade e ventilação natural, além de fornecer sombra para a vegetação inserida nos espaços da fachada de madeira. Este espaço conta com painéis fotovoltaicos instalados no telhado e a utilização da vegetação na película vertical de madeira promove uma sintonia entre a natureza e o espaço interior. O segundo se

Pesquisa da USP utiliza húmus de minhoca na descontaminação de solos

Com 25% de húmus de minhoca para 75% de solo contaminado, os cientistas conseguiram eliminar totalmente a contaminação. | Foto: Gokhan Okur/SXC Um estudo do Instituto de Química de São Carlos, da Universidade de São Paulo, destinado a livrar solos da contaminação por cobre, chumbo e cromo, utilizou o húmus resultante da compostagem com minhocas (vermicompostagem) no esterco bovino, como alternativa ecológica para corrigir terras que precisam ser descontaminadas. De acordo com a professora Maria Olimpia de Oliveira Rezende, que coordenou a pesquisa, a limpeza de solos contaminados pelos metais é um processo complexo e oneroso, que utiliza produtos nocivos ao meio ambiente. Com o novo método desenvolvido pela pesquisa, o esterco bovino é usado por ter propriedades orgânicas e também por ter se apresentado como solução ecológica, já que se trata de um resíduo que seria descartado no meio ambiente. Além do esterco, existem outras fontes que poderiam ser utilizadas, como bagaço de

Casa é montada dentro de vagão de trem abandona

A residência possui todas as comodidades modernas, com sala, quarto,  escritório e banheiro. | Foto: Apartment Therapy   O jornal Bom Dia Brasil , da Rede Globo, mostrou na última segunda-feira (12) que o Brasil possui mais de cinco mil vagões de trem abandonados em galpões. Só no Estado de São Paulo há mais de dois mil. Além disso, há também as locomotivas que, somadas aos vagões, resultam em uma grande quantidade de sucata. Tais materiais poderiam ser aproveitados de maneira mais eficiente. Em outubro, um dos trens no complexo ferroviário de Vinhedo, em São Paulo, foi queimado. Os vagões da estação foram comprados pela prefeitura há cerca de oito anos. O objetivo na época era construir um museu e um trem turístico. No entanto, há muitos projetos estrangeiros que também buscam maneiras de reutilizar e/ou reciclar vagões de trem e que deram certo. Já foram construídos Cafés , restaurantes e com a estrutura de um vagão de 1949 foi criada uma casa em Portland,

200 cidades brasileiras aderem ao Programa Cidades Sustentáveis

O Programa Cidades Sustentáveis foi criado para que as cidades brasileiras se  desenvolvam de forma econômica, social e ambientalmente sustentável. | Foto: Antonio Max/SXC O Programa Cidades Sustentáveis recebeu a adesão de 200 prefeitos eleitos. Entre as capitais, estão o Rio de Janeiro, Recife, Porto Alegre e Salvador. Ao total, foram 548 candidatos a prefeitos de 330 cidades que assinaram a carta-compromisso. A Rede Nossa São Paulo, o Instituto Ethos e a Rede Social Brasileira por Cidades Justas e Sustentáveis são as organizações pelo programa. Para eles, o número de prefeitos eleitos que se comprometeu com o programa, superou as expectativas. Os prefeitos que não aderiram ao programa, ainda podem assinar a carta-compromisso para também priorizar uma cidade mais sustentável. Bastam acessarem a página e seguir as instruções. Com o objetivo de sensibilizar, mobilizar e oferecer ferramentas para as cidades brasileiras se desenvolverem de forma econômica, soci

Designer holandesa cria louças que absorvem energia solar

Um copo é capaz de produzir energia e depois transmitir esse potencial armazenado  a um gabinete coletor. | Foto: Divulgação A designer holandesa Marjan Van Aubel criou uma coleção de louças capazes de produzir energia fotovoltaica. A tecnologia foi pensada de maneira a alcançar níveis altos de eficiência para o aproveitamento da luminosidade interna de uma residência. Marjan integrou as células solares aos próprios objetos. Assim, um copo é capaz de produzir energia e depois transmitir esse potencial armazenado a um gabinete coletor, que o transforma em eletricidade e permite usos diversos. O gabinete não é apenas um suporte de louças, ele é também uma bateria, passível de se transformar em um carregador, por exemplo. A tecnologia aplicada consiste em usar uma camada de célula fotovoltaica com um corante sintetizante em cada um dos objetos de vidro. Este sistema de cores foi criado por Michael Graetzel, conforme informado pela designer em seu site, o pro

Arquitetos norte-americanos planejam cidade sustentável na China

A cidade deve estar concluída em oito anos, com capacidade para abrigar 30 mil  famílias l Imagem: Adrian Smith Gordon Gill Architecture             Os arquitetos do escritório norte-americano Adrian Smith + Gordon Gill anunciaram um plano mestre para um complexo sustentável no distrito de Chengdu Tianfu, na China. A ideia é transformar uma área de 320 hectares em uma “grande cidade do futuro”. A proposta oferece soluções para problemas de infraestrutura e altos níveis de poluição que atingem as grandes cidades chinesas e outras metrópoles mundiais. A construção do complexo será determinada de forma a reduzir o consumo energético e as emissões de gases de efeito estufa associadas à expansão urbana. De acordo com os arquitetos, conforme informado pelo site norte-americano Inhabitat, a cidade deve estar concluída em oito anos, com capacidade para abrigar 30 mil famílias, aproximadamente 80 mil pessoas. O grande segredo das propost

Moradias estudantis norte-americanas recebem soluções sustentáveis

A estrutura conta com 123 apartamentos, que variam em tamanho. | Foto: Studio E     Os arquitetos do escritório Studio E, com sede na Califórnia, tiveram o desafio de planejar moradias estudantis sustentáveis para o UC Davis West Village. O projeto deveria ser eficiente e econômico, ao mesmo tempo em que era atrativo e funcional à comunidade. A estrutura conta com 123 apartamentos, que variam em tamanho e podem ter de um a três quartos, construídos dentro de um complexo que conta com pouco mais de quatro mil metros quadrados. Os arquitetos desenvolveram espaços dentro da vila que fossem úteis a trabalhos em todas as escalas, ou seja, existem salas adaptadas a pequenos ou grandes grupos. Os moradores também contam com espaços livres em que é possível desfrutar da natureza e relaxar. Esta utilização inteligente do espaço foi um dos fatores primordiais do projeto, aliado à eficiência energética, um dos pontos cruciais para garantir a sustentabilidade da estrutura. Em primeira v