Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2013

Concurso escolhe melhor projeto para apartamento funcional e sustentável

O projeto é do estudante romeno Catalin Sandu. | Foto:  Divulgação/LifeEdited É possível utilizar pequenos espaços para criar ambientes confortáveis e funcionais. Para comprovar esta premissa, o norte-americano Graham Hill, criador do site TreeHugger , lançou um concurso no qual desafiou pessoas de todo o mundo a projetarem um apartamento usando a menor quantidade possível de materiais e espaço. A ideia surgiu quando Hill comprou dois pequenos apartamentos em Nova York. A proposta era mostrar às pessoas que é possível fazer mais com menos. Além da redução no uso dos materiais, o local precisaria contar com acomodações para receber até dois hóspedes, um escritório, uma sala em que fosse possível utilizar um telão e um home theater e ainda que a sala de jantar suportasse receber, confortavelmente, até 12 pessoas. O projeto foi chamado de LifeEdited e se tornou um sucesso. Mais de 300 pessoas ao redor do mundo enviaram projetos arquitetônicos para que Hill pu

Empresa comercializa escova de dente de bambu e faz doação a comunidades carentes

O uso do bambu reduz o impacto ambiental e torna o objeto acessível a comunidades carentes. | Foto: Divulgação A empresa norte-americana “Smiles for the People” desenvolveu o seu produto para ir além do apelo comercial. A especialidade da companhia é a fabricação de escovas de dente feitas em bambu. Isso reduz o impacto ambiental e torna o objeto acessível a comunidades carentes. A escolha do bambu deve-se à sua durabilidade e vasta disponibilidade na natureza. Assim, estas escovas de dente são duráveis e impedem que toneladas de plástico sejam descartadas anualmente em lixões. Além de ter uma matéria-prima ecologicamente correta, o bambu precisa ser adquirido localmente, para evitar os impactos ambientais do transporte. A empresa também tem como uma de suas missões ajudar a melhorar a qualidade de vida em locais carentes através de tratamentos odontológicos oferecidos às pessoas que não podem pagar por dentistas. Para alcançar este objetivo a “Smile for the Plan

Estudante alemão cria dispositivo que gera energia a partir de radiações eletromagnéticas

O dispositivo criado pelo estudante alemão é capaz de gerar energia através das ondas emitidas pela rede de distribuição de eletricidade, antenas e até mesmo celulares. | Foto:  Divulgação O estudante alemão Dennis Siegel criou um gerador que transforma em energia as ondas transmitidas no ar por qualquer aparelho elétrico, desde cabeamentos de energia e antenas, até celulares e roteadores. O dispositivo aproveita as radiações eletromagnéticas para produzir eletricidade. A brilhante invenção do estudante da Universidade de Arte de Bremem funciona em duas versões: tanto aproveitando as radiações de frequências baixas (entre 50 e 60 Hz), como gerando eletricidade através das altas frequências (ondas de rádio, telefonia, bluetooth e WiFi), que se propagam pelo ar. Como os estudos não foram concluídos, ainda não é possível afirmar que há radiação e tecnologia suficientes para que o gerador seja mais eficiente e menos limitado em alcance e geração. No entanto, o estuda

Geração de energia solar em casa faz bem ao planeta e ao bolso

Uma residência que possui painéis solares deixa de utilizar a energia fornecida  pelas distribuidoras, e, assim, reduz imediatamente a conta de luz. | Foto: Divulgação/Painel Solar Em 2012, a Aneel aprovou as regras que regulamentam a geração de energia solar em casa. Agora, a eletricidade produzida por você mesmo pode diminuir o preço da conta de luz, zerar a tarifa e até mesmo render créditos com as distribuidoras. As mudanças aprovadas pela agência reguladora servem como incentivo às energias alternativas que têm geração totalmente sustentável: a principal delas é a solar, a mais fácil de ser incorporada, não só nas grandes fazendas solares, mas também em prédios e casas das grandes cidades brasileiras. “É cada vez maior o número de interessados em produzir energia para uso doméstico, seja pelos benefícios ambientais, seja para suprir eventuais desligamentos da rede elétrica”, diz o site da empresa Minha Casa Solar, que comercializa sistemas de microgeração fotovoltaica

Usina de carvão na Austrália dá lugar a complexo sustentável

A nova “Paisagem Cultivada” deve ganhar características culturais e turísticas. | Imagem: Divulgação O escritório australiano de arquitetura NAAU desenvolveu o projeto de revitalização de um bairro em que hoje está localizada uma fábrica de carvão. A ideia é deixar o local mais bonito, sustentável e torná-lo uma referência em energia limpa. Apelidado de “Paisagens Cultivadas”, o projeto foi desenvolvido para o concurso “Cidades em transformação – Futuro de baixo carbono” e oferece uma proposta alternativa ao Latrobe Valley, em Melbourne (Austrália). Entre as modificações, alguns destaques são: inclusão de sistemas limpos de produção energética, agricultura sustentável e ecoturismo. A usina de carvão, instalada atualmente no local, já tem prazo para deixar de funcionar. Conforme informações divulgadas no Inhabitat , as portas da fábrica deverão ser fechadas até 2030. A partir daí a região passará por modificação e recuperação total. Os arquitetos expli

Aprenda a fazer uma horta orgânica dentro de casa

Foto:  godutchbaby Uma boa maneira de economizar no supermercado e garantir frutas, verduras, legumes e hortaliças orgânicas e saudáveis é plantando você mesmo. Qualquer quintal ou área de serviço pode abrigar uma hortinha. Ao contrário do que muita gente pensa, ter uma horta não exige tanto trabalho nem tempo. Basta ficar atento a alguns aspectos e seguir uma rotina de cuidados com sua pequena plantação. Depois é só desfrutar dos alimentos colhidos na hora e livres de agrotóxicos e pesticidas. Confira aqui como montar sua horta de acordo com o espaço que você dispõe: pequeno, médio ou grande. Horta orgânica: comida saborosa, saudável e sustentável. Cultivar uma horta orgânica, independente do tamanho e da variedade de alimentos plantados, é sempre bom. Bom para a saúde e o bem-estar da família, que irá ingerir alimentos mais saudáveis e livres e agrotóxicos, e também para o meio ambiente, que deixará de receber produtos químicos e ter seus recursos naturais,

Tinta térmica reduz consumo de energia em até 60%

A tinta também diminui até 84% da radiação no telhado e entre 10 a 15% da temperatura por telha Foto: Divulgação Revestir o telhado com tinta térmica pode ser uma boa alternativa para economizar no consumo de energia, reduzir o impacto da radiação e a temperatura interna dos ambientes. Por quê? É que o produto é feito a base de água e microesferas ocas de vidro, que possibilitam a redução de até 60% do consumo de energia elétrica na refrigeração de residências, galpões, prédios e armazéns.  A tinta, que também diminui até 84% da radiação no telhado e entre 10 a 15% da temperatura por telha, foi desenvolvida para revestir navios, aeronaves, tubulações e alvenarias em geral. Além de custar menos, o produto é mais sustentável do que a espuma de poliuretano (derivado de petróleo), opção muito utilizada no mercado brasileiro, em obras de revestimento e isolamento térmico. Walter Ferreira, diretor da WC Isolamento Térmico , um dos fornecedores de tinta térmica no mercado

Hotel construído com contêineres deve fazer tour pela Europa

Os contêineres podem ser instalados em um parque, na plateia de um show ou até mesmo em ruas movimentadas. | Foto:  Divulgação O Sleeping Around é um hotel itinerante instalado em contêineres usados, que deverá passar por vários pontos da Europa. Além dos alojamentos, a estrutura também abriga um restaurante, uma sala de convivência e uma sauna, construídos com materiais sustentáveis. Para executar o projeto, foram utilizados seis contêineres que estavam abandonados em um porto da Bélgica. De acordo com os criadores do projeto, muitas caixas metálicas gigantes são produzidas e utilizadas para o transporte de cargas em navios, mas, no final, são descartadas em portos por todas as partes do mundo. Segundo a equipe responsável pela construção, oSleeping Around foi criado para oferecer uma experiência de conforto e aventura aos hóspedes. Quatro contêineres abrigam os quartos, elaborados com materiais sustentáveis. O objetivo dos criadores é levar o hotel para vár

Arquiteto japonês segue método antigo para construção de casa sustentável

Os povos antigos chamam estas casas de “Chise”. | Foto:  Divulgação O arquiteto japonês Kengo Kuma apostou em um projeto experimental, que consiste na construção de uma casa seguindo métodos antigos com materiais modernos. O resultado foi uma moradia dinâmica e sustentável. O formato aplicado por Kuma em sua edificação foi baseado nas residências erguidas por povos indígenas japoneses, que habitam regiões frias e não possuem sistemas tecnológicos de calefação. Os povos antigos chamam estas casas de “Chise”, elas normalmente são feitas com terra, bambu e gramíneas. O projeto experimental de Kuma substituiu a matéria-prima tradicional por materiais novos, resultando assim em uma casa translúcida, que opera em ritmo e com padrões naturais de luz e aquecimento. “Nós envolvemos a moldura de madeira com uma membrana de poliéster. A parte interna é coberta com um tecido removível de fibra de vidro. Entre as duas membranas está um isolante de poliéster, feito com