Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2009

Estudante cria bicicleta “contorcionista”

Existem diversas formas de tornar a mobilidade urbana mais sustentável. Uma dessas maneiras é facilitando o acesso de bicicletas a outros meios de transporte, como metros e ônibus, bem como simplificando seu armazenamento e transporte. Foi pensando nisso que o estudante do Royal College of Art, Dominic Hargreaves, criou a “Contorcionista” – uma bicicleta articulada que pode ser dobrada e levada para qualquer lugar. Além do design arrojado e da praticidade de poder “torcer” a bicicleta e carregá-la de um canto a outro, a criação tem uma vantagem em relação às outras bikes dobráveis – uma roda de 26 polegadas, considerada grande para os padrões desse tipo de bicicleta e, consequentemente, mais confortáveis e fáceis de pedalar. Em poucos minutos é possível “dobrar” todo o equipamento graças às suas articulações estrategicamente planejadas. Depois, é só montá-la novamente e sair pedalando. Não é preciso fazer força nem utilizar equipamentos específicos. Com apenas 24 anos, o estuda

Edifício SUstentável em Londres

Bahrain World Trade Center Sob a pressão de outros edifícios mais sustentáveis surgindo em todo o mundo, como o recentemente apresentado Bahrain World Trade Center, em Londres Gherkin Tower, projetada por Norman Foster, recentemente começou a testar um painel inovador de fachada de vegetação que promete mudar a face do projeto de construção para sempre. Este novo produto “Parede Verde” , conhecido como painel Core Hydraulic Integrated Arboury, promete trazer os benefícios de telhados verdes a toda a superfície externa do arranha-céu.   O painel funciona através da obtenção da humidade do ar e canalização através das propriedades dessa especializada membrana que permite prover água suficiente para permitir o crescimento das plantas. É esperado que as plantas, principalmente uma mistura de liquens e gramíneas, cresçam fora do painel e do envelope da fachada. Desnecessário dizer que os benefícios dos painéis são muitos: sombreamento, aumento da iluminação natural interna, isolamento t

Certificação Aqua será estendida a prédios residenciais

A Fundação Vanzolini informou que lançará o referencial técnico do Processo Aqua (Alta Qualidade Ambiental) para empreendimentos residenciais até o final de dezembro de 2009. > Fundação Vanzolini apresenta certificação ambiental Aqua > Setor de materiais de construção abre espaço para a sustentabi Após lançar referenciais técnicos para prédios comerciais, a Fundação Vanzolini agora apresenta os referenciais para habitações residenciais, mercado que ainda não foi explorado pela certificação norteamericana Leed. Para que um empreendimento seja certificado, devem ser observados 14 itens de Qualidade Ambiental do Edifício (QAE), que são baseados em critérios de desempenho. A certificação também exige uma auditoria presencial independente. O certificado internacional é emitido em cada uma das três fases do empreendimento (programa, concepção e realização) e considera desde a redução do impacto dos canteiros da obra até o conforto térmico e acústico do imóvel, passando pela gestã

São Paulo sanciona lei que prevê redução de 20% do CO2 até 2020

Governador de SP, José Serra, ao assinar a nova política contra as mudanças climáticas/ Foto: Divulgação/Alesp Estado mais industrializado do país e também maior poluidor, São Paulo passa a contar agora com a Política Estadual de Mudanças Climáticas, instrumento que institui uma lei para reduzir em 20% as emissões de gases causadores de efeito estufa (em nível estadual) até 2020 - a sanção do decreto foi assinada pelo governador José Serra na segunda-feira, 9 de novembro. Com a nova lei a meta é reduzir as emissões de 122 milhões de toneladas de CO2 por ano (dados de 2005) para 98 milhões de toneladas em 2020. O inventário com os dados sobre as emissões de gases de efeito estufa de São Paulo só deverá ser terminado em dezembro de 2010. Críticas Durante o evento de assinatura da Política Estadual de Mudanças Climáticas, o secretário do Meio Ambiente, Xico Graziano, e o governador criticaram o governo federal, sob a alegação de que estaria faltando coragem e ousadia em relação a

Casa sustentável de Papai Noel vira atração em parque da Av. Paulista

Imóvel de 70 m² é feito com madeira certificada. Quarto, sala e banheiro com ofurô são abertos à visitação. O roteiro de decoração de Natal de São Paulo ganhou mais uma atração no início da noite desta quinta-feira (10), após ser inaugurada a casa sustentável de Papai Noel, construída dentro do Parque Trianon, no coração da Avenida Paulista. As paredes e piso do imóvel são de madeira certificada, o telhado é de grama e os vidros ajudam a regular a temperatura interna. Com direito a quarto com cama de casal e até banheira de ofurô, Papai Noel, no entanto, é visto logo na frente do imóvel, ao lado de uma das árvores de Natal. A casa estará aberta ao público de segunda a sexta, das 19h às 23h; e sábado e domingo, das 14h às 23h.(Foto: Claudia Silveira/G1) Fonte: http://g1.globo.com/

Peugeot lança bicicleta elétrica e reforça conceito de mobilidade sustentável

A Peugeot acaba de lança uma opção de transporte mais sustentável para os clientes da marca. Trata-se de uma bicicleta elétrica desenvolvida em parceria com a Ultra Motor, uma das principais fabricantes de veículos elétricos leves do mundo. A bike funciona com uma bateria removível de 36 V e um motor de 250 W que permite até 70 km autonomia. O lançamento acontece dois séculos depois de Armand Peugeot criar a “Grand-Bi”, a bicicleta que inaugurou a entrada da marca francesa no mundo das rodas. De volta às origens, a montadora investe para reforçar seu conceito de mobilidade sustentável. Prática e altamente sustentável, a bicicleta híbrida pode ser carregada em tomadas comuns e reabastecida com as pedaladas do ciclista. Graças aos três níveis de assistência e ao sensor de torque, a bike vence até os terrenos mais íngremes com facilidade, garante o fabricante. Ela ainda possui freios de disco dianteiros e traseiros, luzes automáticas e independentes e suspensão – o que garante mai

Palestra com Sergio Besserman Vianna, Economista e Ecologista, conselheiro da WWF-BR, Presidente da Câmara Técnica de Desenvolvimento Sustentável e Governança Metropolitana - RJ

Próxima Terça-feira 8 de dezembro - 19:00h - Escola de Artes Visuais do Parque Lage - Salão Nobre - R. Jardim Botânico, 414 - Ingresso - 1 lata de leite em pó a ser doada a ONG RENASCER.

Casa sustentável brasileira disputa prêmio na Europa

Por Fernanda Vasconcelos - 19/11/2009 Uma casa em que o sol é a única fonte de energia para todas as atividades cotidianas dos moradores é o resultado de uma parceria entre seis universidades brasileiras. A casa, cuja construção deve começar ainda neste mês, em São Paulo, está entre os 19 projetos selecionados para a Solar Decathlon Europe, competição internacional entre universidades que acontecerá em junho de 2010, na Espanha. O uso da energia solar e, também, a flexibilidade da construção contribuem para tornar sustentável o projeto das universidades brasileiras, batizado como Casa Solar Flex. Além de estar equipada para converter a luz do sol em energia e calor, a casa é projetada em módulos que permitem diferentes montagens a partir de uma mesma estrutura, adaptando a construção às condições ambientais locais. A equipe brasileira responsável pelo projeto, chamada Consórcio Brasil, é formada por estudantes e professores de seis universidades do país (USP, UFSC, UFRGS, Unica

Alimentando uma casa com energia solar

Agora que temos nosso módulo FV, o que fazemos com ele? O que você teria que fazer para trazer energia para sua casa através da energia solar? Embora não seja tão simples como colocar alguns módulos no telhado, também não é tão difícil assim. Primeiro de tudo, nem todo telhado tem a orientação ou o ângulo de inclinação adequado para tirar proveito da energia solar. Sistemas FV sem rastreamento no Hemisfério Norte devem apontar em direção ao sul (esta é a orientação). Eles devem ficar inclinados em um ângulo igual à latitude da área para absorver a máxima quantidade de energia o ano todo. Uma orientação e/ou inclinação diferente poderia ser usada se você quisesse maximizar a produção de energia para a manhã ou tarde e/ou, ainda, para o verão ou inverno. É claro que os módulos nunca devem receber sombra de árvores ou de prédios vizinhos, não importa a hora do dia ou a época do ano. Em um módulo FV, mesmo se apenas uma das 36 células estiver na sombra, a produção de energia será reduzid

Plástico biodegradável é feito de milho

Professor do MIT abre fábrica de bioplástico – material que é degradado na natureza e pode ser produzido a partir do milho. De acordo com Anthony Sinksey, do Massachusetts Institute of Technology, mais de 113 milhões de toneladas de plástico são produzidos no mundo por ano. O problema não está somente na fabricação, mas na poluição gerada com o descarte do material Muito do plástico produzido vai parar nos oceanos, onde ele nunca se decompõe: só é quebrado em minúsculas partículas. Como resultado de um trabalho de mais de 25 anos, no mês que vem o professor Sinksey e seu antigo aluno Oliver Peoples irão abrir a fábrica Metabolix, que usa tecnologia patenteada do MIT para fazer plástico de milho. A fábrica pretende produzir anualmente 50 mil toneladas de bioplástico, que será degradado no solo ou oceano. Isso é apenas 1% do que somente os Estados Unidos produzem, mas espera-se que a indústria tenha potencial de crescimento. Segundo os cientistas, o mercado global de polímeros bio

Dicas Eco-Friendly

Dica 1: Foi lançado em junho e chegou ao Brasil através da operadora TIM, o Samsung E1107 Solar. O aparelho tem bateria com carregamento solar, que possui autonomia para até 10 minutos de conversa com uma hora de carga solar, rádio FM, viva-voz e alerta vibratório. Dica 2: Uma das formas de pensar sustentavelmente é buscar informações sobre a quantidade de energia consumida em casa. Como conseguir essa informação? Passe a usar a calculadora criada por Furnas Centrais Elétricas que está disponível em www.furnas.com.br/simulador_consumo.asp. Com ela você pode saber quanto gasta com cada aparelho em casa e controlar o seu consumo. Dica 3: Como muitos já sabem, 50 milhões de toneladas de lixo eletrônico são geradas por ano no planeta e o destino costuma ser um aterro sanitário. Pensando nisso, organizações como a Fundação Pensamento Digital e o Comitê para Democratização da Informática (CDI) oferecem a opção do descarte consciente, assim os computadores e seus acessórios pode

TIJOLOS ECOLÓGICOS LAPIN

Residência construída cm tijolo ecológico 01. Porquê os Tijolos LAPIN são chamados de Ecológicos? Porque não passam pelo processo de queima, como acontece com os tijolos convencionais, evitando assim a derrubada de árvores para utilizar a madeira como combustível. 02. Os Tijolos Ecológicos LAPIN são também conhecidos como Tijolos Modulares. O que é isso? Nos Tijolos Modulares o princípio de montagem é feito por módulos, possuindo medidas e formatos padrões, permitindo assim a precisão na aplicação e distribuição dos mesmos. 03. Porquê é mais barato construir com os Tijolos Ecológicos LAPIN, mesmo eles sendo mais caros que os tijolos convencionais? A aplicação dos Tijolos LAPIN consorciada com outros técnicas construtivas (como o radier israelense, por exemplo) irá requerer uma estrutura mais otimizada para a descarga dos pesos de obra, reduzindo assim o custo de fundações para que possa ser realizada a montagem. Além disso, dada a uniformidade dos tijolos, os mesmos não irão

Embaixadores do clima em ação

Na semana passada, estudantes do ensino médio tiraram uma foto aérea da campanha 350 no gramado do senado brasileiro em Brasília para passar a mensagem da campanha – divulgado pela coordenadora do 350 no Brasil, Paula Collet. Os adolescentes eleitos pelo British Council como embaixadores do clima, projeto que leva informação e ações de sustentabilidade para escolas públicas e privadas no Brasil, João Pedro Barbosa e Sofia Martins Carvalho, organizaram um grande 350 na frente do Congresso Nacional. Eles mobilizaram 200 estudantes para fazer parte desta ação, todos estavam muito animados e até pintaram a face com 350. A mídia apareceu para cobrir o evento, apesar de não ter sido muito divulgado, os jovens fizeram questão de conversar com todos da imprensa sobre a importancia da mobilização dos jovens para assegurar seus próprios futuros. O senador Sarney Filho, que representa há muito tempo o time que luta pelo meio ambiente, saiu do congresso e foi receber os estudantes, assinou a

Uso sustentável de energia

Os prejuízos ambientais provocados por ações humanas tornaram-se uma das principais preocupações da sociedade atual. Com o objetivo de sensibilizar a população sobre a importância desse tema, a Pontifícia Universidade do Rio Grande do Sul (PUCRS) lançou, em setembro último, o projeto denominado Uso Sustentável de Energia (USE), que envolverá campanha de conscientização, capacitação de técnicos-administrativos e professores de todas as unidades acadêmicas, elaboração do Manual de economia de energia e de uma página virtual. A iniciativa inclui também uma série de projetos, como o do telhado verde, em que as tradicionais telhas para cobrir casas e edificações são substituídas por uma camada de vegetação. O professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) e membro da USE Márcio D’Avila adverte que determinar qual o melhor modelo de telhado a ser usado exige a análise de vários aspectos. “Estamos pesquisando diversas espécies de plantas”, conta. “É importante que elas resistam be

Casa mais sustentável

Por Marcos Lima QUAL A MELHOR LÂMPADA? Elas foram vedetes na época do apagão. Com a promessa de economizar até 80% de energia, as lâmpadas fluorescentes tomaram o lugar de milhares de incandescentes. Hoje, especialistas ponderam que a substituição precisa de critérios. "Ao acender, a fluorescente consome quase 50% mais do que gasta para se manter ligada", explica Carlos Eduardo Uchôa Fagundes, presidente da Abilux (Associação Brasileira da Indústria de Iluminação). Por isso, em locais de uso intermitente, sua vida útil diminui e ela pode perder a vantagem econômica. "A incandescente, nessas condições, é mais adequada. Use um sensor de presença ou um dimmer a fim de reduzir o consumo", ensina o designer Guinter Parschalk, especialista em iluminação. "Em ambientes que pedem aconchego, a incandescente ainda é insubstituível", avalia o designer Fernando Prado. Na comparação, esse tipo de lâmpada leva vantagem em outros dois pontos: é produzida no Brasil (d

Telhado Verde em Módulos

Telhado verde em módulos Idéia eficaz para trazer mais verde ao meio urbano, a cobertura gramada também atua como um bom isolante térmico e acústico Idéia eficaz para trazer mais verde ao meio urbano, a cobertura gramada também atua como um bom isolante térmico e acústico. “Neste projeto, uma lâmina de água reaproveitada de 4 cm, situada abaixo da grama, ajuda a manter a temperatura interna ainda mais amena. Trata-se de uma solução ideal para locais quentes e com longos períodos de estiagem, já que garante a rega do jardim”, explica a arquiteta gaúcha Patrícia Popp, que utilizou módulos fornecidos pela empresa Ecotelhado. A grama-esmeralda, que auxilia a filtragem da água no sistema de reúso, tem raízes curtas para não danificar os componentes do conjunto (abaixo). O custo desse tipo de telhado (cerca de 50% maior em relação ao de telhas comuns) se paga, segundo a arquiteta. “Ele dispensa climatização interna e tratamento acústico, além de economizar água”, aponta. REUSO DE ÁGU

Uma casa ecológica, de fato

A casa construída pelos biólogos Edna e Luiz Toledo, em Barra Mansa, Rio de Janeiro, é uma real demonstração de excelência na reciclagem e reutilização de materiais. Com três andares, a construção foi feita com 90% de materiais que poderiam ser considerados lixo, por muita gente. “Lixo? Aqui nada é lixo”, diz Edna à reportagem da Terramérica, assinada por Fabiana Frayssinet. E ela fala com conhecimento de causa. Afinal, a casa foi construída quase que inteiramente com entulho de demolições, garrafas, vidro quebrado, embalagens plásticas, papeis, papelões, embalagens de leite, tampinhas e latas, material que muita gente descarta e que acaba indo parar nos lixões e aterros. Por uma questão de segurança, apenas as vigas e pilares foram erguidos com material de construção tradicional. Além disso, no dia-a-dia do casal, o aproveitamento dos resíduos é uma constante. Cascas de frutas servem para o preparo de alimentos. Restos de comida vão para a compostagem na “decomposteira”, um recipi

Como cultivar lilás?

O lilás é um arbusto muito utilizado em vários tipos de jardim pela beleza e rusticidade das suas flores. Seu nome científico, Syringa vulgaris, tem origem no grego “syrinx”, que significa “flauta”, já que os caules ocos dessa planta são utilizados para fabricar o instrumento. Dê cor e perfume ao seu jardim cultivando lilás. Passos 1  Você pode cultivar lilás em vasos ou para formar maciços, cercas-vivas e alpendres. 2 Prepare o substrato onde você plantará o lilás revolvendo-o profundamente. O solo deve ser neutro. Não pode ser muito fértil para que o nível de acidez não aumente. 3 Mantenha o terreno úmido, regando duas ou três vezes por semana, de acordo com o microclima do seu jardim. 4 Depois que o lilás enraizar, a planta florescerá com a chegada dos dias quentes. Nesse momento é oportuno realizar uma poda de limpeza na folhagem mais perto do chão. 5 Com um borrifador, molhe os ramos com uma mistura de água e sabão branco dissolvido para evitar o ataque dos tatuzinhos

Alimentos Orgânicos, veja por que são tão interessantes

Veja por que dar preferência por alimentos orgânicos: •O produto orgânico evita problemas de saúde causados pela ingestão de substâncias químicas tóxicas. Protege a qualidade da água, a fertilidade do solo, a vida silvestre e é mais nutritivo. •Incluir produtos orgânicos nas compras incentiva a produção e no longo prazo, torna-os mais baratos. •Para esclarecer, o alimento hidropônico (produzido na água) não é orgânico pois utiliza adubos químicos solúveis. •O selo de certificação é a garantia do consumidor de estar adquirindo produtos orgânicos isentos de qualquer resíduo tóxico. •O sistema de cultivo orgânico observa as leis da natureza, respeita as diferentes épocas de safra e todo o manejo agrícola está baseado na preservação dos recursos naturais, além de respeitar os direitos de seus trabalhadores. Indicações para a primavera: •Acerola •Caju •Jabuticaba •Mamão •Banana prata •Manga •Nectarina •Morango •Beterraba •Alcachofra •Espinafre •Chicória. Certificação

EUA criam célula solar de silicone flexível

CHICAGO - Pesquisadores norte-americanos descobriram um jeito de fabricar células solares de silicone flexíveis o bastante para cobrirem a superfície de um lápis e transparentes o suficiente para tingir janelas de construções ou carros. A descoberta, publicada no domingo (05/10) pelo jornal Nature Materials, propõe uma nova forma de processar silicone convencional, fatiando as bolachas em pedaços ultra finos e cuidadosamente os transferindo para uma superfície flexível. “Podemos cortar fatias finas o bastante para colocá-las em plástico e construir sistemas de rolamento. Elas podem ficar cinzas como um negativo e ser aplicadas em vidro”, explicou John Rogers, responsável pela pesquisa e professor da Universidade de Illinois. A demanda por células solares, que convertem energia solar em eletricidade, está crescendo por causa dos altos preços do combustível e das preocupações com mudanças climáticas. Fonte: http://info.abril.com.br/

Plugados na natureza

SÃO PAULO – Na busca por energia limpa e economia de eletricidade, a força do sol, do vento e até do braço estão ligando os aparelhos. Lá fora, já existem até fabricantes especializados em gadgets verdes, como a inglesa Freeplay e a americana Kinesis. Confira algumas das novidades que ainda não deram as caras no Brasil. Lâmpada LED afogada Você já substituiu as lâmpadas incandescentes gastonas da sua casa pelos econômicos modelos de LED? Então talvez a troca já possa ser feita por uma lâmpada de LED com refrigeração líquida, como a HydraLux-4, da Eternaleds. Como toda LED, ela prima pela eficiência energética. O modelo consome 4 watts e ilumina como uma lâmpada incandescente de 25 watts. O líquido no interior do bulbo mantém a lâmpada fria, mas a sua maior vantagem é permitir que a luminosidade se espalhe em 360 graus, tal qual uma lâmpada comum. A HydraLux-4 custa 34,99 dólares e, segundo o fabricante, tem vida útil de 35 mil horas. Carregador cata-vento Com o carregador 5 e

Telhado muda de cor e economiza energia

                                             Telhado muda de cor e economiza energia SÃO PAULO – Alunos do MIT desenvolvem telhas que ficam pretas ou brancas dependendo da temperatura ambiente. Quem já parou o carro na rua em dia de Sol forte sabe bem que as superfícies pretas absorvem calor de forma muito eficiente. Por outro lado, superfícies brancas refletem a luz e esquentam menos. Nesse contexto, um telhado escuro pode ajudar uma casa permanecer quente no inverno, diminuindo gastos com o aquecimento. No entanto, no verão, é definitivamente uma péssima idéia ter telhas pretas, já que faria o ar condicionado funcionaria a todo vapor. Para estações mais quentes, uma cobertura clara seria bem mais recomendável. Pensando nisso, os estudantes do Massachusetts Institute of Technoly criaram a Thermeleon, telha capaz de mudar de cor para aproveitar melhor o calor e economizar energia. O material, como o próprio nome diz, reage à temperatura, se tornando branco quando está quente e p

Como substituir as lâmpadas de 100 watts para economizar?

Diante da iminente retirada das lâmpadas incandescentes de 100 watts do mercado, conheça as equivalências com outras tecnologias para fazer uma substituição gradual na sua casa. Você contribuirá com o meio ambiente reduzindo o consumo de energia e depois economizará muito nas contas de luz. Passos 1 Você pode adotar as lâmpadas fluorescentes compactas (também conhecidas como lâmpadas de baixo consumo) de 25 watts, que equivalem a uma de 100 watts incandescente. Elas custam mais, porém garantem uma economia de 65% a 80% de energia. 2 Se você substituir as lâmpadas incandescentes de 100 watts por lâmpadas halógenas, reduzirá o consumo de luz de 25% a 45%. 3 Outra possibilidade é adquirir quatro lâmpadas dicroicas compostas por 21 leds de alta luminescência (no total vão equivaler a uma lâmpada de 100 watts). Elas também são mais caras, mas não emitem calor e cada uma tem 30 mil horas de vida útil. 4 Se você usar lâmpadas de baixo consumo onde as luzes ficam acessas durante qua

GEOBIOLOGIA

Toda construção é um ser vivo, composto de uma anatomia e de uma fisiologia particulares que conferem, em sua conjunção, características saudáveis ou não ao ambiente. Características estas que são passadas a seus usuários e moradores interferindo diretamente em sua qualidade de vida. A noção de que os espaços interagem com as pessoas e de que esta interação pode ser saudável ou insalubre é o fundamento da Biologia da Construção, também conhecida por Geobiologia. Assim, ela pode ser definida como o estudo do impacto das construções sobre a saúde humana e a aplicação desse conhecimento para a construção ou modificação de lares e locais de trabalho. A Organização Mundial de Saúde (OMS) concebe o termo Habitação Saudável partindo do pressuposto de que a habitação atua como um agente da saúde de seus moradores. De outro lado, descreve a Síndrome do Edifício Enfermo como a condição médica em que indivíduos adoecem sem razão aparente ao habitar ou trabalhar em um dado edifício e que os si

Dica: Como obter água potável na natureza?

O método Sodis (Processo Solar de Desinfecção) permite em poucos passos bem simples melhorar a qualidade microbiológica da água utilizando apenas uma garrafa de plástico e a radiação solar. Você pode aplicar este método em uma emergência, em um acampamento ou em uma caminhada, por exemplo. Transforme em potável a água de um rio ou lago em 7 passos. Você precisa de Garrafa de plástico transparente Passos 1 Lave bem uma garrafa de plástico transparente para eliminar qualquer tipo de resíduo. 2 Encha a garrafa com água de rio ou lago e feche-a com a tampa. 3 A água não deve ser muito turva. Se você puder ler um texto através da garrafa com água isso indica que ela poderá ser bebida depois de passar por este processo. 4 Coloque a garrafa na horizontal em um lugar que receba luz solar direta. 5 Se você tiver à mão uma chapa de zinco, como um teto, encaixe a garrafa em uma das canaletas. O metal aumentará a temperatura da garrafa. 6 Deixe a g