Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2015

Embalagem criada por empresa procura demonstrar que o plástico é desnecessário

É plenamente possível viver sem as embalagens plásticas. Quem assegura é a agência Leo Burnett, baseada em Sydney (Austrália), que desenvolveu um conceito de embalagem engenhosa para o WWF (Fundo Mundial para a Natureza), a fim de demonstrar a viabilidade de materiais menos agressivos ao meio ambiente. Este design de embalagem minimalista consiste em caixas de papel naturais e 100% biodegradáveis, com um pequeno logotipo impresso com tinta preta na frente. Há uma janela em forma de garrafa de plástico que é normalmente utilizada para conter produtos domésticos, a exemplo de limpador de vidro e anti-séptico bucal. Cada uma destas caixas de papelão são embaladas com produtos frescos, tais como limões, laranja e canela, que são alternativas naturais capazes de exercer a mesma função dos produtos químicos oriundos das garrafas de plástico. O objetivo da campanha é mostrar como há opções para escolhermos produtos mais sustentáveis ​​em nosso dia-a-dia. Aqui no Brasil, u

Fundação Bill & Melinda Gates pretende criar vaso sanitário sustentáve

Proposta é de que o banheiro sem água e esgoto seja construído a custos acessíveis/ Foto: ethendesign Desenvolver novas tecnologias para o processamento de dejetos humanos sem qualquer ligação a linhas de água, energia ou esgoto é o principal objetivo da Fundação Bill & Melinda Gates , que anunciou a intenção de custear uma pesquisa para tornar os vasos sanitários mais sustentáveis. A missão de reinventar o vaso sanitário caberá a um grupo de cientistas e engenheiros da Universidade de Tecnologia de Delft, na Holanda, sob a coordenação do professor Georgios Stefanidis. "Vamos aplicar a tecnologia de micro-ondas para transformar os dejetos humanos em eletricidade. A partir desta inovação, pretendemos idealizar o design e construir um protótipo modular para um banheiro completo que satisfaça as urgentes necessidades do mundo em desenvolvimento", explicou Stefanidis. Inicialmente, os dejetos humanos serão secos. Em seguida, os resíduos sólidos serão gasei

Empresa cria banheiro movido a energia solar que trata águas residuais

Mais de 2,5 bilhões de pessoas ainda carecem de saneamento básico adequado em todo o mundo, segundo dados da ONU, e outras 946 milhões continuam a fazer suas necessidades fisiológicas ao ar livre, uma prática muito problemática, pois representa um foco contínuo de doenças e de contaminação da água. A notícia boa é que empreendedores sociais têm desenvolvido soluções inovadoras para o problema. A Caltech , por exemplo, criou um banheiro dotado de um reator eletroquímico movido a energia solar para o tratamento de águas residuais. O equipamento conta com sensores conectados a um aplicativo móvel, que alerta os operadores em caso de necessidade de manutenção. Esses sensores informam quanto à vazamentos, tensões e pressões, e alertam automaticamente um operador através do envio de uma foto do problema. Um possível defeito pode ser corrigido por qualquer pessoa sem formação ou conhecimento especial, bastas seguir as instruções ilustradas com um passo a passo fornecidas em um moni

Ponte para pedestres e ciclistas produz energia solar na Holanda

Projeto foi realizado para garantir conforto, funcionalidade, segurança e mobilidade aos moradores Fotos: Benthem Crouwel Architects/Divulgação Os moradores de Hertogenbosch, na Holanda, ganharam no dia 9 de maio a Paleisbrug – Palace Bridge (Ponte Palácio), cujo objetivo é aumentar a área verde e promover o compartilhamento do espaço público entre pedestres e ciclistas. A estrutura é uma ponte elevada que faz a conexão do centro antigo da cidade ao bairro de Paleiskwartier. O equipamento possui área verde, pisos aquecidos, bancos, wi-fi e iluminação LED. Local convida as pessoas a sentarem nos bancos, relaxar, apreciar a paisagem, as plantas e flores espalhadas pela ponte Projetada pelo escritório de arquitetura Benthem Crouwel Architects , a ponte possui 250 metros de comprimento, com uma área total de 2.500 metros quadrados. A estrutura foi construída com aço resistente à corrosão atmosférica, que garante pelo menos 100 anos de vida, sem necessidades de reparos.