Pular para o conteúdo principal

Elétrico, monoposto, lindo e seguro. Agora vai, VW?


Sabe aqueles conceitos de carros elétricos estranhos que só cabem uma pessoa? Eles geralmente ficam muito longe de chegar ao consumidor, mas se a Volks seguir seu plano, isso deve mudar em breve com o NILS.
Segundo a montadora alemã, 60% dos trabalhadores do país vão ao labor de carro. Sendo que 90% destes vão sozinhos, cada um em seu possante. É aí que a Volks quer ganhar mercado.
Lembre que quanto menor/mais leve  o carro, menor a quantidade de energia necessária para movê-lo, além de reduzir o trânsito. E para quem questiona: mas e meu jantar coma  família, viagem, levar os filhos na escola, etc.? A proposta é de que você tenha um pequenino destes (ou um por adulto)além de outro maior, que felizmente ficará a maior parte do tempo na garagem.
Voltando aos alemães: o trajeto casa/trabalho de 73,9% deles é menor do que 25 km. Sendo assim, o NILS é perfeito, pois é elétrico, leve, tem só um lugar e autonomia de 64Km. O carrinho tem diminutos 3 metros de comprimento por 1,30 de largura. Seus 450 kg são empurrados por 20 cv, que podem chegar a seus 30 cv – parece pouco, mas só como exemplo, ele faz 0 a 100Km/h em 11s. O motor é elétrico e recarrega em duas horas numa tomada normal.
Ele tem também todo um pacote de segurança super moderno e, claro, design bem diferente, levemente inspirado nos F1 com suas rodas externas. Será que vai dar certo? Saberemos com a reação do público no Salão de Frankfurt que rola na Alemanha no final desse mês.
Quantas dessas formiguinhas irão se espalhar pelas ruas, e para estacionar, rsrsrs Será essa a melhor solução? ou será melhor um transporte de massa, deixando o carro em casa, na garagem?
Fonte: Jalopnik | Imagem: Divulgação                    Via: Eco4planet

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

AQUECEDOR SOLAR DE ÁGUA FEITO COM TUBOS DE PVC

PROJETO EXPERIMENTAL solução barata para aquecer água para banho Nota:  Aquecedor Solar de Água com o coletor solar feito com tubos de PVC: Criação, pesquisa e desenvolvimento por Edison Urbano. Obs.: Esse projeto foi baseado na tecnologia do ASBC - Sigla que caracteriza o Aquecedor Solar de Baixo Custo, projeto originalmente elaborado pela equipe da ONG Sociedade do Sol que, para a confecção do seu coletor térmico solar, usa placas alveolares de PVC (normalmente usadas para construções de forros). ÍNDICE INTRODUÇÃO Energia Elétrica - consumo sustentável. Formas simples para economizar energia elétrica. Estudo do consumo de energia elétrica por um chuveiro elétrico Explicações gerais do projeto experimental do Aquecedor Solar de água feito com tubos de PVC próprios para água potável. Aprendendo a dimensionar um Aquecedor Solar feito com tubos de PVC. MONTAGEM do(s) COLETOR(es) MONTAGEM do COLETOR feito com TUBOS de PVC Obs.: as medidas podem ser alt

Como Assentar um Piso Drenante?

O piso drenante não é apenas um piso pré moldado em placas de concreto drenante, é na verdade um sistema que engloba os materiais de assentamento formando uma escala granulométrica que drena as águas pluviais para o solo. As placas de piso não podem ser assentadas diretamente sobre a terra, pois a mesma irá entupir os vazios da placa de concreto evitando o correto funcionamento. A placa drenante deve ser assentada em um colchão drenante da seguinte forma de acordo com o manual técnico da Segato Pisos do Brasil: -Espalhar sobre o solo compactado uma camada de brita de aproximadamente 12cm de espessura. -Sobre a camada de brita, espalhar uma camada de Areia de aproximadamente 7cm de espessura. -Fazer colocação das placas usando uma linha de nylon para orientar no alinhamento e nivelamento. -A colocação tem que ser feita de forma que as peças fiquem travadas. Seguindo essas regras, teremos um piso ecologicamente correto podendo participar dos projetos com princípios