Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2011

Consumidor aceita pagar mais por produtos feitos com energia limpa

Em pesquisa realizada com 31 mil pessoas espalhadas por todo o mundo, mais da metade dos participantes respondeu que aceita pagar mais por produtos feitos a partir de energia limpa. A conclusão é de uma amostragem encomendada pela dinamarquesa Vestas e realizada durante o mês de maio deste ano. Em outros questionamentos, 90% das pessoas disseram querer mais produtos que utilizam fontes renováveis, e 79% afirmaram que têm um olhar mais positivo para marcas que produzem usando energia eólica. “O cidadão e o consumidor estão vindo junto como uma nova parte interessada e engajada no desenvolvimento e em poder influenciar a sociedade nos hábitos de consumo”, afirmou o vice-presidente de marketing da Vestas, Morton Albaek. A empresa atua globalmente na fabricação, instalação, operação e manutenção de turbinas eólicas.  Fonte: Jornal da Energia                                                   Via:  Eco4planet  

Roupa feita com leite é de longa vida

Ok, o trocadilho do título não foi tão criativo quanto a ideia da alemã Anke Domaske, de 28 anos, que criou roupas feitas com leite! Entenda o que faz esse tecido ser melhor que a seda. As roupas são feitas com leite azedo, então ninguém vai ficar sem leite para priorizarem a criação do tecido. Mais do que isso, ele causa menos impacto ambiental do que a seda, já que não precisa de pesticidas e outros materiais químicos. Na composição do tecido existe apenas  um item: Leite . A equipe alemã conseguiu transformar o leite azedo em algo parecido com um fio. Para chegar nisso eles precisaram retirar toda parte líquida do leite, junto com as proteínas e aí sim moem tudo o que ficou para dar origem aos fios. Sobre a qualidade em comparação com a seda, a criadora tem a falar sobre: " O leite é sempre preterido porque as pessoas apenas o enxergam como uma comida. Mas você pode fazer muito mais com ele — o leite é um material natural, puro e muito belo. O detalhes especial do leite é que e

Lixeira solar manda e-mail quando cheia

Uma nova tecnologia está sendo testada na Irlanda e na Escócia para minimizar o problema do lixo nas cidades. Na verdade, não é exatamente uma nova tecnologia, somente uma velha ideia repaginada e “esverdeada” com energia limpa. Várias cidades já instalaram as ‘Big Belly’, lixeiras computadorizadas, movidas a energia solar. Além de compactarem o lixo, o que as faz armazenar oito vezes mais material do que um compartimento normal de mesmo tamanho, elas ainda enviam um e-mail alertando quando precisam ser esvaziadas. E tudo isso funciona com apenas oito horas de luz por mês. Segundo o Daily Mail, ela foi criada pela Kyron e custa £3.200 (é…carinha). A ideia é bem bacana: a lixeira demora mais para ficar cheia, o caminhão de lixo roda menos e só sai para a coleta quando precisa, e há uma divisória para material reciclável. Só precisa agora contar com a educação das pessoas – afinal, o lixo não vai parar lá dentro sozinho. Fonte: InfoAbril                                                  

Fazendo uma horta em casa (usando garrafas pet)

Adicionar legenda Um  post  no facebook da amiga    Samantha   Shiraishi   (que escreve, entre outros, o blog todo bacana   A Vida como a Vida quer  ) me fez pesquisar sobre o uso de garrafas pet em hortas caseiras.  E achei coisas MUITO interessantes. Principalmente em como fazer. Vejam abaixo algumas de minhas descobertas na web: Olhem essa ideia de usar a horta como uma cortina. Legal, né. As garrafas são sustentadas por cordões de aço e ficam uma sobre as outras, assim a água que vai na garrafa de cima passa para a debaixo, até chegar na última que é vazia e recolhe o excesso de água. Fonte Fonte E tem esse daqui feito com uma vara de bambu que segura as garrafas da horta. E se clicar  AQUI  vai ver todo o processo de como foi feito.  Como fazer: Clique AQUI Como fazer : Clique AQUI Fonte Aproveitando canos de PVC E aqui um video ensinando exatamente como fazer. O que espera: mãos a obra ! Como fazer: clique aqui Fonte: Arquitetando Idéias

Recicle, por amor.

Nós sempre pensamos em mil motivos para justificar o bom ato da reciclagem. Mas a ONG Friends of the Earth foi direto ao ponto e, lembrando de seu conterrâneo John Lennon, ela nos mostrou o que realmente importa: O amor. O vídeo faz parte de uma campanha que  pressiona o governo britânico a criar medidas de incentivo à reciclagem . A ONG diz que “se você gosta de um final feliz, diga ao governo que você quer menos lixo e mais reciclagem”. Lógico, sabemos que as garrafas de leite não vão se apaixonar. Mas o conceito por trás do vídeo é muito bom e vale para chamar a atenção dos mais desavisados. Fonte: Eco4planet

Governança Corporativa e Sustentabilidade. Ou, como a transparência é verde

A competitividade dos negócios e da busca por investidores vem provocando ao longo dos últimos anos uma mudança significativa na forma de  agir e pensar coletivamente  dentro das organizações. O modelo tradicional visando fortemente o lucro às custas do que quer que fosse  deixa de ser aceito  pelos diversos  stakeholders : Funcionários  não se sentem confortáveis ao trabalharem em empresas cujas ações possam piorar a vida de outras pessoas ou prejudicar o meio ambiente; Clientes  se tornam avessos a produtos cujas fábricas provoquem danos ambientais ou se utilizem de mão de obra inadequada; Fornecedores  não querem suas marcas vinculadas a tais tipos de empresas; Governos , preocupados com o futuro da população e da Natureza, exigem práticas adequadas, reparações e investimentos em ações sócio-ambientais; Por essas e outras razões,  acionistas  passam a pressionar a administração das empresas, afinal, com funcionários desmotivados, clientes avessos, menos fornecedores e pressão g

Castelão se destaca pela sustentabilidade

Medidas começam com a utilização de material de demolição Maquete do novo Castelão Os estádios que estão sendo reformados ou construídos para abrigar os jogos da Copa 2014 têm em comum o desenvolvimento de estratégias sustentáveis. O Estádio Plácido Aderaldo Castelo, o Castelão, em Fortaleza, Ceará, tem se destacado não só pelo cumprimento do cronograma, mas também pelas medidas que visam um menor impacto ambiental da obra. O consórcio responsável pela execução do projeto, formado pelas empresas Galvão e Andrade Mendonça, recorreu a uma consultoria contratada especialmente para orientar todo o processo, em ações que começam no canteiro de obras, através da melhor administração dos resíduos sólidos produzidos. Exemplo é a usina de reciclagem, montada dentro do canteiro de obra para reaproveitar o concreto obtido das demolições para ser usado na pavimentação do novo estacionamento. Tal medida deverá impedir o depósito em aterros sanitários de cerca de 75% dos resíduos gerados na constru

Perspectiva e refúgio num projeto de Andersson Wise Architects

O complexo mistura-se ao entorno, oferecendo perspectiva e segurança (crédito: Andersson Wise Architects) As pessoas sempre buscam um refúgio que lhes forneça uma bela vista do horizonte. O geógrafo britânico Jay Appleton já apontava isto em seu livro, The Experience of Landscape, de 1975. As teorias de Appleton inspiraram os arquitetos Arthur Andersson e Chris Wise, de Austin, Texas, na sua concepção de um complexo de quatro edifícios na região noroeste de Montana. Seus clientes, Connie e Martin Stone, para quem a Andersson • Wise Architects já havia projetado uma casa em Tucson, Arizona, queria tanto perspectiva quanto refúgio em sua casa de campo em Flathead Lake, Montana. Segundo Connie, o casal sentiu que o projeto criaria "um lugar totalmente exclusivo, em que se sentiriam protegidos e junto à natureza." Descendo um caminho estreito de cascalho através da densa floresta, primeiramente se avista a portaria do empreendimento, de 570 metros quadrados, em seguida, vem área

Vasquez Rocks Nature and Interpretive Center

Complexo abordará o tema da gestão ambiental Edifício se integra à paisagem desértica do entorno (crédito: Brooks + Scarpa Architects) Desenhado pelo escritório Brooks + Scarpa architects , de Los Angeles, o Vasquez Rocks Nature and Interpretive Center é um gateway vital para o Los Angeles County Parks, um ativo único do condado. A área natural de alto deserto é uma das mais importantes na região; suas formações rochosas esculturais têm inspirado gerações de visitantes e serviu de cenário para dezenas de filmes de Hollywood e programas de televisão. A sua localização ao longo da Pacific Crest Trail, uma caminhada de 4.250 quilômetros do México ao Canadá, é um ponto de referência inesquecível. O Nature and Interpretive Center deverá abordar o tema da gestão ambiental, a conservação, o drama visual do seu entorno e as imagens cinematográficas que estes arredores têm inspirado. Através de exposições cuidadosamente integradas, uma narrativa se desenrola, em sincronia com as placas dobrad

Painéis solares no telhado contribuem para o resfriamento do edifício

Estudo foi realizado por equipe da UC San Diego Jacobs School of Engineering Os painéis solares inclinados (frente) e em prateleiras,  criam um forte efeito de resfriamento do telhado Os painéis solares além de gerar  energia, têm a propriedade de arrefecer os edifícios. Esta é a conclusão da pesquisa levada a cabo por uma equipe liderada por Jan Kleissl, professor de engenharia ambiental na UC San Diego Jacobs School of Engineering. No estudo, a ser publicado na próxima edição da revista Solar Energy, Kleissl e sua equipe divulgam o que eles acreditam ser os primeiros resultados de medições dos benefícios fornecidos pelo resfriamento de painéis solares fotovoltaicos. Usando imagens térmicas, os pesquisadores determinaram que, durante o dia, o teto de um prédio foi de cerca de 5 graus centígrados mais frio, sob os painéis solares, que sob um telhado exposto. À noite, os painéis ajudam a manter o calor interno, reduzindo os custos de aquecimento no inverno. A Imagem do Google Earth