Pular para o conteúdo principal

O NOVO TERMINAL DO AEROPORTO DE GUARULHOS


Imagens: Biselli + Katchborian Arquitetos

“A estética das aeronaves é impressionante. Quando nos aproximamos do universo da aviação, não tem como não nos envolver e tentar transpor aquilo para a arquitetura. Foi assim com Florianópolis e, agora, com Cumbica”, declara o arquiteto Mário Biselli, do escritório Biselli + Katchborian Arquitetos.



A explicação do arquiteto resume bem a inspiração do novo terminal de passageiros do aeroporto de Cumbica, o TPS 3, que não tem outra forma se não a de um avião.Com a configuração em finger – assim como os outros terminais do aeroporto -, o TPS 3 é dividido, basicamente, em dois níveis, o de embarque (acima) e o de desembarque (abaixo). Mas há ainda os níveis intermediários e um subsolo de serviços. Acima do nível de embarque está o mezanino superior, que conta com salas VIP, salas administrativas e espaço panorâmico, já entre o nível de embarque e desembarque está o mezanino de desembarque, que é onde os passageiros desembarcam, de fato, antes de descerem ao nível de desembarque, por onde chegam as bagagens e onde se encontra a saída para a “rua”.A cobertura metálica da edificação, que sugere uma espécie de "nova topografia" ao terreno, é formada por três grandes arcos ligeiramente abatidos. É a partir daí, que se fixam as regras do sistema estrutural da edificação. Enquanto, por um lado, esta cobertura desenha beirais generosos por todo o perímetro da edificação - o que ajuda no controle térmico e permite uma redução significativa do consumo de energia -, por outro, o sistema para a caixilharia será de transparência absoluta, com painéis de vidros claros de baixíssima reflexão - permitindo a entrada de luz natural difusa!Já aprovado pela Infraero, o novo terminal ocupa o lado leste do eixo definido pela torre de controle e pela central de utilidades, mas a ocupação deste espaço não foi tão fácil: quando desenharam o novo terminal, os arquitetos Mario Biselli e Artur Katchborian tinham o desafio de ocupar racionalmente o “pequeno” espaço (para um terminal) de 230 metros quadrados, que é o que sobrou para ser construído na área aeroportuária.O tempo também era um vilão na concepção inicial dos arquitetos, afinal, 2014 está aí e, com ele, a Copa do Mundo de Futebol e o aumento do fluxo nos aeroportos brasileiros. A solução foi usar muito material pré-fabricado, como garantia de execução rápida. E, material pré-fabricado, integralmente metálico!O novo terminal deve atender à demanda estimada de 19 milhões de passageiros/ano – quase o dobro do atendido hoje pelos terminais 1 e 2 juntos! É claro que, para tanto, não só os terminais de passageiros irão expandir, o sistema de pistas também será ampliado. Mas, vale ressaltar que o planejamento da Infraero prevê a conclusão de 40% da obra até o fim de 2013. Com isso, antes da Copa-2014, o aeroporto ganharia um fluxo adicional de 10 milhões de passageiros. O restante fica para depois.Novo terminal de passageiros do aeroporto de Cumbica,  TPS 3Consórcio MAG: PJJ Malucelli Arquitetura, Biselli + Katchborian Arquitetos - GPA Arquitetura, Andrade Rezende EngenhariaDiretores: arquitetos Paulo José Malucelli, Mario Biselli, Artur Katchborian e João José Malucelli, engenheiros Jefferson Andrade e Luiz CaronCoordenador técnico geral: arquiteto Marco Antonio Cals.
Fonte: ArqBacana

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

AQUECEDOR SOLAR DE ÁGUA FEITO COM TUBOS DE PVC

PROJETO EXPERIMENTAL solução barata para aquecer água para banho Nota:  Aquecedor Solar de Água com o coletor solar feito com tubos de PVC: Criação, pesquisa e desenvolvimento por Edison Urbano. Obs.: Esse projeto foi baseado na tecnologia do ASBC - Sigla que caracteriza o Aquecedor Solar de Baixo Custo, projeto originalmente elaborado pela equipe da ONG Sociedade do Sol que, para a confecção do seu coletor térmico solar, usa placas alveolares de PVC (normalmente usadas para construções de forros). ÍNDICE INTRODUÇÃO Energia Elétrica - consumo sustentável. Formas simples para economizar energia elétrica. Estudo do consumo de energia elétrica por um chuveiro elétrico Explicações gerais do projeto experimental do Aquecedor Solar de água feito com tubos de PVC próprios para água potável. Aprendendo a dimensionar um Aquecedor Solar feito com tubos de PVC. MONTAGEM do(s) COLETOR(es) MONTAGEM do COLETOR feito com TUBOS de PVC Obs.: as medidas podem ser alt

Como Assentar um Piso Drenante?

O piso drenante não é apenas um piso pré moldado em placas de concreto drenante, é na verdade um sistema que engloba os materiais de assentamento formando uma escala granulométrica que drena as águas pluviais para o solo. As placas de piso não podem ser assentadas diretamente sobre a terra, pois a mesma irá entupir os vazios da placa de concreto evitando o correto funcionamento. A placa drenante deve ser assentada em um colchão drenante da seguinte forma de acordo com o manual técnico da Segato Pisos do Brasil: -Espalhar sobre o solo compactado uma camada de brita de aproximadamente 12cm de espessura. -Sobre a camada de brita, espalhar uma camada de Areia de aproximadamente 7cm de espessura. -Fazer colocação das placas usando uma linha de nylon para orientar no alinhamento e nivelamento. -A colocação tem que ser feita de forma que as peças fiquem travadas. Seguindo essas regras, teremos um piso ecologicamente correto podendo participar dos projetos com princípios