Pular para o conteúdo principal

Castelão se destaca pela sustentabilidade

Medidas começam com a utilização de material de demolição
Maquete do novo Castelão
Os estádios que estão sendo reformados ou construídos para abrigar os jogos da Copa 2014 têm em comum o desenvolvimento de estratégias sustentáveis. O Estádio Plácido Aderaldo Castelo, o Castelão, em Fortaleza, Ceará, tem se destacado não só pelo cumprimento do cronograma, mas também pelas medidas que visam um menor impacto ambiental da obra.
O consórcio responsável pela execução do projeto, formado pelas empresas Galvão e Andrade Mendonça, recorreu a uma consultoria contratada especialmente para orientar todo o processo, em ações que começam no canteiro de obras, através da melhor administração dos resíduos sólidos produzidos. Exemplo é a usina de reciclagem, montada dentro do canteiro de obra para reaproveitar o concreto obtido das demolições para ser usado na pavimentação do novo estacionamento. Tal medida deverá impedir o depósito em aterros sanitários de cerca de 75% dos resíduos gerados na construção do estádio.
Também a parte metálica da antiga cobertura, bem como a estrutura de aço do que foi demolido, está sendo destinada à reciclagem. Além disso, os materiais que podem ser reaproveitados estão sendo doados e destinados para seu uso original. Ao todo, mais de treze cidades foram beneficiadas com doações de quase 60 mil cadeiras, placares eletrônicos, gramado e cobertura dos bancos de reservas, entre outros.
De olho no futuro
As equipes de projetos, arquitetônico, hidráulico, elétrico, luminotécnico e de automação, têm trabalhado para construir a sustentabilidade do estádio. Tais inovações farão do Castelão um exemplo de estádio verde, candidato a certificação Leed. No plano nacional, o consórcio responsável pela obra já obteve o certificado ISO 14001.
Utilidades
Com relação às instalações hidráulicas, o Castelão contará com sistema de reaproveitamento da água da chuva para a irrigação do campo e para uso nos sanitários. Além disso, serão utilizados metais e louças com menor consumo de água, como descargas dual flush e torneiras com temporizadores.
Os projetos de elétrica, iluminação e automação também estão sendo pensados para reduzir o consumo de energia nas instalações, com sistema de ar condicionado mais eficiente e sensores de presença para a iluminação, além de outras medidas para evitar o desperdício.
Serão usados na obra portas com selo 100% FSC, de alcance internacional e adotado pelo Conselho Brasileiro de Manejo Florestal, que garante que a madeira extraída vem de florestas de manejo. Tintas, colas e selantes, entre outros materiais usados no dia-a-dia da obra, também estão sendo escolhidos para reduzir os compostos orgânicos voláteis, com vistas a garantir a qualidade do ar e a saúde dos trabalhadores da obra.
O projeto de arquitetura prevê uma cobertura translúcida para evitar o efeito "ilha de calor". Outra novidade diz respeito às reservas de vagas solidárias. O Castelão contará com espaços reservados para carona solidária; carro com combustível renovável e bicicletário para funcionários.
Fonte: e/a                                         Leia Mais

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

AQUECEDOR SOLAR DE ÁGUA FEITO COM TUBOS DE PVC

PROJETO EXPERIMENTAL solução barata para aquecer água para banho Nota:  Aquecedor Solar de Água com o coletor solar feito com tubos de PVC: Criação, pesquisa e desenvolvimento por Edison Urbano. Obs.: Esse projeto foi baseado na tecnologia do ASBC - Sigla que caracteriza o Aquecedor Solar de Baixo Custo, projeto originalmente elaborado pela equipe da ONG Sociedade do Sol que, para a confecção do seu coletor térmico solar, usa placas alveolares de PVC (normalmente usadas para construções de forros). ÍNDICE INTRODUÇÃO Energia Elétrica - consumo sustentável. Formas simples para economizar energia elétrica. Estudo do consumo de energia elétrica por um chuveiro elétrico Explicações gerais do projeto experimental do Aquecedor Solar de água feito com tubos de PVC próprios para água potável. Aprendendo a dimensionar um Aquecedor Solar feito com tubos de PVC. MONTAGEM do(s) COLETOR(es) MONTAGEM do COLETOR feito com TUBOS de PVC Obs.: as medidas podem ser alt

Como Assentar um Piso Drenante?

O piso drenante não é apenas um piso pré moldado em placas de concreto drenante, é na verdade um sistema que engloba os materiais de assentamento formando uma escala granulométrica que drena as águas pluviais para o solo. As placas de piso não podem ser assentadas diretamente sobre a terra, pois a mesma irá entupir os vazios da placa de concreto evitando o correto funcionamento. A placa drenante deve ser assentada em um colchão drenante da seguinte forma de acordo com o manual técnico da Segato Pisos do Brasil: -Espalhar sobre o solo compactado uma camada de brita de aproximadamente 12cm de espessura. -Sobre a camada de brita, espalhar uma camada de Areia de aproximadamente 7cm de espessura. -Fazer colocação das placas usando uma linha de nylon para orientar no alinhamento e nivelamento. -A colocação tem que ser feita de forma que as peças fiquem travadas. Seguindo essas regras, teremos um piso ecologicamente correto podendo participar dos projetos com princípios