Translate

Google Translate
Arabic Korean Japanese Chinese Simplified Russian Portuguese
English French German Spain Italian Dutch

Quem sou eu

Minha foto

Pesquisadora nas áreas de sustentabilidade e saúde da habitação. Tem como objetivo projetar e prestar consultoria a clientes com interesse na busca pelo Viver Saudável, uma interação equilibrada entre meio ambiente, pessoas  e o Lar em que habitam.

Fale Conosco

- Deixe seu comentário ou envie um e-mail: celinalago@hotmail.com
- Se desejar receber as novidades do site seja um seguidor que o envio é automático.
- A sua participação é muito importante. Só assim, unidos conseguiremos reverter o processo de destruição planetária pelo qual estamos passando e encontrar um equilíbrio saudável.

Muita Luz e Amor,

Celina Lago

27 de jun de 2011

Tudo tem seu lado bom: Cinzas de vulcão se transformam em blocos

O vulcão Puyuhue, no Chile, está soltando cinzas que ultrapassam as fronteiras do país e, 40 km depois, chegam na cidade argentina de Villa La Angostura. E lá, ah… lá cinzas viram outras coisas.
Quem fala sobre isso é o secretário de Obras Públicas e Serviços Públicos da cidade, Gabriel Fachado, em entrevista para a BBC Brasil.
A cidade é um ponto turístico na parte mais gelada da Argentina. Por isso o secretário acredita que o feito dará um charme a mais para a cidade.
“Temos material de sobra para fazer tijolos, tubulações, poços de água e asfalto. Acrescentamos às cinzas um pouco de cimento e o resultado é um bloco perfeito para a construção”, falou Fachado, que também é arquiteto.
Serão construídas casas populares, num primeiro momento, mas a construção de casas maiores e hotéis não está descartada. Fachado ainda lembrou que a cidade é construída sobre solo vulcânico, mas esse material não tinha sido tão abundante a ponto de poder ser usado na construção civil.
A prefeitura diz que as cinzas espalhadas pela cidade são suficientes para encher um milhão de caminhões (!), sendo cinco milhões de metros cúbicos por toda a cidade.
Essa é uma boa forma de utilizar as cinzas que causam muito transtorno aos moradores que, desde quando elas começaram a cair, estão sem energia e, consecutivamente, sem água por conta do peso das cinzas nos cabos de alta tensão.
Fonte: Eco4planet