Translate

Google Translate
Arabic Korean Japanese Chinese Simplified Russian Portuguese
English French German Spain Italian Dutch

Quem sou eu

Minha foto

Pesquisadora nas áreas de sustentabilidade e saúde da habitação. Tem como objetivo projetar e prestar consultoria a clientes com interesse na busca pelo Viver Saudável, uma interação equilibrada entre meio ambiente, pessoas  e o Lar em que habitam.

Fale Conosco

- Deixe seu comentário ou envie um e-mail: celinalago@hotmail.com
- Se desejar receber as novidades do site seja um seguidor que o envio é automático.
- A sua participação é muito importante. Só assim, unidos conseguiremos reverter o processo de destruição planetária pelo qual estamos passando e encontrar um equilíbrio saudável.

Muita Luz e Amor,

Celina Lago

23 de set de 2011

Projeto de Jardim Flutuante tem Sistema de Biofiltração


Baleias são animais que merecem toda a atenção e respeito! Principalmente as que estão em risco de extinção. Por isso, o artista Vincent Callebaut desenvolveu um projeto revolucionário baseado na forma de vida marinha desses animais. Super parecido com um enorme cetáceo artificial, a Physalia foi criada para ser um ecossistema auto-suficiente que utiliza energia solar e trabalha para reduzir a poluição da água através do sistema de biofiltração.
Ecossistema que imita a forma de uma baleia tem sistema de biofiltração - Imagem Inhabitat
O ambiente flutuante cheio de jardins tem um telhado com painéis solares, enquanto as hidro-turbinas geram energia a partir da água que se movimenta logo abaixo do jardim. Com isso, toda a energia do ecossistema é gerada a partir de fontes renováveis. Já o sistema de biofiltração se associa a uma camada de dióxido de titânio (TiO2) para reagir com os raios ultravioletas na limpeza.
Jardim flutuante com sistema de biofiltração vai purificar a água de rios de várias partes do mundo - Imagem Inhabitat
Dentro da Physalia, há quatro diferentes jardins temáticos que levam o nome dos quatro elementos: “Terra”, “Ar”, “Fogo” e “Água”. Os principais destinos desta “baleia de mentirinha” seriam os rios da Europa, do Norte da África e do Oriente Médio. Será que sai do papel?
Fonte: GreenStyle