Translate

Google Translate
Arabic Korean Japanese Chinese Simplified Russian Portuguese
English French German Spain Italian Dutch

Quem sou eu

Minha foto

Pesquisadora nas áreas de sustentabilidade e saúde da habitação. Tem como objetivo projetar e prestar consultoria a clientes com interesse na busca pelo Viver Saudável, uma interação equilibrada entre meio ambiente, pessoas  e o Lar em que habitam.

Fale Conosco

- Deixe seu comentário ou envie um e-mail: celinalago@hotmail.com
- Se desejar receber as novidades do site seja um seguidor que o envio é automático.
- A sua participação é muito importante. Só assim, unidos conseguiremos reverter o processo de destruição planetária pelo qual estamos passando e encontrar um equilíbrio saudável.

Muita Luz e Amor,

Celina Lago

6 de jul de 2011

Centro Cultural Norveg Coast

Lembrando um barco a velas, edifício evoca a cultura costeira norueguesa.

As velas remetem às antigas embarcações pesqueiras
(crédito: Gudmundur Jonsson Architects)
Projetado pelo escritório Gudmundur Jonsson Architects, Norveg está situado na Comunidade de Rørvik, que tem longa tradição na pesca, representando a secular cultura norueguesa. Atualmente esta tradição é mantida por uma moderna indústria naval.
O Centro Cultural assumiu, de certa forma, o desafio de trazer visitantes para a região, garantindo a estabilidade econômica da sua própria organização. Por isto, os arquitetos perceberam que um edifício de significância seria necessário para garantir a atenção à comunidade.
Os arquitetos buscaram apreender a antiga cultura pesqueira como inspiração para o projeto. Assim, a idéia é baseada na imagem de três velas encostadas a uma nave moderna, unindo a tradição do barco à vela às modernas embarcações. O edifício representa uma evolução da história cultural costeira, visualizada na arquitetura. Um deck posterior vem no sentido de completar a interpretação desta herança naval.

O centro do casco abriga a administração, a cozinha e a central de utilidades
(crédito: Gudmundur Jonsson Architects)
O edifício tem 1,730 m². Sua organização segue os elementos arquitetônicos. O centro do navio ou do casco, abriga a administração, a cozinha e a central de utilidades. As velas cobrem o foyer, o restaurante e as exposições temporárias. A grande pedra no lado oposto, simbolizando a costa onde o navio está ancorado, contém o espaço multimídia e auditório de concertos. Por fim, o pós-convés que abriga a exposição sobre a cultura costeira, também foi projetada pelo mesmo arquiteto.
A altura entre o piso e as velas é de apenas 140 cm e isso se deve a uma interpretação dos veleiros que obriga os tripulantes a abaixarem-se para cruzar as velas. Foi, também, um artifício usado pelos arquitetos para forçar as pessoas a pararem para apreciar calmamente a vista do oceano, que só é possível, plenamente, quando se está sentado.
O visitante tem que experimentar o navio por dentro, também. A área onde estão os caixas e a recepção é inspirada na proa de um navio a apontar para o fiorde. O chão é um assoalho inspirado no convés de um navio. Pendendo do forro, um aparelho de iluminação especial foi criado para interpretar gaivotas flutuando.
O clima à beira-mar exige cuidados especiais na escolha de materiais. Por isto, optou-se pelo uso de materiais compostos de alumínio nas velas devido a sua resistência. O núcleo do navio foi construído em concreto, fundido em formas de placas horizontais para criar a ilusão de navio, tendo as paredes do deck cobertas com placas de madeira especialmente envelhecidas para lembrar os velhos barcos de madeira.
O edifício já conseguiu despertar um grande interesse fora da região de Rørvik e da parte norte da Noruega. O mais importante é que ele já conseguiu despertar o otimismo na Comunidade, puxando outros investimentos e novos edifícios.
Créditos
Projeto: Centro Cultural Norvega Coast 
Localização: Rørvik, Noruega
Arquitetura: Gudmundur Jonsson Architects 
Tipologia: Cultural