Translate

Google Translate
Arabic Korean Japanese Chinese Simplified Russian Portuguese
English French German Spain Italian Dutch

Quem sou eu

Minha foto

Pesquisadora nas áreas de sustentabilidade e saúde da habitação. Tem como objetivo projetar e prestar consultoria a clientes com interesse na busca pelo Viver Saudável, uma interação equilibrada entre meio ambiente, pessoas  e o Lar em que habitam.

Fale Conosco

- Deixe seu comentário ou envie um e-mail: celinalago@hotmail.com
- Se desejar receber as novidades do site seja um seguidor que o envio é automático.
- A sua participação é muito importante. Só assim, unidos conseguiremos reverter o processo de destruição planetária pelo qual estamos passando e encontrar um equilíbrio saudável.

Muita Luz e Amor,

Celina Lago

18 de jun de 2011

capa.jpg
Não é de hoje que mostramos aqui como as melhores ideias são também as mais simples. Outra prova disso é esse conceito de amplificador de celular criado pelo designer Anatoliy Omelchenko e batizado de iBamboo. Trata-se de um pedaço do bambu com um furo na parte de cima onde se coloca o aparelho, e o próprio formato do tronco se encarrega da ampliação do volume – sem eletricidade, sem botões, sem cabos, sem nenhum outro material. Simples, assim!

Para usar o iBamboo não é preciso tomada, cabos ou nenhum outro apetrecho. Basta encaixar o celular no local indicado e ouvir o resultado. Após sua vida útil, o amplificador pode ser simplesmente quebrado em pedacinhos e colocado na composteira.


Veja como funciona (em inglês):

:

Por enquanto, o protótipo só funciona com aparelhos do modelo iPhone 4. Outro problema, segundo o próprio criador, é a qualidade do som – que ainda não é ideal.

Mas se por um lado o modelo tem seus defeitos, por outro, ele é só vantagens. “O bamboo é resistente, mais flexível e tolerante que o plástico ou alguns metais. Além disso, como o bambu é um material natural, não existem dois iBamboos iguais. Todas as peças passam por parâmetros de funcionalidade, mas cada uma tem uma aparência e beleza única. Por fim, o iBamboo melhora o feng-shui da sua mesa ou qualquer outro lugar que o coloque”, diz.

Investimento colaborativo

img02.jpg

O iBamboo ainda não está sendo fabricado. Mas a intenção do seu criador é fazer isso o quanto antes. Pensando nisso, ele inscreveu sua invenção em um site de financiamento colaborativo. Assim como os designers brasileiros que estão tentando fabricar porta-laptops sustentáveis, Omelchenko precisa atingir uma cota de investidores para colocar seus planos em ação.

Ele tem até o dia 9 de julho para conseguir US$10 mil em investimentos. Qualquer pessoa pode ajudar com doações a partir de US$5,00. Os apoiadores receberão desde um “caloroso obrigado” até um iPhone4 junto com um modelo do iBamboo.