Pular para o conteúdo principal

Benefícios dos Telhados Verdes e sua importância social, econômica e ambiental

green-roof
Cada vez mais, os telhados verdes estão sendo aceitos como uma ferramenta para a gestão integrada das águas pluviais.
Historicamente, os telhados verdes têm sido usados ​​para isolamento de edifícios.  O sombreamento da superfície externa de um edifício é considerado mais eficaz  do que seu isolamento interno.
Em cidades européias, como Alemanha, França, Áustria e Suíça, o uso de telhados verdes está muito bem estabelecido.
O apoio legislativo e financeiro do governo também está ajudando a uma maior aceitação dos telhados verdes em outros países desenvolvidos. Os regulamentos sobre águas pluviais estão sendo alterados nesses países para premiar os desenvolvedores pela inclusão de telhados verdes.
Os telhados verdes são reconhecidos como uma área de superfície permeável porque sua resposta hidrológica tem  uma maior semelhança comum gramado do que surperfícies impermeáveis.
O apoio do governo baseia-se numa pesquisa que provou que os telhados verdes trazem muitos benefício tangíveis e intangíveis ao público.
A gestão das águas pluviais é provavelmente o condutor mais importante no crescimento desses telhados verdes. Ao contrário de um telhado convencional, um telhado verde promove a retenção e a evapotranspiração por precipitação. É, portanto, muito eficaz  na redução do volume  e da velocidade da água de chuva nos telhados.
Estudos realizados na América do Norte, Europa e Canadá indicam uma taxa de retenção de 60%, e os atrasos de escoamento em média entre 20 e 40 minutos em relação a um telhado convencional. Os municípios podem poupar grande volume financeiro devido à redução no tamanho das tubulações dos esgotos de águas pluviais. Os construtores, por outro lado, podem satisfazer os requisitos mínimos de espaço verde, como previsto pelos municípios.
A precipitação das chuvas sobre as superfícies impermeáveis também as lava. O primeiro fluxo de água das chuvas descarrega uma alta concentração de poluentes no abastecimento de água potável, nos canais e praias.
A poluição trazida pela precipitação dessas águas é “não pontual”, e pode efetivamente ser controlada através dos telhados verdes. Isso acarreta na diminuição da necessidade de serviços de saúde.
Promover a construção de telhados verdes é proporcionar uma oportunidade aos governos de criarem novos empregos. Embora os números exatos não estejam disponíveis, estima-se que a indústria dos telhados verde na Alemanha, emprega aproximadamente 12.000 pessoas. Isso levou à criação de um vibrante e multimilionário mercado de dólar para produtos e serviços de telhado verde.
Além dos benefícios públicos, existem muitos incentivos individuais para se construir telhados verdes. Os telhados verdes isolam edifícios, impedindo que o calor penetre através do telhado. Há uma enorme economia nos custos operacionais de aquecimento no inverno e arrefecimento no Verão, além de baixo investimento de capital devido à redução da capacidade dos aparelhos em aquecimento ou arrefecimento das instalações.
A empresa de meio ambiente do Canadá descobriu que um edifício com um piso típico de um telhado de grama com 10cm de substrato resultaria em uma redução de 25% das necessidades arrefecimento no verão. 
Um telhado verde com uma camada de 12 centímetros pode reduzir o som de 40 decibéis.
Os telhados verdes ainda têm um apelo estético, aumentando o valor da propriedade e da comercialização do edifício como um todo. Estudos nos Estados Unidos e Reino Unido demonstraram que "uma boa cobertura verde”, aumenta entre 6 e 15% o valor de uma casa.
Particularmente, onde os telhados verdes são acessíveis proporcionam espaços de utilidade para reuniões e lazer. O Fairmount Waterfront Hotel, em Vancouver utiliza em seu telhado verde acessível, o plantio de ervas, flores e hortaliças, salvando a sua cozinha de cerca de US$ 30.000 por ano em custos com esses alimentos.
Um sistema de cobertura verde é uma extensão da cobertura existente que envolve uma alta verificação da qualidade da água, e do sistema de filtragem feito através de um filtro de pano, um meio para impedir o crescimento das plantas. Os telhados verdes podem ser categorizados como “intensivos”, “semi-intensivos” ou "extensos", dependendo da profundidade média de plantio, e da quantidade necessária de alimentos.
Os telhados verde “intensivos” são os jardins de cobertura tradicional, que utilizam uma profundidade considerável do solo, o cultivo de plantas grandes ou os gramados convencionais, que são trabalhosos e requerem maior irrigação do solo.
O telhado verde “extensivo” é estabelecido em uma camada muito fina de solo, geralmente composta e concebida para ser praticamente auto-sustentável.
O Arquiteto ou Paisagista não deve se designar como um especialista em telhado verde antes de conhecer profundamente sobre o assunto. Sua construção demanda um padrão estrutural maior. Cada edifício existente não pode ser retro-equipado com um telhado verde por causa do peso da carga do solo e da vegetação. O custo de um telhado verde varia consideravelmente, dependendo do tipo e fatores, da profundidade, do meio de cultura, das plantas selecionadas, do tamanho da instalação, do tipo de irrigação, se os telhados são acessíveis ou não, e se são intensivos, semi-intensivos ou extensivos.

Fonte: Propertynice

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

AQUECEDOR SOLAR DE ÁGUA FEITO COM TUBOS DE PVC

PROJETO EXPERIMENTAL solução barata para aquecer água para banho Nota:  Aquecedor Solar de Água com o coletor solar feito com tubos de PVC: Criação, pesquisa e desenvolvimento por Edison Urbano. Obs.: Esse projeto foi baseado na tecnologia do ASBC - Sigla que caracteriza o Aquecedor Solar de Baixo Custo, projeto originalmente elaborado pela equipe da ONG Sociedade do Sol que, para a confecção do seu coletor térmico solar, usa placas alveolares de PVC (normalmente usadas para construções de forros). ÍNDICE INTRODUÇÃO Energia Elétrica - consumo sustentável. Formas simples para economizar energia elétrica. Estudo do consumo de energia elétrica por um chuveiro elétrico Explicações gerais do projeto experimental do Aquecedor Solar de água feito com tubos de PVC próprios para água potável. Aprendendo a dimensionar um Aquecedor Solar feito com tubos de PVC. MONTAGEM do(s) COLETOR(es) MONTAGEM do COLETOR feito com TUBOS de PVC Obs.: as medidas podem ser alt

Como Assentar um Piso Drenante?

O piso drenante não é apenas um piso pré moldado em placas de concreto drenante, é na verdade um sistema que engloba os materiais de assentamento formando uma escala granulométrica que drena as águas pluviais para o solo. As placas de piso não podem ser assentadas diretamente sobre a terra, pois a mesma irá entupir os vazios da placa de concreto evitando o correto funcionamento. A placa drenante deve ser assentada em um colchão drenante da seguinte forma de acordo com o manual técnico da Segato Pisos do Brasil: -Espalhar sobre o solo compactado uma camada de brita de aproximadamente 12cm de espessura. -Sobre a camada de brita, espalhar uma camada de Areia de aproximadamente 7cm de espessura. -Fazer colocação das placas usando uma linha de nylon para orientar no alinhamento e nivelamento. -A colocação tem que ser feita de forma que as peças fiquem travadas. Seguindo essas regras, teremos um piso ecologicamente correto podendo participar dos projetos com princípios