Pular para o conteúdo principal

Projeto sustentável vence prêmio mundial


O desenvolvimento de tecnologias sustentáveis a partir de materiais recicláveis e resíduos industriais, para a fabricação de matérias-primas voltadas a uma construção verde, levou o programa Ecohabitare Sistemas Sustentáveis, da PUCPR, a vencer o prêmio Embaixador Mundial da Bayer 2010, junto com outros três vencedores internacionais. O estudante , aluno do curso de Engenharia Ambiental da PUCPR, representou a instituição e apresentou o programa Ecohabitare no Encontro Internacional de Jovens Embaixadores Ambientais realizado este mês, na Alemanha, e que reuniu 50 projetos selecionados de 18 países, sendo quatro brasileiros (além do paranaense, um de São Paulo, outro do Rio Grande do Sul e do Rio Grande do Norte).
Entre os critérios de julgamento dos 70 projetos inscritos no Brasil para a 7.ª edição do Programa Jovens Embaixadores Ambientais, em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), estão a contribuição para a preservação do meio ambiente, nível de participação do estudante, resultados obtidos ou esperados e a possibilidade de replicação em maior escala. Conhecia a premiação da Bayer e considerei que o Ecohabitare se enquadrava nos pré-requisitos do programa. Conversei com o professor Fernando Arns, coordenador do projeto, para fazermos a inscrição , lembra Daniel Zardo. Para o estudante, estar entre os vencedores traz um estímulo e é um sinal de que o grupo está no caminho certo. A experiência de participar do encontro na Alemanha trouxe uma contribuição profissional e pessoal. O contato direto com os outros participantes é uma oportunidade de multiplicar e aplicar aqui o que vi lá, assim como outros vão levar como exemplo o nosso trabalho , enfatiza Zardo.
Os materiais e técnicas desenvolvidos pelo Ecohabitare incluem telhado verde e horta vertical feitos com garrafas pet, calha para captação de água da chuva com caixas do tipo tetra pak, e o tijolo ecológico, que leva pó de mármore em sua composição e funciona com sistemas de encaixe para a construção, além de ter propriedades impermeáveis. Todos os produtos passam por testes laboratoriais rigorosos quanto à resistência, durabilidade e ciclo de vida dos materiais. O tijolo com pó de mármore, por exemplo, oferece o dobro de durabilidade exigida pelas normas, além de secar naturalmente, sem a utilização de queima em fornos para a secagem, como o tradicional tijolo de argila, o que contribui para o meio ambiente. Na fase de testes, esse tijolo ecológico ficou 40 dias mergulhado na água, sem sofrer ação direta do líquido , exemplifica o professor do curso deEngenharia Civil da PUCPR Fernando Arns.
Embora a iniciativa da participação no concurso tenha sido de Daniel Zardo, Arns reforça que o trabalho premiado é multidisciplinar e envolve 28 alunos dos cursos de graduação em Agronomia,Engenharia Florestal, EngenhariaCivil, Arquitetura, Desenho Industrial, licenciatura em Química, Biologia, Engenharia Ambiental, mestrado em Mecatrônica e doutorado em Produtônica. Cada aluno ajuda no seu campo de atuação, o que contribui para o resultado final , complementa Zardo. O objetivo futuro do Ecohabitare, segundo o coordenador Arns, é capacitar grupos para atuar com esses processos de produção para gerar emprego e renda em suas próprias comunidades.
O consultor de responsabilidade social da Bayer Arturo Rodriguez reforça que a importância do programa Jovens Embaixadores Ambientais, desenvolvido pela Bayer desde 1998 no mundo e desde 2004 no Brasil, é buscar jovens engajados em projetos socioambientais que gerem sustentabilidade em várias áreas de atuação, utilizando resíduos, materiais vindos de lixões, resultando em economia de recursos naturais. Este foi o primeiro ano em que elegemos quatro vencedores mundiais, premiados com mil euros cada projeto, para a continuação dos trabalhos. O programa representado por Daniel é um exemplo de que todo o processo permeia a sustentabilidade. É uma grande satisfação ter um projeto brasileiro entre os quatro melhores do mundo , destaca Rodriguez.
O consultor elogia ainda a preocupação do Paraná e de sua juventude com os aspectos sustentáveis. Esta não é a primeira vez que o estado se destaca em nosso programa. Entre os brasileiros que foram para a Alemanha em anos anteriores no encontro Internacional, tivemos em 2005 um jovem de Campo Mourão, em 2008 de Apucarana, e em 2006, 2007 e 2010 projetos de Curitiba.
Fonte: Senge

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

Política dos 5 R's e Consumo Consciente

A politica dos 5Rs, são as possíveis acções práticas que no dia a dia, podem reduzir o impacto no meio ambiente, através do estímulo ao consumo consciente. São elas: 1 - Repensar os hábitos de consumo Pense na real necessidade da compra daquele produto, antes de comprá-lo. Depois de consumi-lo, separe as embalagens, matéria orgânica e óleo de cozinha usado. Deite no lixo apenas o que não for reutilizável ou reciclável. Evite o desperdício de alimentos. Use produtos de limpeza biodegradáveis. Prefira embalagens de papel e papelão. Adquira produtos recicláveis ou produzidos com matéria-prima reciclada, durável e resistente. Utilize lâmpadas economizadoras e pilhas recarregáveis ou alcalinas. Mude seus hábitos de consumo. 2- Recusar produtos que prejudicam o meio ambiente e a saúde Compre apenas produtos que não agridem o meio ambiente e a saúde. Fique atento ao prazo de validade e escolha as fábricas e empresas que têm compromissos com a ecologia. Evite o excesso de sacos

AQUECEDOR SOLAR DE ÁGUA FEITO COM TUBOS DE PVC

PROJETO EXPERIMENTAL solução barata para aquecer água para banho Nota:  Aquecedor Solar de Água com o coletor solar feito com tubos de PVC: Criação, pesquisa e desenvolvimento por Edison Urbano. Obs.: Esse projeto foi baseado na tecnologia do ASBC - Sigla que caracteriza o Aquecedor Solar de Baixo Custo, projeto originalmente elaborado pela equipe da ONG Sociedade do Sol que, para a confecção do seu coletor térmico solar, usa placas alveolares de PVC (normalmente usadas para construções de forros). ÍNDICE INTRODUÇÃO Energia Elétrica - consumo sustentável. Formas simples para economizar energia elétrica. Estudo do consumo de energia elétrica por um chuveiro elétrico Explicações gerais do projeto experimental do Aquecedor Solar de água feito com tubos de PVC próprios para água potável. Aprendendo a dimensionar um Aquecedor Solar feito com tubos de PVC. MONTAGEM do(s) COLETOR(es) MONTAGEM do COLETOR feito com TUBOS de PVC Obs.: as medidas podem ser alt