Pular para o conteúdo principal

Secretário-geral da Rio+20 pontua sete áreas prioritárias da conferência


 sha zukang exp� as prioridades da c�ula em evento em nova york
Sha Zugang delineou as sete áreas prioritárias da Rio+20/Foto: JC McIlwaine

O secretário-geral da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), Sha Zukang, expôs na quinta-feira, 9 de fevereiro, um conjunto de prioridades que os Estados-Membros deveriam considerar antes da cúpula para que haja um quadro claro de ação durante o evento em junho, na capital fluminense.

“A Rio+20 deve levar a uma maior coerência, integração e implementação de nossos esforços pelo desenvolvimento”, defendeu Zukang à participantes do Fórum de Cooperação para o Desenvolvimento, promovido na sede da ONU, em Nova York.

O secretário-geral da Rio+20 delineou as sete áreas de prioridade que foram acordadas por Estados-Membros e partes interessadas para ajudar a guiar a criação de um quadro para avançar com economias verdes. Elas incluem:
Erradicação da pobreza e empregos verdes;
Energia;
Água;
Segurança alimentar;
Urbanização e desastres;
Oceanos e mares;
Mudanças climáticas e biodiversidade.

Zukang, que também é subsecretário-geral para assuntos econômicos e sociais, enfatizou que durante as discussões informais do rascunho zero do documento final da Rio+20, houve forte pedido para fortalecer a cooperação Sul-Sul no sentido de que os países compartilhem as lições aprendidas sobre os sete aspectos-chave.

O secretário-geral também sublinhou que os programas de cooperação para o desenvolvimento sustentável deveriam ser conduzidos pelos países beneficiários considerando suas prioridades e circunstâncias nacionais específicas.

“A Rio+20 é uma oportunidade para revigorar a cooperação para o desenvolvimento. Agora é a hora para uma discussão profunda sobre como se pode melhorar o apoio ao crescimento verde e o desenvolvimento sustentável”, acrescentou Zukang.

Fonte: Portal EcoD

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

Como Assentar um Piso Drenante?

O piso drenante não é apenas um piso pré moldado em placas de concreto drenante, é na verdade um sistema que engloba os materiais de assentamento formando uma escala granulométrica que drena as águas pluviais para o solo. As placas de piso não podem ser assentadas diretamente sobre a terra, pois a mesma irá entupir os vazios da placa de concreto evitando o correto funcionamento. A placa drenante deve ser assentada em um colchão drenante da seguinte forma de acordo com o manual técnico da Segato Pisos do Brasil: -Espalhar sobre o solo compactado uma camada de brita de aproximadamente 12cm de espessura. -Sobre a camada de brita, espalhar uma camada de Areia de aproximadamente 7cm de espessura. -Fazer colocação das placas usando uma linha de nylon para orientar no alinhamento e nivelamento. -A colocação tem que ser feita de forma que as peças fiquem travadas. Seguindo essas regras, teremos um piso ecologicamente correto podendo participar dos projetos com princípios

Telhado de Bambu

É muito resistente quando devidamente tratado, com uma estética linda e, não se utiliza só como cobertura, mas como vedação (paredes).  Quando os bambus não são tratados, o sol e a chuva os tornam fragilizados, criando fungos e ressecamento, a durabilidade é de uns 2 ou 3 anos, dependendo da região. Mas, se souber colher no dia certo (não caruncha e dura bastante) e aplicar um spray impermeável, a duração será muito maior que três anos *Dica:  - popularmente, a lua minguante (4ºdia) é conhecida como a melhor lua para se cortar os colmos (caule) de bambu.  - Use sulfato de cobre. Fonte: Brincadeira Sustentável