Translate

Google Translate
Arabic Korean Japanese Chinese Simplified Russian Portuguese
English French German Spain Italian Dutch

Quem sou eu

Minha foto

Pesquisadora nas áreas de sustentabilidade e saúde da habitação. Tem como objetivo projetar e prestar consultoria a clientes com interesse na busca pelo Viver Saudável, uma interação equilibrada entre meio ambiente, pessoas  e o Lar em que habitam.

Fale Conosco

- Deixe seu comentário ou envie um e-mail: celinalago@hotmail.com
- Se desejar receber as novidades do site seja um seguidor que o envio é automático.
- A sua participação é muito importante. Só assim, unidos conseguiremos reverter o processo de destruição planetária pelo qual estamos passando e encontrar um equilíbrio saudável.

Muita Luz e Amor,

Celina Lago

11 de fev de 2012

Secretário-geral da Rio+20 pontua sete áreas prioritárias da conferência


 sha zukang exp� as prioridades da c�ula em evento em nova york
Sha Zugang delineou as sete áreas prioritárias da Rio+20/Foto: JC McIlwaine

O secretário-geral da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), Sha Zukang, expôs na quinta-feira, 9 de fevereiro, um conjunto de prioridades que os Estados-Membros deveriam considerar antes da cúpula para que haja um quadro claro de ação durante o evento em junho, na capital fluminense.

“A Rio+20 deve levar a uma maior coerência, integração e implementação de nossos esforços pelo desenvolvimento”, defendeu Zukang à participantes do Fórum de Cooperação para o Desenvolvimento, promovido na sede da ONU, em Nova York.

O secretário-geral da Rio+20 delineou as sete áreas de prioridade que foram acordadas por Estados-Membros e partes interessadas para ajudar a guiar a criação de um quadro para avançar com economias verdes. Elas incluem:
Erradicação da pobreza e empregos verdes;
Energia;
Água;
Segurança alimentar;
Urbanização e desastres;
Oceanos e mares;
Mudanças climáticas e biodiversidade.

Zukang, que também é subsecretário-geral para assuntos econômicos e sociais, enfatizou que durante as discussões informais do rascunho zero do documento final da Rio+20, houve forte pedido para fortalecer a cooperação Sul-Sul no sentido de que os países compartilhem as lições aprendidas sobre os sete aspectos-chave.

O secretário-geral também sublinhou que os programas de cooperação para o desenvolvimento sustentável deveriam ser conduzidos pelos países beneficiários considerando suas prioridades e circunstâncias nacionais específicas.

“A Rio+20 é uma oportunidade para revigorar a cooperação para o desenvolvimento. Agora é a hora para uma discussão profunda sobre como se pode melhorar o apoio ao crescimento verde e o desenvolvimento sustentável”, acrescentou Zukang.

Fonte: Portal EcoD