Translate

Google Translate
Arabic Korean Japanese Chinese Simplified Russian Portuguese
English French German Spain Italian Dutch

Quem sou eu

Minha foto

Pesquisadora nas áreas de sustentabilidade e saúde da habitação. Tem como objetivo projetar e prestar consultoria a clientes com interesse na busca pelo Viver Saudável, uma interação equilibrada entre meio ambiente, pessoas  e o Lar em que habitam.

Fale Conosco

- Deixe seu comentário ou envie um e-mail: celinalago@hotmail.com
- Se desejar receber as novidades do site seja um seguidor que o envio é automático.
- A sua participação é muito importante. Só assim, unidos conseguiremos reverter o processo de destruição planetária pelo qual estamos passando e encontrar um equilíbrio saudável.

Muita Luz e Amor,

Celina Lago

14 de nov de 2011

Casa da Cascata por Frank Lloyd Wright

Vídeo: Youtube
A Casa da cascata é um das mais belas obras da arquitetura orgânica, escola defendida por Frank Lloyd Wright e que tem como proposta a integração entre a obra e o entorno. Olhando a casa aninhada no meio da floresta pensamos nela como um mirante construído para contemplar a beleza da natureza local. Frank Loyd Right não inventou a arquitetura orgânica, ela existe desde sempre em muitas construções, famosas ou não, espalhadas pelo mundo. O que Lloyd conseguiu foi criar um ícone dessa filosofia arquitetônica ao mesmo tempo em que fundava o modernismo arquitetônico.


O que caracteriza essa casa como orgânica? Ela aproveita o declive do terreno e se assenta sobre as pedras que estão lá desde sempre. Diante da lareira é possível ver, aflorando do piso uma das pedras originais do terreno. Lloyd preferiu não remove-la e assim ela passou a ser um elemento da casa. A casa está situada no meio da floresta. A remoção de vegetação foi mínima e o curso da cascata não foi alterado. Foi a construção que se debruçou sobre a água corrente. A integração com o entorno é vista nos detalhes. Uma das vigas do projeto teve seu traçado mudado para contornar um pinheiro que cresce rente à parede da casa. As pedras das paredes vem da região lembrando assim as casas de pedra tradicionais.
Ao mesmo tempo que incorpora elementos tradicionais da construção, Lloyd abusa dos balcões suspensos com vãos ousados que só são possíveis graças ao concreto armado. É o encontro da tradição com a tecnologia do século XX.
Um Vídeo de sua construção

Os balcões de concreto armado suspensos sobre a cascata convidam os moradores a sair para apreciar a paisagem, pegar sol, ouvir o som da água rolando e sentir o cheiro da mata que envolve toda a casa. A casa foi concebida para o veraneio de uma família abastada. É uma casa de campo com função dedicada ao lazer. As áreas sociais de convívio são amplas, envidraçadas e com acesso direto aos balcões. Se os moradores quiserem podem chegar ao córrego pela escada em balanço que termina sobre a lâmina d’água. Mesmo com toda a vegetação em volta a insolação é garantida.
O modernismo da Casa da cascata se observa no uso do concreto armado que desafia os limites da técnica com os vãos ousados que se debruçam sobre a cascata. As áreas envidraçadas com esquadrias de ferro são amplas. Nas linhas da casa predominam os paralelepípedos horizontais e delgados que contrastam com as paredes verticais em pedra.
Lloyd foi um precursor da arquitetura sustentável. Seus conceitos de arquitetura orgânica bem expressos na Casa da cascata vão de encontro às propostas atuais de uma arquitetura que preserva o meio ambiente, se integra harmoniosamente a ele e que busca uma qualidade de vida baseada no respeito à natureza.

Imagens no Flickr

Informações

Fallingwater House

Pittsburgh, Pensylvania, USA
Projeto de Frank Lloyd Wright
Construída entre 1935 e 1939
Até 1963 foi residência de verão da família Kaufmann
Em 1963 foi cedida ao Western Pensylvania Conservancy