Translate

Google Translate
Arabic Korean Japanese Chinese Simplified Russian Portuguese
English French German Spain Italian Dutch

Quem sou eu

Minha foto

Pesquisadora nas áreas de sustentabilidade e saúde da habitação. Tem como objetivo projetar e prestar consultoria a clientes com interesse na busca pelo Viver Saudável, uma interação equilibrada entre meio ambiente, pessoas  e o Lar em que habitam.

Fale Conosco

- Deixe seu comentário ou envie um e-mail: celinalago@hotmail.com
- Se desejar receber as novidades do site seja um seguidor que o envio é automático.
- A sua participação é muito importante. Só assim, unidos conseguiremos reverter o processo de destruição planetária pelo qual estamos passando e encontrar um equilíbrio saudável.

Muita Luz e Amor,

Celina Lago

29 de mai de 2011

Empresa cria acesso à internet através da luz

Uma empresa dos Estados Unidos desenvolveu uma tecnologia para que computadores acessem a internet utilizando um sistema de iluminação para fornecer a conexão sem fio.
O sistema foi criado para servir de opção às redes wireless que utilizam ondas de rádio para se propagar, desafogando assim as frequências que são utilizadas por diversos aparelhos como celulares, televisão, entre outros.
Chamado de LVX (“Luz” em latim), o sistema, criado por John Pederson, permite transmitir informações através de pulsações luminosas, que são captadas por um sensor conectado ao computador.
A chamada “internet por luz” é ideal para distâncias menores e chega a transmitir dados com velocidades de até 3 Mbps, de acordo com Pederson. Para realizar a transmissão  a aparelhagem recebe as informações em formato binário (zeros e uns).
Um conjunto de LEDs é instalado em um local de boa visibilidade (como o teto de uma sala) e as luzes piscam seguindo o ritmo dos dados, ascendendo a cada “1” e apagando quando o valor transmitido for “0”.
Esta luz enviada chega ao receptor que está ligado ao computador, que interpreta os valores binários e carrega os dados da internet. O caminho inverso também é possível, ao conectar luzes no computador e enviar uma mensagem para o equipamento de LEDs instalado.
A prefeitura de St. Cloud, no estado de Minnesota nos EUA, será a primeira a receber a nova tecnologia ainda este ano. Em 2011 a tecnologia deve ser melhorada para atingir velocidades maiores e entrar no mercado de serviços banda larga pela rede elétrica, afirma a Info.
Fonte: Eco4planet