Pular para o conteúdo principal

Moore House: consumo de energia é menor do que a geração

Vista da casa e do estúdio
Vista da casa e do estúdio
Inspirada na arquitetura dos índios Pueblo, a Moore House foi projetada pela Doerr Architecture para gerar mais energia do que é capaz de utilizar, ou seja, uma casa zero energia líquida. Mike e Ann Moore tinham a propriedade, localizada a quase 2.500 metros de altitude, em Rocky Mountains of Evergreen, no Colorado, e queriam uma casa de cerca de 1.000 metros quadrados com espaço suficiente para acomodar sua coleção de arte. Mas eles queriam, também, uma casa que capturasse a sensação da arquitetura de adobe, bem como a visão da luz demarcando ligeiramente a superfície na linha do horizonte.
Com alusões à arquitetura do sudoeste americano, o arquiteto Thomas Doerr compôs formas simples, com telhados planos, paredes rebocadas, vigas raiadas, molduras azul turquesa nas janelas e um pátio circular que recorda os espaços espirituais que os indígenas americanos chamavam kivas.
A Moore House alcançou o consumo zero energia através de:

Orientação apropriada do edifício, massa térmica e janelas que aquecem e resfriam a casa de forma limpa e gratuita. As janelas do tipo Clearstory permitem exaurir, por convecção natural, o ar quente do alto verão e fazer entrar a luz solar natural nas salas de estar e jantar.
Construção isolada e hermética
Paredes com isolamento de espuma de 7”, e R-30 de 1” para intervalo térmico; trocas de ar de 0.07 NACH; janelas de vidros quádruplas.
Painéis solares térmicos
180 tubos de vácuo alimentam um tanque de 7500 litros (tanque de leite de aço inox recuperado) para fornecer tanto água quente para uso na casa, como água quente suplementar para um trocador de calor água-ar e para os pisos radiantes.
Sistema fotovoltaico de 10 kW

Gera mais eletricidade sem carbono (14.400 kW/h por ano) do que a casa necessita. Em vez de usar baterias, o sistema fotovoltaico conecta-se à rede, usando sua energia quando não está gerando e devolvendo-a nos momentos em que gera excedente, num balanço sempre positivo para a casa.

Sistema de ar condicionado geotérmico

O ar é pré-aquecido no inverno e pré-resfriado no verão a partir de tubos enterrados a cerca de 90 metros de profundidade.

Ventilador de recuperação da energia (ERV)

Recuperará a maior parte do calor do ar exaurido no inverno.

Lareira e galeria
Lareira e galeria
Embora o projeto de eficiência energética minimize o uso do vidro em paredes orientais e ocidentais, o casal Moore quis maximizar a sua visão da linha do horizonte. Para capturar esta visão, rejeitando o calor ocidental, a arquitetura de Doerr ’sintonizou’ as janelas com vidro reflexivo duplo.
O programa Star Energy dos Estados Unidos afirma que uma casa padrão americana tem a pontuação 100 no HERS (Home Energy Rating System). As estratégias de edifício verde usadas no Estúdio Moore apresentaram uma surpreendente conta de -3 HERS, algo que poucas residências já alcançaram nos EUA.
Para conservar árvores e manter as características locais, a madeira utilizada foi de edifícios demolidos. As colunas especiais e vigas foram recuperadas de árvores mortas por um besouro local, e o calçamento também foi feito a partir de material reciclado. Toda outra madeira serrada é certificada pelo FSC (Forrest Stewardship Council) e vinda de áreas de manejo sustentável. Para conservar a água o construtor, Ecofutures, instalou um sistema de recuperação de água cinza proveniente de pias e chuveiros, que é filtrada e fornecida às descargas das privadas.
Fotos por Dennis Ferdinandsen

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

AQUECEDOR SOLAR DE ÁGUA FEITO COM TUBOS DE PVC

PROJETO EXPERIMENTAL solução barata para aquecer água para banho Nota:  Aquecedor Solar de Água com o coletor solar feito com tubos de PVC: Criação, pesquisa e desenvolvimento por Edison Urbano. Obs.: Esse projeto foi baseado na tecnologia do ASBC - Sigla que caracteriza o Aquecedor Solar de Baixo Custo, projeto originalmente elaborado pela equipe da ONG Sociedade do Sol que, para a confecção do seu coletor térmico solar, usa placas alveolares de PVC (normalmente usadas para construções de forros). ÍNDICE INTRODUÇÃO Energia Elétrica - consumo sustentável. Formas simples para economizar energia elétrica. Estudo do consumo de energia elétrica por um chuveiro elétrico Explicações gerais do projeto experimental do Aquecedor Solar de água feito com tubos de PVC próprios para água potável. Aprendendo a dimensionar um Aquecedor Solar feito com tubos de PVC. MONTAGEM do(s) COLETOR(es) MONTAGEM do COLETOR feito com TUBOS de PVC Obs.: as medidas podem ser alt

Como Assentar um Piso Drenante?

O piso drenante não é apenas um piso pré moldado em placas de concreto drenante, é na verdade um sistema que engloba os materiais de assentamento formando uma escala granulométrica que drena as águas pluviais para o solo. As placas de piso não podem ser assentadas diretamente sobre a terra, pois a mesma irá entupir os vazios da placa de concreto evitando o correto funcionamento. A placa drenante deve ser assentada em um colchão drenante da seguinte forma de acordo com o manual técnico da Segato Pisos do Brasil: -Espalhar sobre o solo compactado uma camada de brita de aproximadamente 12cm de espessura. -Sobre a camada de brita, espalhar uma camada de Areia de aproximadamente 7cm de espessura. -Fazer colocação das placas usando uma linha de nylon para orientar no alinhamento e nivelamento. -A colocação tem que ser feita de forma que as peças fiquem travadas. Seguindo essas regras, teremos um piso ecologicamente correto podendo participar dos projetos com princípios