Pular para o conteúdo principal

Wildpoldsried, pequena cidade alemã, é campeã em energias renováveis

Solar, eólica, hidrelétrica e biomassa rendem US$ 5,7 mi por ano

Cidade gera 320% mais energia do que consome
(crédito: Divulgação)
Enquanto o governo alemão mostra a intenção de encerrar as atividades de suas usinas nucleares, por pressão do incidente em Fukushima, e anuncia a construção de cerca de 4.500 quilômetros de linhas de transmissão para as novas fontes de energia renovável, um pequeno vilarejo vive a experiência de produzir energia 321% além da que necessita.  A pequena Wildpoldsried, localidade agrícola no estado da Baviera, está faturando anualmente perto de US$ 5,7 milhões com energia renovável.
Parte da energia vem das turbinas eólicas
(crédito: Divulgação)
Não é nenhuma surpresa que o país que, ano após ano, pouca importância conferiu à competição Decathlon Solar  (para produzir balanço positivo de energia através de casas solares), seja o lar de uma aldeia tão eficiente em termos energéticos. A iniciativa verde do vilarejo começou em 1997 quando o conselho municipal decidiu que era necessário construir novas indústrias, mantendo as iniciativas locais, como forma de trazer novas receitas sem criar nenhuma dívida.
Nos últimos 14 anos, a comunidade equipou nove novos edifícios comunitários com painéis solares, construiu quatro biodigestores (o quinto está em construção) e instalou sete turbinas eólicas, sendo que já conta com mais duas a caminho. Na pequena cidade, 190 domicílios particulares têm painéis solares, além de o distrito se beneficiar de três pequenas centrais hidrelétricas, controle ecológico de cheias e um sistema natural de tratamento de esgoto.
Todos estes sistemas verdes fazem com que, apesar de ter uma população de apenas 2600 habitantes, Wildpoldsried produza energia 321 % a mais do que necessita, gerando 4,0 milhões de euros (US$ 5,7 milhões) em receitas anuais com a venda do excedente à rede nacional. Pequenas empresas têm se desenvolvido no vilarejo especificamente para fornecer serviços para as instalações de energia renovável.
As metas verdes da cidade têm sido tão bem sucedidas, ao longo dos anos, que foi criada uma declaração de princípios, a WIR-2020 - Wildpoldsried Innovativ Richtungsweisend (Liderança Inovadora Wildpoldsried). O conselho local espera que isto inspire os cidadãos a fazer a sua parte para a conservação ambiental e incentive as empresas a criarem empregos verdes.
Como resultado do seu sucesso, Wildpoldsried recebeu inúmeros prêmios nacionais e internacionais por suas iniciativas para a conservação de energia renovável. O conselho convida,ainda, conselhos de outras localidades para aprender como iniciar seu próprio programa.
Após o desastre de Fukushima, Zangerle, o prefeito, foi até mesmo convidado a realizar turnês mundiais. Ele esteve na Romênia, em Berlim e na região do Mar Negro para falar sobre como esses lugares podem transformar suas comunidades e ganhar dinheiro no processo. Em sua opinião, a mitigação das mudanças climáticas só pode ser implementada, na prática, em conjunto com os cidadãos e com os conselhos municipais. “O modelo não pode partir de cima. Por isto nós passamos muito tempo conversando com os nossos visitantes sobre como motivar o conselho municipal (e o prefeito) para começar a pensar de forma diferente. Quando mostramos as melhores práticas de um modelo em movimento, muitos vêem os benefícios imediatamente”, diz ele.
Fonte: Inhabitat                                                 Via: Portal EA

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

AQUECEDOR SOLAR DE ÁGUA FEITO COM TUBOS DE PVC

PROJETO EXPERIMENTAL solução barata para aquecer água para banho Nota:  Aquecedor Solar de Água com o coletor solar feito com tubos de PVC: Criação, pesquisa e desenvolvimento por Edison Urbano. Obs.: Esse projeto foi baseado na tecnologia do ASBC - Sigla que caracteriza o Aquecedor Solar de Baixo Custo, projeto originalmente elaborado pela equipe da ONG Sociedade do Sol que, para a confecção do seu coletor térmico solar, usa placas alveolares de PVC (normalmente usadas para construções de forros). ÍNDICE INTRODUÇÃO Energia Elétrica - consumo sustentável. Formas simples para economizar energia elétrica. Estudo do consumo de energia elétrica por um chuveiro elétrico Explicações gerais do projeto experimental do Aquecedor Solar de água feito com tubos de PVC próprios para água potável. Aprendendo a dimensionar um Aquecedor Solar feito com tubos de PVC. MONTAGEM do(s) COLETOR(es) MONTAGEM do COLETOR feito com TUBOS de PVC Obs.: as medidas podem ser alt

Como Assentar um Piso Drenante?

O piso drenante não é apenas um piso pré moldado em placas de concreto drenante, é na verdade um sistema que engloba os materiais de assentamento formando uma escala granulométrica que drena as águas pluviais para o solo. As placas de piso não podem ser assentadas diretamente sobre a terra, pois a mesma irá entupir os vazios da placa de concreto evitando o correto funcionamento. A placa drenante deve ser assentada em um colchão drenante da seguinte forma de acordo com o manual técnico da Segato Pisos do Brasil: -Espalhar sobre o solo compactado uma camada de brita de aproximadamente 12cm de espessura. -Sobre a camada de brita, espalhar uma camada de Areia de aproximadamente 7cm de espessura. -Fazer colocação das placas usando uma linha de nylon para orientar no alinhamento e nivelamento. -A colocação tem que ser feita de forma que as peças fiquem travadas. Seguindo essas regras, teremos um piso ecologicamente correto podendo participar dos projetos com princípios