Translate

Google Translate
Arabic Korean Japanese Chinese Simplified Russian Portuguese
English French German Spain Italian Dutch

Quem sou eu

Minha foto

Pesquisadora nas áreas de sustentabilidade e saúde da habitação. Tem como objetivo projetar e prestar consultoria a clientes com interesse na busca pelo Viver Saudável, uma interação equilibrada entre meio ambiente, pessoas  e o Lar em que habitam.

Fale Conosco

- Deixe seu comentário ou envie um e-mail: celinalago@hotmail.com
- Se desejar receber as novidades do site seja um seguidor que o envio é automático.
- A sua participação é muito importante. Só assim, unidos conseguiremos reverter o processo de destruição planetária pelo qual estamos passando e encontrar um equilíbrio saudável.

Muita Luz e Amor,

Celina Lago

6 de fev de 2012

Projetos Sustentáveis que estão ajudando a garantir o futuro da AmazôniaAmazônia

Assista ao vídeo e conheça os projetos sustentáveis que estão ajudando a garantir o futuro da Amazônia.


Uma das peculiaridades do filme Amazônia Eterna são os depoimentos de representantes indígenas que vivem na região, gravados no idioma original das tribos. Para traduzir o dialeto para português, o projeto conta com a contribuição do videoartista e membro da tribo Ikpeng, Karané Txicão. A tarefa árdua, que rendeu dez longas horas de trabalho, foi feita na ilha de edição da Giros. A escolha do tradutor pela produção do documentário não se deu por acaso. Nascido na tribo Ikpeng, Karané desenvolveu ao longo de sua trajetória uma relação íntima com a produção audiovisual. Em 1997, quando tinha apenas 15 anos de idade, descobriu o cinema ao participar de uma oficina de vídeo no Posto Indígena Diauarum, no Xingu. Na ocasião, ele acalentava o sonho de se tornar ator, mas a oficina não oferecia aulas de atuação. Karané então decidiu aproveitar a oportunidade para aprender a operar a câmera e passou a participar da produção de filmes voltados para comunidade Ikpeng.
Reprodução
A índia Airé, da tribo Ikpeng, falou sobre o projeto de reflorestamento da mata ciliar do Xingu/Foto:Reprodução
Seu currículo conta com participação no filme “Moyngo, o sonho de Maragareum”, que aborda uma festa de sua tribo chamada Moyngo. Também trabalhou na produção dos filmes “Das crianças Ikpeng para o mundo”, que participou de festivais nacionais e internacionais, e “Pirinop, meu primeiro contato”, o qual ofereceu a Karané a oportunidade de trabalhar pela primeira vez com edição. Seu último filme fala dos cantos do Yumpuno e mostra a importância desse ritual para o povo Ikpeng. Graças ao conhecimento acumulado, Karané é hoje coordenador da MAWO, um espaço de formação, pesquisa, registro e divulgação da cultura Ikpeng.