Translate

Google Translate
Arabic Korean Japanese Chinese Simplified Russian Portuguese
English French German Spain Italian Dutch

Quem sou eu

Minha foto

Pesquisadora nas áreas de sustentabilidade e saúde da habitação. Tem como objetivo projetar e prestar consultoria a clientes com interesse na busca pelo Viver Saudável, uma interação equilibrada entre meio ambiente, pessoas  e o Lar em que habitam.

Fale Conosco

- Deixe seu comentário ou envie um e-mail: celinalago@hotmail.com
- Se desejar receber as novidades do site seja um seguidor que o envio é automático.
- A sua participação é muito importante. Só assim, unidos conseguiremos reverter o processo de destruição planetária pelo qual estamos passando e encontrar um equilíbrio saudável.

Muita Luz e Amor,

Celina Lago

8 de dez de 2011

Em Murcia, na Espanha, um projeto de climatização solar


Será a maior instalação do tipo em operação no mundo
(crédito: Divulgação)
O projeto Medicool visa criar uma solução tecnológica inovadora para a climatização de ambientes de armazenagem de medicamentos na Espanha. Criará um protótipo de sistema de refrigeração solar a ser instalado em uma área de armazenamento de produtos farmacêuticos para demonstrar que é uma solução tecnicamente viável para reduzir a demanda de energia de refrigeração em mais de 70%.

O projeto Medicool, enquadrado no programa LIFE + da União Europeia, destina-se a executar a maior instalação de refrigeração solar com tubos de vácuo do mundo, nos depósitos que a Hermandad Farmaceútica del Mediterráneo, Hefame, tem em Santomera, Murcia. O objetivo deste projeto é a implementação de um sistema de refrigeração solar no armazém de produtos farmacêuticos que sirva como um case para demonstrar e difundir o novo sistema de condicionamento de ar.

    A refrigeração solar é a produção de água fria através de um chiller de absorção, que utiliza a água quente, aquecida por painéis solares, como uma fonte de energia.

O projeto Medicool destina-se a aplicar uma solução inovadora para o condicionamento de ar de instalações de armazenamento de grande porte que têm necessidades especiais de temperatura, reduzindo os custos de energia, as emissões e os problemas dos sistemas atualmente utilizados. O projeto irá desenvolver uma instalação com capacidade de 2,2 MW para aquecimento e de 1,53 MW para resfriamento, em uma área de 3.600 m2 de coletores, tornando-a a maior do mundo, já que atualmente as maiores instalações em operação ocupam entre 1.000 e 1.500 m2 de área.

Segundo os cálculos realizados, com a produção de frio a instalação irá poupar 794.827 kWh por ano, evitando a emissão de 186 toneladas de CO2 anualmente. No entanto, se somarmos a estes dados a produção de calor para o aquecimento, a economia será maior, de 1.130.000 kWh / ano e no mínimo 263 toneladas de CO2 em igual período. Além da construção desse sistema serão desenvolvidos estudos técnicos e econômicos de adaptação da solução para diferentes áreas e necessidades, realizando um trabalho ativo de comunicação para facilitar a disseminação e transferência da tecnologia.

O orçamento do projeto é de 6.700.000 €, dos quais o financiamento da União Europeia chega a 1.600.000 €, sendo o restante recursos provenientes da própria Hefame. O projeto que tem a parceria da Hefame, ARGEM e Eurovértice Consultores, teve início em 2011 e previsão de conclusão para 2014.

Segundo os envolvidos no projeto, a aplicação da solução a outras instalações semelhantes na região de Múrcia, poderia reduzir a emissão de CO2 em mais de 18 mil toneladas. A ARGEM tem uma longa experiência no campo da refrigeração solar utilizando diferentes tecnologias.
Portal: Portal EA