Translate

Google Translate
Arabic Korean Japanese Chinese Simplified Russian Portuguese
English French German Spain Italian Dutch

Quem sou eu

Minha foto

Pesquisadora nas áreas de sustentabilidade e saúde da habitação. Tem como objetivo projetar e prestar consultoria a clientes com interesse na busca pelo Viver Saudável, uma interação equilibrada entre meio ambiente, pessoas  e o Lar em que habitam.

Fale Conosco

- Deixe seu comentário ou envie um e-mail: celinalago@hotmail.com
- Se desejar receber as novidades do site seja um seguidor que o envio é automático.
- A sua participação é muito importante. Só assim, unidos conseguiremos reverter o processo de destruição planetária pelo qual estamos passando e encontrar um equilíbrio saudável.

Muita Luz e Amor,

Celina Lago

3 de nov de 2011

Projeto de arquitetos e engenheiros mineiros prevê economia de energia de 65% em tradicional edifício em São Paulo.

Uma equipe de arquitetos e engenheiros ligados à Creato Consultoria e Projetos lançou mão do que há de mais moderno em revitalização de construções para propor a reforma do Edifício Paulo Tarso Montenegro (prédio do Ibope), em São Paulo. O objetivo foi remodelar toda a estrutura do prédio, tendo como preceito fundamental a economia de energia e conforto térmico. As proposições do grupo ficaram entre as três finalistas em concurso nacional de Eficiência Energétia, promovido pela OTEC, que teve como foco a reforma da edificação.
Fachada do prédio do Ibope com segunda pele composta por vidro microfurado
[foto] Concepção do projeto para o Edifício Paulo Tarso Montenegro
Baseadas fortemente na inovação tecnológica e criatividade, as alterações propostas já começam pela fachada, que ganhou vidros micro perfurados para reduzir a incidência direta da radiação solar sem barrar a entrada da iluminação natural e a visibilidade externa. Apenas essa parte visa contribuir para a redução de 23,66% na carga térmica e, por consequência, 35,39% no consumo de energia dos ventiladores.
Detalhe da estrutura da fachada composta por vidro microfurado e painéis fotovoltaicos redondos móveis
[foto] Detalhe da estrutura da fachada composta por vidro micro-furado e painéis fotovoltaicos redondos móveis
"No que se refere a fontes energéticas, buscamos priorizar as mais sustentáveis e que nos proporcionassem maior aproveitamento energético. Obviamente pela localização da edificação, nossa primeira alternativa foi o uso da energia solar, que é uma fonte de energia renovável, inesgotável, limpa e gratuita"
, explica a engenheira Patricia Faria Vasconcellos, sócia de Creato e coordenadora da equipe do Concurso.
O sistema de iluminação também recebeu atenção especial no projeto. Através da substituição de luminárias convencionais por outras mais eficientes que, além de consumir menos energia, dissipam menos calor, a equipe cortou quase 80% do consumo de energia. A energia necessária veio de células fotovoltaicas articuladas e automatizadas instaladas na fachada. A equipe também lançou mão de coletores solares tipo Fresnel para neutralizar quase 45% da carga térmica da edificação.
Após essa etapa, foi a vez do sistema de ar condicionado, que foi reprojetado para operar quase sem necessidade de energia da concessionária. A alteração foi possível graças aos rejeitos térmicos dos moto-geradores que alimentam os chillers a absorção. A água gelada que não puder ser produzida por energia solar ou cogeração será produzida por queima direta de gás natural, que por se tratar de uma fonte energética menos nobre que a eletricidade, alivia o sistema energético da cidade. Com isso, apenas 20,3% da água necessária será produzida por queima direta.
"Com todas estas medidas e atentendo ao Shedule de ocupação proposto, podemos afirmar que todo o edifício poderá operar com 100% de capacidade energética atendida, sem necessidade de comprar energia da concessionária elétrica, pois se baseiam em energia solar e gás natural"
, comenta Patrícia.
Ela comenta também que os sistemas fotovoltaicos e de geração de energia por moto-geradores foram projetados em paralelo com a rede de eletricidade da concessionária.
"Isto faz com que, em caso de falta de insolação suficiente, ou em falta de gás natural, o edifício continue sendo abastecido com até 100% da energia elétrica necessária e mesmo com a falta simultânea de eletricidade e gás natural, o prédio continuará com 100% da iluminação operante e com 44,3% do seu ar condicionado em funcionamento e com direcionamento para áreas prioritárias, através de sistemas de automação"
, complementa.
Todo o projeto resultou numa economia de energia de quase 65%, graças à conjugação da aplicação de tecnologias existentes e disponíveis no mercado com a vontade de mudar a matriz energética das edificações do Brasil.
A equipe finalista ligada à Creato é composta pelos engenheiros Marco Tulio Vasconcellos, Patricia Vasconcellos, Miquéias Assunção e Luciana Maron; arquitetos Silvio Romero Motta, Adalgisa Mesquita e Mariana Messina e pela administradora Gisela Farhat.
equipe  finalista ligado a creato
[foto] Equipe finalista ligado a Creato
Creato Consultoria e Projetos
Especializada em consultoria na área de Arquitetura Bioclimática, Eficiência Energética e Gestão da Sustentabilidade, a Creato trabalha com soluções e estratégias de baixo impacto ambiental que proporcionem conforto térmico, economia no consumo energético e no uso de recursos naturais.
Sua equipe está sempre focada em propor soluções que integrem planejamento, gestão e técnica, o que permite o desenvolvimento e a execução de projetos de forma coerente e responsável, viabilizando construções sustentáveis, eficientes energeticamente e ambientalmente responsáveis.
P.S.: Este artigo foi sugerido por Marcos dos Anjos, da Assessoria de Imprensa / Creato Consultoria e Projetos (creato@creato.com.br).