Pular para o conteúdo principal

Aeroporto em Minnesota terá climatização geotérmica

Tecnologia reduzirá emissões de gases de efeito estufa

O novo terminal de Duluth
(crédito: Divulgação)
O novo terminal de passageiros do Aeroporto Internacional de Duluth, Minnesota, já estava sendo construído com uma abordagem sustentável e visando a certificação LEED. Inicialmente orçado em 70 milhões dólares,  as características sustentáveis do projeto poderão se aprofundar. É que a Administração Federal de Aviação (Federal Aviation Administration) aportou mais US$ 3,8 milhões ao empreendimento.
O aporte veio através do de um programa voluntário de baixas emissões de aeroportos (Voluntary Airports Low Emissions Program) e é o primeiro atribuído a um aeroporto em Minnesota, o que permitirá que sistemas geotérmicos de aquecimento e refrigeração sejam instalados no novo terminal.
Além disso, serão instaladas unidades de pré-climatização dos aviões estacionados nos portões de embarque, poupando custos das companhias aéreas e reduzindo significativamente as emissões nocivas ao meio ambiente. Normalmente esta função é cumprida por unidades auxiliares de energia que consomem combustível de aviação ou óleo diesel. A economia para as companhias aéreas, nos próximos 20 anos, poderá chegar a US$ 1,8 milhões.
O sistema geotérmico, que utiliza a temperatura latente subterrânea do solo para aquecer um edifício no inverno e arrefecer no verão, vai exigir a perfuração de 80 poços a uma profundidade de 150 metros nas imediações do terminal.
A expectativa é que o sistema geotérmico traga uma economia de US$ 30.000 anuais em gastos com energia, em comparação aos sistemas tradicionais de resfriamento e aquecimento. A autoridade aeroportuária já havia estudado a possibilidade de usar um sistema geotérmico antes do início da construção, mas descartou-a devido ao longo tempo de retorno do investimento. O programa voluntário de baixas emissões viabilizou o sistema.
A verba de US$ 3,8 milhões cobrirá parte do custo total do sistema geotérmico, que é de US$ 5,2 milhões no total. Os restantes US $ 1,4 milhões serão cobertos por fundos do estado e da autoridade aeroportuária local. O novo terminal está previsto para ser concluído até o final de 2013.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

AQUECEDOR SOLAR DE ÁGUA FEITO COM TUBOS DE PVC

PROJETO EXPERIMENTAL solução barata para aquecer água para banho Nota:  Aquecedor Solar de Água com o coletor solar feito com tubos de PVC: Criação, pesquisa e desenvolvimento por Edison Urbano. Obs.: Esse projeto foi baseado na tecnologia do ASBC - Sigla que caracteriza o Aquecedor Solar de Baixo Custo, projeto originalmente elaborado pela equipe da ONG Sociedade do Sol que, para a confecção do seu coletor térmico solar, usa placas alveolares de PVC (normalmente usadas para construções de forros). ÍNDICE INTRODUÇÃO Energia Elétrica - consumo sustentável. Formas simples para economizar energia elétrica. Estudo do consumo de energia elétrica por um chuveiro elétrico Explicações gerais do projeto experimental do Aquecedor Solar de água feito com tubos de PVC próprios para água potável. Aprendendo a dimensionar um Aquecedor Solar feito com tubos de PVC. MONTAGEM do(s) COLETOR(es) MONTAGEM do COLETOR feito com TUBOS de PVC Obs.: as medidas podem ser alt

Como Assentar um Piso Drenante?

O piso drenante não é apenas um piso pré moldado em placas de concreto drenante, é na verdade um sistema que engloba os materiais de assentamento formando uma escala granulométrica que drena as águas pluviais para o solo. As placas de piso não podem ser assentadas diretamente sobre a terra, pois a mesma irá entupir os vazios da placa de concreto evitando o correto funcionamento. A placa drenante deve ser assentada em um colchão drenante da seguinte forma de acordo com o manual técnico da Segato Pisos do Brasil: -Espalhar sobre o solo compactado uma camada de brita de aproximadamente 12cm de espessura. -Sobre a camada de brita, espalhar uma camada de Areia de aproximadamente 7cm de espessura. -Fazer colocação das placas usando uma linha de nylon para orientar no alinhamento e nivelamento. -A colocação tem que ser feita de forma que as peças fiquem travadas. Seguindo essas regras, teremos um piso ecologicamente correto podendo participar dos projetos com princípios