Pular para o conteúdo principal
Uma luxuosa residência com telhado verde e baixo consumo de energia
Situada em Cingapura, a Cluny House, projetada pelo escritório Guz Architects oferece não só um luxuoso visual, evocando a natureza em cada canto, como tem baixo consumo de energia. O núcleo da casa é um pátio de água rodeado por salas amplamente abertas e coroadas por telhados verdes. O desenho inteligente incorpora uma variedade de estratégias de edifícios verdes, incluindo reutilização do material construtivo, redução do consumo de energia e conservação de água. As acomodações exibem um equilíbrio sutil entre edifício sustentável e arrojado design, cujo resultado é o luxo com baixo consumo de energia.
A integração sem cortes dos elementos naturais é fantástica. O pátio aberto, com seu belo lago artificial ao centro, não só envolve os residentes na natureza, mas também promove a boa ventilação cruzada em todas as partes da casa. As plantas que cobrem o telhado também ajudam a resfriar o espaço, sendo alimentadas pelas águas das chuvas.
foto 2
A casa é construída com madeira reciclada e retalhos de madeira que, de outra forma,  seriam transformados em sucata. Como consequência destes elementos estruturais, enormes espaços abertos combinam-se ao pátio interior. O sistema de automação dá, ao imóvel, o cérebro, mas o coração de alta tecnologia do projeto é um sistema integrado de energia solar e de aquecimento solar que provê a maior parte das suas necessidades de energia.
As células fotovoltaicas e os aquecedores de água solares são empregados em conjunto com o projeto de resfriamento passivo e ventilação cruzada para reduzir o uso de energia. Os tanques de irrigação e os telhados vivos captam e reciclam a água de chuva; e o uso de materiais, tais como madeira reciclada e madeira artificial, acrescentam o calor sem comprometer os recursos finitos do meio ambiente.
foto 3O projeto demonstra como a tecnologia, o design e o planejamento podem ser  aplicados com sensibilidade para 
gerar um ambiente confortável, luxuoso e sustentável. Esta integração de tecnologia e natureza pode tornar-se um modelo de vida sustentável.

Fotografia de Patrick Bingham Hall, por cortesia de Guz Architects



foto 11
foto 13foto 14foto 4foto 6foto 8
foto 9
      




























Fonte:e/a Engenharia & Arquitetura                                                                        Via: Inhabitat

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

AQUECEDOR SOLAR DE ÁGUA FEITO COM TUBOS DE PVC

PROJETO EXPERIMENTAL solução barata para aquecer água para banho Nota:  Aquecedor Solar de Água com o coletor solar feito com tubos de PVC: Criação, pesquisa e desenvolvimento por Edison Urbano. Obs.: Esse projeto foi baseado na tecnologia do ASBC - Sigla que caracteriza o Aquecedor Solar de Baixo Custo, projeto originalmente elaborado pela equipe da ONG Sociedade do Sol que, para a confecção do seu coletor térmico solar, usa placas alveolares de PVC (normalmente usadas para construções de forros). ÍNDICE INTRODUÇÃO Energia Elétrica - consumo sustentável. Formas simples para economizar energia elétrica. Estudo do consumo de energia elétrica por um chuveiro elétrico Explicações gerais do projeto experimental do Aquecedor Solar de água feito com tubos de PVC próprios para água potável. Aprendendo a dimensionar um Aquecedor Solar feito com tubos de PVC. MONTAGEM do(s) COLETOR(es) MONTAGEM do COLETOR feito com TUBOS de PVC Obs.: as medidas podem ser alt

Como Assentar um Piso Drenante?

O piso drenante não é apenas um piso pré moldado em placas de concreto drenante, é na verdade um sistema que engloba os materiais de assentamento formando uma escala granulométrica que drena as águas pluviais para o solo. As placas de piso não podem ser assentadas diretamente sobre a terra, pois a mesma irá entupir os vazios da placa de concreto evitando o correto funcionamento. A placa drenante deve ser assentada em um colchão drenante da seguinte forma de acordo com o manual técnico da Segato Pisos do Brasil: -Espalhar sobre o solo compactado uma camada de brita de aproximadamente 12cm de espessura. -Sobre a camada de brita, espalhar uma camada de Areia de aproximadamente 7cm de espessura. -Fazer colocação das placas usando uma linha de nylon para orientar no alinhamento e nivelamento. -A colocação tem que ser feita de forma que as peças fiquem travadas. Seguindo essas regras, teremos um piso ecologicamente correto podendo participar dos projetos com princípios