Translate

Google Translate
Arabic Korean Japanese Chinese Simplified Russian Portuguese
English French German Spain Italian Dutch

Quem sou eu

Minha foto

Pesquisadora nas áreas de sustentabilidade e saúde da habitação. Tem como objetivo projetar e prestar consultoria a clientes com interesse na busca pelo Viver Saudável, uma interação equilibrada entre meio ambiente, pessoas  e o Lar em que habitam.

Fale Conosco

- Deixe seu comentário ou envie um e-mail: celinalago@hotmail.com
- Se desejar receber as novidades do site seja um seguidor que o envio é automático.
- A sua participação é muito importante. Só assim, unidos conseguiremos reverter o processo de destruição planetária pelo qual estamos passando e encontrar um equilíbrio saudável.

Muita Luz e Amor,

Celina Lago

25 de out de 2011

Exposições no MAM destacam a arquitetura sustentável no Brasil e em 13 países

Aconteceu em abril deste ano a exposição que destacou a Arquitetura Sustentável no Mundo. Vale a pena dar uma olhada.

  • Pátio interno da Villa Lena projetada por Olavi Koponen, Finlândia. Projeto está exposto no MAM
    Pátio interno da Villa Lena projetada por Olavi Koponen, Finlândia. Projeto está exposto no MAM
Abertas na última semana de abril deste ano, duas exposições no Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM) trataram de um tema comum: A arquitetura sustentável. A mais expressiva, “Morada Ecológica”, aborda algumas da principais inovações da arquitetura contemporânea mundial sob a influência da sustentabilidade ao construir ou urbanizar.
Foram mostrados 50 projetos pioneiros de arquitetos de 14 países, com destaque para os franceses. A mostra ocupou o principal espaço do museu e foi uma parceria do MAM com a Cité de l´Architecture et du Patrimoine.

ARQUITETURA SUSTENTÁVEL NO MAM, EM SP

Foto 5 de 11 - Parque residencial Sandgrubenweg, na Áustria, foi projetado por Wolfgang Ritsch. A obra faz parte da mostra "Morada Ecológica" que tem curadoria da arquiteta e jornalistra francesa Dominique Gauzin-Müller e está em cartaz no MAM, em São Paulo Bruno Klomfar/Divulgação
Com curadoria de Dominique Gauzin-Muller, arquiteta e jornalista francesa, autora do livro “Arquitetura Ecológica” recém-lançado no Brasil, a exposição “Morada Ecológica” foi dividida em quatro módulos temáticos que trataram basicamente dos precursores do pensamento arquitetônico ecológico e do atual panorama baseado em um conceito holístico da arquitetura sustentável.
Alguns nomes de peso foram apresentados em vídeos, fotos, textos e plantas como o norte-americano Frank Loyd Wright, o chileno Alejandro Aravena e a dupla francesa Dominique Jakob e Brendan MacFarlane.
Pioneirismo brasileiro
Na paralela “Razão e Ambiente”, as referências foram Lina Bo Bardi, Sérgio Bernardes e Lúcio Costa. A exposição esteve em cartaz na sala Paulo Figueiredo dialogando com “Morada Ecológica” e tratando do pioneirismo da arquitetura modernista brasileira na utilização das soluções ecológicas para as construções.
Foram 21 obras arquitetônicas apresentadas através de projeções, fotos e desenhos originais. Além desses meios, ganhou destaque a remontagem da instalação “Riposatevi” de Lúcio Costa. A estrutura convida os espectadores a ver a mostra por outro ângulo e subverte a maneira tradicional de exibir arquitetura substituindo plantas em papel e maquetes por projeções, vídeos e reflexões dos arquitetos.
Da exposição ainda fizeram parte projetos contemporâneos e elementos interativos apresentando informações sobre os conteúdos apresentados na sala. A curadoria foi de Lauro Cavalcanti.