Translate

Google Translate
Arabic Korean Japanese Chinese Simplified Russian Portuguese
English French German Spain Italian Dutch

Quem sou eu

Minha foto

Pesquisadora nas áreas de sustentabilidade e saúde da habitação. Tem como objetivo projetar e prestar consultoria a clientes com interesse na busca pelo Viver Saudável, uma interação equilibrada entre meio ambiente, pessoas  e o Lar em que habitam.

Fale Conosco

- Deixe seu comentário ou envie um e-mail: celinalago@hotmail.com
- Se desejar receber as novidades do site seja um seguidor que o envio é automático.
- A sua participação é muito importante. Só assim, unidos conseguiremos reverter o processo de destruição planetária pelo qual estamos passando e encontrar um equilíbrio saudável.

Muita Luz e Amor,

Celina Lago

28 de mar de 2014

Artista constrói casa que se transforma em cinema ao ar livre


A partir de resíduos de uma obra abandonada, o artista Matthew Mazzotta desenvolveu um projeto criativo. Trata-se da “Open House”, casa construída no estado do Alabama (EUA), que mescla residência e teatro.


O imóvel à primeira vista parece uma simples casa, entretanto, como por um passe de mágica, ela pode ser desdobrada, transformando-se assim em um teatro de cinco fileiras de assentos, que comportam até 100 pessoas.





Mazzotta foi convidado pela organização sem fins lucrativos “Coleman Center for the Arts” a fim de criar uma obra de arte para os moradores da cidade Iorque, no Alabama. Em sua primeira visita ao local, ele então reuniu a população local na rua pedindo que cada um levasse algo de sua sala de estar. A intenção era provocar um debate de ideias sobre o que poderia ser feito, assim o artista chegou a um projeto de reutilizar materiais para construir uma nova estrutura.


Dessa forma, a edificação contou com materiais recuperados de uma antiga construção, a união dos moradores e a criatividade de Mazzotta, que realizou o projeto pensando em como devolver à população o espaço público almejado. Do ponto de vista artístico, a obra questiona justamente a falta de áreas de lazer em York.



  Crédito das imagens: Coleman Arts

Para que o projeto fosse colocado em prática, até mesmo o corpo de bombeiros colocau a mão na massa. Eles foram responsáveis por queimar os resíduos que não davam para ser aproveitados e limparam o terreno. Em sete meses, a casa-teatro estava pronta, com dobradiças, paredes e telhados dobráveis. O espaço também é usado para shows, reuniões, projetos de arte, entre outras formas de entretenimento.
Fonte: CicloVivo