Pular para o conteúdo principal

Jardins verticais

Ferramenta para resfriar edifícios e recompor a biodiversidade


Ponte na Provence com instalação de parede verde
(crédito: Divulgação)
Observando a capacidade das raízes para crescer ao longo de uma superfície vertical, o botânico francês Patrick Blancpatenteou sua invenção em 1988, chamando-o mur végétal.
Esta aplicação é baseada na constatação de que as plantas não necessitam de terra, uma vez que esta é apenas um meio. Apenas a água e múltiplos nutrientes nela dissolvidos, em conjunto com a luz e dióxido de carbono, são essenciais para as plantas. Aliás, em lugares onde a água é abundante, como nas florestas tropicais, as plantas espalham-se pelos troncos das árvores e pedras dos penhascos, entre outros espaços.
Tais soluções são muito práticas para as cidades, especialmente nas regiões áridas e quentes, além de que, por revestirem as paredes externas dos edifícios, ajudam a resfriá-los e tornam-se um refúgio importante para a biodiversidade, trazendo o natureza para o cotidiano dos cidadãos.

Jardim Vertical de Patrick Blanc
(crédito: Divulgação)
Os elementos que compõem este tipo de intervenção são:
Estrutura metálica: Estrutura monobloco vertical que é a base sobre a qual se estruturam todos os demais elementos do jardim vertical. É constituída por seis torres principais e um sistemade perfis tubulares. Forma uma camada de ar que atua como um sistema de isolamento térmico e acústico muito eficiente.

Painel de suporte: Em espuma de PVC  expandido, revestindo a estrutura de metal. Esta camada proporciona rigidez para toda a estrutura tornando-a impermeável.
Camada de irrigação: Composta por uma camada dupla de fibra sintética e uma lâmina de plástico em sua face interna, é fixada por grampos no painel de suporte. É a base de apoio de toda a plantação. O feltro é especial, de modo que não apodrece, ea sua enorme capilaridade permite uma distribuição homogênea da água. As plantas são distribuídas por toda a camada de feltro (a densidade é de cerca de 30 mudas por metro quadrado) e as raízes crescem ao longo dela.
Plantação: é feita inserindo as raízes das mudas entre as duas camadas da manta e fixando-as com grampos.
Alimentação de água e nutrientes e recolhimento de água: uma rede de tubos e bocais de gotejamento, alimentada por uma bomba de água e nutrientes, é fixada sobre a manta de enraizamento. A água de irrigação, enriquecida com nutrientes, é administrada automáticamente a partir do topo da estrutura. A água que escorre pela parede é recolhida por uma calha instalada na base do jardim vertical. Isto irá resolver o problema do excesso de escoamento.
Seu efeito termoisolante reduz o consumo de energia (no inverno, isola o frio e, no verão, atua como um sistema de refrigeração natural) e purifica o ar (partículas poluentes são atraídas para o feltro, onde lentamente se decompõem, tornando-se adubo para as plantas).

Fonte: ecointeligência 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

Política dos 5 R's e Consumo Consciente

A politica dos 5Rs, são as possíveis acções práticas que no dia a dia, podem reduzir o impacto no meio ambiente, através do estímulo ao consumo consciente. São elas: 1 - Repensar os hábitos de consumo Pense na real necessidade da compra daquele produto, antes de comprá-lo. Depois de consumi-lo, separe as embalagens, matéria orgânica e óleo de cozinha usado. Deite no lixo apenas o que não for reutilizável ou reciclável. Evite o desperdício de alimentos. Use produtos de limpeza biodegradáveis. Prefira embalagens de papel e papelão. Adquira produtos recicláveis ou produzidos com matéria-prima reciclada, durável e resistente. Utilize lâmpadas economizadoras e pilhas recarregáveis ou alcalinas. Mude seus hábitos de consumo. 2- Recusar produtos que prejudicam o meio ambiente e a saúde Compre apenas produtos que não agridem o meio ambiente e a saúde. Fique atento ao prazo de validade e escolha as fábricas e empresas que têm compromissos com a ecologia. Evite o excesso de sacos

AQUECEDOR SOLAR DE ÁGUA FEITO COM TUBOS DE PVC

PROJETO EXPERIMENTAL solução barata para aquecer água para banho Nota:  Aquecedor Solar de Água com o coletor solar feito com tubos de PVC: Criação, pesquisa e desenvolvimento por Edison Urbano. Obs.: Esse projeto foi baseado na tecnologia do ASBC - Sigla que caracteriza o Aquecedor Solar de Baixo Custo, projeto originalmente elaborado pela equipe da ONG Sociedade do Sol que, para a confecção do seu coletor térmico solar, usa placas alveolares de PVC (normalmente usadas para construções de forros). ÍNDICE INTRODUÇÃO Energia Elétrica - consumo sustentável. Formas simples para economizar energia elétrica. Estudo do consumo de energia elétrica por um chuveiro elétrico Explicações gerais do projeto experimental do Aquecedor Solar de água feito com tubos de PVC próprios para água potável. Aprendendo a dimensionar um Aquecedor Solar feito com tubos de PVC. MONTAGEM do(s) COLETOR(es) MONTAGEM do COLETOR feito com TUBOS de PVC Obs.: as medidas podem ser alt