Translate

Google Translate
Arabic Korean Japanese Chinese Simplified Russian Portuguese
English French German Spain Italian Dutch

Quem sou eu

Minha foto

Pesquisadora nas áreas de sustentabilidade e saúde da habitação. Tem como objetivo projetar e prestar consultoria a clientes com interesse na busca pelo Viver Saudável, uma interação equilibrada entre meio ambiente, pessoas  e o Lar em que habitam.

Fale Conosco

- Deixe seu comentário ou envie um e-mail: celinalago@hotmail.com
- Se desejar receber as novidades do site seja um seguidor que o envio é automático.
- A sua participação é muito importante. Só assim, unidos conseguiremos reverter o processo de destruição planetária pelo qual estamos passando e encontrar um equilíbrio saudável.

Muita Luz e Amor,

Celina Lago

25 de mai de 2013

Saiba como funciona um supermercado colaborativo


A capital da Inglaterra, Londres, possui um grande exemplo de empreendedorismo ecologicamente correto e inovador. Na cidade foi aberto o The People’s Supermarket (O Supermercado do Povo) em que o consumidor torna-se sócio do empreendimento.

No modelo de negócio, que teve início em 2009, as pessoas podem assumir o papel de membros do supermercado, sendo que cada uma delas, automaticamente, se torna dona. Em troca, são oferecidas horas de trabalho voluntário.

Os benefícios para os consumidores é ter descontos nas compras, que, por sinal, já apresentam um valor reduzido em relação às outras redes. O menor preço é uma das consequências do fato do quadro de funcionários fixos ser bem pequeno.

O Supermercado do Povo recentemente implantou o sistema de cartão de fidelidade em que as pessoas podem acumular pontos e, posteriormente, revertê-los em recompensas.

A ideia foi desenvolvida por Arthur Potts-Dawson, Kate Bull e David Barrie. O trio se inspirou na história de sucesso do Park Slope Food Co-operative, que é uma das maiores cooperativas de alimentos dos Estados Unidos, localizada na cidade de Nova York.

Os criadores do “Supermercado do Povo”, afirmam que a missão do negócio é “criar uma empresa comercialmente sustentável e social, que atinge o seu crescimento e as metas, enquanto opera com base no desenvolvimento comunitário. Nossa intenção é oferecer uma rede alternativa de compra de alimentos, através da ligação de uma comunidade urbana com a comunidade agrícola local”. Com informações do Ideias Verdes.

Com os preços exorbitantes praticados nos supermercados essa pode ser uma boa idéia. Algumas horas de trabalho em troca de descontos nas compras. Vale conferir!

Fonte: CicloVivo