Pular para o conteúdo principal

Brasileiro descobre que bagaço de cana de açúcar pode purificar água



<p>
 O procedimento foi testado para purificar água com corantes, mas, segundo Mazza, o método também pode eliminar propriedades mais pesadas, como metais. | Foto: <a href='http://www.iengenharia.org.br/site/noticias/exibe/id_sessao/4/id_noticia/7116/Baga%C3%A7o-de-cana-move-turbina-a-vapor-em-termel%C3%A9trica' target='_blank'>IE/USP</a></p>
O procedimento foi testado para purificar água com corantes, mas, segundo Mazza, o método também pode eliminar propriedades mais pesadas, como metais. | Foto: IE/USP
Foi comprovado que o bagaço da cana pode ser utilizado para eliminar corantes, cargas orgânicas e até metais que poluem a água. A descoberta foi realizada por um engenheiro ambiental de Santos, que realizou mais de 600 testes em laboratório para viabilizar a alternativa de purificação.

O pesquisador Antonio Iris Mazza, da Universidade Santa Cecília, em Santos, conseguiu utilizar o resíduo para purificar a água por meio de rotações, filtragem e centrífuga. São necessários apenas dois gramas de bagaço de cana para cada litro de água contaminada com corante.

E não é só isso: o engenheiro ambiental também diz que o método pode retirar elementos mais pesados do líquido. “Esse procedimento com o resíduo pode ser usado para a retirada de cor, metais, carga orgânica, efluentes industriais e todo o processo que usa o carvão ativado”, afirmou ao G1 o pesquisador, que levou sete meses para consolidar o método de purificação.

Mazza afirma que a criação do novo método aconteceu por acaso, e que, com certeza, o bagaço de cana terá preços mais acessíveis que o carvão ativado, recurso de purificação de água que ainda tem altos custos. “Esse material vem da natureza. Existe um ganho financeiro e não destrói árvores, como se faz com o carvão. Eu criei mais um produto que veio da cana de açúcar”, explica o engenheiro ambiental.

A alternativa de purificação já foi apresentada à comunidade científica e Mazza está em processo de patente para o tratamento de água com resíduos de bagaço de cana. No entanto, ainda será necessária a divulgação dos testes que comprovam, de vez, se o método de purificação pode transformar a água não potável em água para reuso. Com informações do G1.

Via: CicloVivo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

AQUECEDOR SOLAR DE ÁGUA FEITO COM TUBOS DE PVC

PROJETO EXPERIMENTAL solução barata para aquecer água para banho Nota:  Aquecedor Solar de Água com o coletor solar feito com tubos de PVC: Criação, pesquisa e desenvolvimento por Edison Urbano. Obs.: Esse projeto foi baseado na tecnologia do ASBC - Sigla que caracteriza o Aquecedor Solar de Baixo Custo, projeto originalmente elaborado pela equipe da ONG Sociedade do Sol que, para a confecção do seu coletor térmico solar, usa placas alveolares de PVC (normalmente usadas para construções de forros). ÍNDICE INTRODUÇÃO Energia Elétrica - consumo sustentável. Formas simples para economizar energia elétrica. Estudo do consumo de energia elétrica por um chuveiro elétrico Explicações gerais do projeto experimental do Aquecedor Solar de água feito com tubos de PVC próprios para água potável. Aprendendo a dimensionar um Aquecedor Solar feito com tubos de PVC. MONTAGEM do(s) COLETOR(es) MONTAGEM do COLETOR feito com TUBOS de PVC Obs.: as medidas podem ser alt

Como Assentar um Piso Drenante?

O piso drenante não é apenas um piso pré moldado em placas de concreto drenante, é na verdade um sistema que engloba os materiais de assentamento formando uma escala granulométrica que drena as águas pluviais para o solo. As placas de piso não podem ser assentadas diretamente sobre a terra, pois a mesma irá entupir os vazios da placa de concreto evitando o correto funcionamento. A placa drenante deve ser assentada em um colchão drenante da seguinte forma de acordo com o manual técnico da Segato Pisos do Brasil: -Espalhar sobre o solo compactado uma camada de brita de aproximadamente 12cm de espessura. -Sobre a camada de brita, espalhar uma camada de Areia de aproximadamente 7cm de espessura. -Fazer colocação das placas usando uma linha de nylon para orientar no alinhamento e nivelamento. -A colocação tem que ser feita de forma que as peças fiquem travadas. Seguindo essas regras, teremos um piso ecologicamente correto podendo participar dos projetos com princípios