Pular para o conteúdo principal

RJ apresenta hostel construído com materiais sustentáveis



No projeto foram usados móveis de madeira de demolição, revestimento de bambu e azulejos com sobras de sacos plásticos. | Foto: Morar mais nacional/Divulgação
 
Os visitantes que passarem pelo Espaço Sebrae na mostra Morar Mais por Menos, no Rio de Janeiro, conhecerão o Hostel do Porto - 2014, um albergue ecossustentável construído com contêineres.

A combinação das caixas usadas para transportar cargas permitiu a criação de dois quartos – com um beliche e uma mesa de apoio em cada um, banheiro e recepção. Móveis de madeira de demolição, revestimento de bambu e azulejos com sobras de sacos plásticos são exemplos de materiais sustentáveis utilizados no projeto. Na decoração, referências à Copa do Mundo da FIFA 2014 e aos Jogos Olímpicos de 2016 misturados com ícones da cidade como o Corcovado e o calçadão de Copacabana.

Com preço bem mais em conta do que a construção em alvenaria – entre 27 a 37% mais barato – , a estrutura modular permite flexibilidade de montagem e transporte. No hostel, também são encontradas referências a projetos desenvolvidos pelo Sebrae no Rio de Janeiro para a inclusão produtiva de empreendedores por meio de soluções inovadoras aplicadas na região portuária.

“A proposta é mostrar uma alternativa sustentável e inovadora capaz de atender a demandas pontuais como a dos grandes eventos esportivos que acontecerão no país. O projeto também é muito criativo, e por isso combina com a cidade", assinala o gerente de Desenvolvimento Industrial do Sebrae no Rio de Janeiro, Renato Regazzi.

A Mostra Morar Mais por Menos acontece até 4 de novembro na Avenida Epitácio Pessoa, 4.866 – Lagoa. Horário de Funcionamento: Terça a Sábado: 12h às 22h. Aos domingos, das 12h às 21h. Mais informações no site oficial do evento.

Regina Mamede, da Agência Sebrae.      Via: Ciclo Vivo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

AQUECEDOR SOLAR DE ÁGUA FEITO COM TUBOS DE PVC

PROJETO EXPERIMENTAL solução barata para aquecer água para banho Nota:  Aquecedor Solar de Água com o coletor solar feito com tubos de PVC: Criação, pesquisa e desenvolvimento por Edison Urbano. Obs.: Esse projeto foi baseado na tecnologia do ASBC - Sigla que caracteriza o Aquecedor Solar de Baixo Custo, projeto originalmente elaborado pela equipe da ONG Sociedade do Sol que, para a confecção do seu coletor térmico solar, usa placas alveolares de PVC (normalmente usadas para construções de forros). ÍNDICE INTRODUÇÃO Energia Elétrica - consumo sustentável. Formas simples para economizar energia elétrica. Estudo do consumo de energia elétrica por um chuveiro elétrico Explicações gerais do projeto experimental do Aquecedor Solar de água feito com tubos de PVC próprios para água potável. Aprendendo a dimensionar um Aquecedor Solar feito com tubos de PVC. MONTAGEM do(s) COLETOR(es) MONTAGEM do COLETOR feito com TUBOS de PVC Obs.: as medidas podem ser alt

Como Assentar um Piso Drenante?

O piso drenante não é apenas um piso pré moldado em placas de concreto drenante, é na verdade um sistema que engloba os materiais de assentamento formando uma escala granulométrica que drena as águas pluviais para o solo. As placas de piso não podem ser assentadas diretamente sobre a terra, pois a mesma irá entupir os vazios da placa de concreto evitando o correto funcionamento. A placa drenante deve ser assentada em um colchão drenante da seguinte forma de acordo com o manual técnico da Segato Pisos do Brasil: -Espalhar sobre o solo compactado uma camada de brita de aproximadamente 12cm de espessura. -Sobre a camada de brita, espalhar uma camada de Areia de aproximadamente 7cm de espessura. -Fazer colocação das placas usando uma linha de nylon para orientar no alinhamento e nivelamento. -A colocação tem que ser feita de forma que as peças fiquem travadas. Seguindo essas regras, teremos um piso ecologicamente correto podendo participar dos projetos com princípios