Pular para o conteúdo principal

Paredes comestíveis fazem sucesso

Publicado no NYTimes em 18 de Novembro de 2009 

Foto: Marilynn K. Yee/The New York Times 
O New York Times relata que algumas empresas da área de construção estão se movendo para o nascente, para o crescente mercado das paredes verdes. No caso da empresa Barthelmes, ela está produzindo painéis verticais de metal que podem ser preenchidos com terra e sementes. Paredes verdes possuem benefícios semelhantes aos telhados verdes. "Assim como os telhados verdes, as paredes incluem uma espessa camada de vegetação do lado de fora dos edifícios para proporcionar isolamento e reduzir os custos de aquecimento e  electricidade." De fato, a revista Time lista as paredes verdes como sendo uma das 50 melhores invenções do ano de 2009, e citou como exemplo,  a história das paredes projetadas por Patrick Blanc, nos oito andares do Hotel Athenaeum, em Londres.
As paredes verdes também podem ser usadas para produzir alimentos em áreas urbanas densas. Usando menos espaço, paredes comestíveis podem "produzir frutas, legumes e ervas." De acordo com The New York Times, os defensores da agricultura urbana vêem esse sistema de paredes  comestíveis, como uma forma de "reduzir os custos de alimentos, aumentar a qualidade nutricional e o consumo de combustível, como também permite cortar as emissões de carbono ao utilizar menos caminhões de entrega. "
Foto: Marilynn K. Yee/The New York Times
Larry Lehning, executivo-chefe da Barthelmes, disse ao The New York Times que suas vendas de produtos verdes duplicaram no ano passado, e agora respondem por 15% da receita da empresa. "A tradicional indústria de fabricação de metal está diminuindo, e a área verde está em crescimento." 
Um número de empresas também estão desenvolvendo estufas verticais independentes, que muitas vezes apresentam sistemas hidropônicos, na produção de alimentos. No mundo em desenvolvimento, a criação de galpões verticais com sistema hidropônico em fazendas, pode ajudar a  criar mais saúde, mais mudas de alta qualidade ou forragem para os animais em áreas rurais. Outros inventores estão explorando sistemas combinados de paredes comestíveis, solar e de agricultura.
Fonte: nytimes  Via: Inverde 




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

AQUECEDOR SOLAR DE ÁGUA FEITO COM TUBOS DE PVC

PROJETO EXPERIMENTAL solução barata para aquecer água para banho Nota:  Aquecedor Solar de Água com o coletor solar feito com tubos de PVC: Criação, pesquisa e desenvolvimento por Edison Urbano. Obs.: Esse projeto foi baseado na tecnologia do ASBC - Sigla que caracteriza o Aquecedor Solar de Baixo Custo, projeto originalmente elaborado pela equipe da ONG Sociedade do Sol que, para a confecção do seu coletor térmico solar, usa placas alveolares de PVC (normalmente usadas para construções de forros). ÍNDICE INTRODUÇÃO Energia Elétrica - consumo sustentável. Formas simples para economizar energia elétrica. Estudo do consumo de energia elétrica por um chuveiro elétrico Explicações gerais do projeto experimental do Aquecedor Solar de água feito com tubos de PVC próprios para água potável. Aprendendo a dimensionar um Aquecedor Solar feito com tubos de PVC. MONTAGEM do(s) COLETOR(es) MONTAGEM do COLETOR feito com TUBOS de PVC Obs.: as medidas podem ser alt

Como Assentar um Piso Drenante?

O piso drenante não é apenas um piso pré moldado em placas de concreto drenante, é na verdade um sistema que engloba os materiais de assentamento formando uma escala granulométrica que drena as águas pluviais para o solo. As placas de piso não podem ser assentadas diretamente sobre a terra, pois a mesma irá entupir os vazios da placa de concreto evitando o correto funcionamento. A placa drenante deve ser assentada em um colchão drenante da seguinte forma de acordo com o manual técnico da Segato Pisos do Brasil: -Espalhar sobre o solo compactado uma camada de brita de aproximadamente 12cm de espessura. -Sobre a camada de brita, espalhar uma camada de Areia de aproximadamente 7cm de espessura. -Fazer colocação das placas usando uma linha de nylon para orientar no alinhamento e nivelamento. -A colocação tem que ser feita de forma que as peças fiquem travadas. Seguindo essas regras, teremos um piso ecologicamente correto podendo participar dos projetos com princípios