Pular para o conteúdo principal

Brasil alcança marca de 41 mil unidades residenciais certificadas Aqua-HQE

aqua-ecod.jpg
Bairro Ilha Pura abrigará os atletas olímpicos e paralímpicos em 2016
Foto: Divulgação
Morar em residências sustentáveis que proporcionam conforto e economia ao usuário aos poucos vem se tornando comum aos brasileiros. O país está entre os quatro primeiros do mundo no número de construções ambientalmente corretas no mundo e alcançou recentemente a expressiva marca de 41 mil unidades residenciais certificadas Aqua-HQE - selo de sustentabilidade internacional, de origem francesa, aplicado no país pela Fundação Vanzolini.
Pelo incentivo às praticas da sustentabilidade na construção civil o Aqua-HQE acaba de conquistar o 14º Prêmio Marketing Best Sustentabilidade e segundo Manuel Martins, coordenador executivo da certificação, “o modelo de avaliação representa uma mudança de paradigma que requer planejamento e controle pelo empreendedor e estimula a ideia de consumo consciente entre a população”.
Segundo ele, “as crises hídrica e energética vividas pelo país, também são fatores importantes para o aumento da oferta e do consumo de imóveis com soluções de sustentabilidade certificadas Aqua-HQE”.
São Paulo e Rio de Janeiro são as cidades que mais concentram moradias sustentáveis disponíveis no mercado
Além de empreendimentos habitacionais, bairros e loteamentos, a Fundação Vanzolini já avaliou construções do setor do comércio e varejo, indústria e logística, escritórios e edifícios escolares, hospedagem, lazer, bem estar, eventos e cultura. Ao todo, são 385 projetos certificados e o processo abrange todo o ciclo de vida de um edifício e de bairros e loteamentos, desde o planejamento até o funcionamento sustentável, passando pelo projeto, construção, manutenção e renovação.
Novo bairro
O projeto do novo bairro, que abrigará os atletas olímpicos e paralímpicos em 2016, foi concebido para atender aos mais altos padrões de sustentabilidade. Além das práticas de uso racional de recursos naturais na construção do bairro, o conceito se expande no legado sustentável do parque e dos condomínios, que fará parte do dia a dia do morador de Ilha Pura.

São Paulo e Rio de Janeiro são as cidades que mais concentram moradias sustentáveis disponíveis no mercado, mas outras capitais como Vitória, Salvador e João Pessoa, e cidades como Niterói, Campos dos Goytacazes, no estado fluminense, Limeira e Mogi das Cruzes, em São Paulo, tiveram lançamentos imobiliários construídos seguindo os parâmetros técnicos de desempenho ambiental da certificação.
Critérios globais
A Fundação Vanzolini, estabelecida e mantida pelos professores do Departamento de Engenharia de Produção da Escola Politécnica da USP, é a principal certificadora da construção civil no Brasil. Desde 2007, adaptou e desenvolveu a certificação Aqua a partir do HQE da França.

Agora em cooperação com o Cerway, a Fundação Vanzolini oferece, desde 2014, o AQUA-HQE, uma certificação de nova geração alinhada aos critérios globais do HQE, que garantem elevados níveis de sustentabilidade e é apropriada ao meio ambiente e à evolução da cultura e regulamentação brasileira.
Minha Obs.: Só falta essas mesmas construções buscarem a certificação do SELO CASA SAUDÀVEL, uma certificação que entra no mercado com a preocupação com a saúde da habitação e de seus moradores, pois morar em um imóvel que além de ter uma certificação que se preocupa com o meio ambiente, ter uma outra que se preocupa com a saúde dessa habitação e de seus moradores, vai ser muito melhor.
Fonte: EcoD

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

AQUECEDOR SOLAR DE ÁGUA FEITO COM TUBOS DE PVC

PROJETO EXPERIMENTAL solução barata para aquecer água para banho Nota:  Aquecedor Solar de Água com o coletor solar feito com tubos de PVC: Criação, pesquisa e desenvolvimento por Edison Urbano. Obs.: Esse projeto foi baseado na tecnologia do ASBC - Sigla que caracteriza o Aquecedor Solar de Baixo Custo, projeto originalmente elaborado pela equipe da ONG Sociedade do Sol que, para a confecção do seu coletor térmico solar, usa placas alveolares de PVC (normalmente usadas para construções de forros). ÍNDICE INTRODUÇÃO Energia Elétrica - consumo sustentável. Formas simples para economizar energia elétrica. Estudo do consumo de energia elétrica por um chuveiro elétrico Explicações gerais do projeto experimental do Aquecedor Solar de água feito com tubos de PVC próprios para água potável. Aprendendo a dimensionar um Aquecedor Solar feito com tubos de PVC. MONTAGEM do(s) COLETOR(es) MONTAGEM do COLETOR feito com TUBOS de PVC Obs.: as medidas podem ser alt

Como Assentar um Piso Drenante?

O piso drenante não é apenas um piso pré moldado em placas de concreto drenante, é na verdade um sistema que engloba os materiais de assentamento formando uma escala granulométrica que drena as águas pluviais para o solo. As placas de piso não podem ser assentadas diretamente sobre a terra, pois a mesma irá entupir os vazios da placa de concreto evitando o correto funcionamento. A placa drenante deve ser assentada em um colchão drenante da seguinte forma de acordo com o manual técnico da Segato Pisos do Brasil: -Espalhar sobre o solo compactado uma camada de brita de aproximadamente 12cm de espessura. -Sobre a camada de brita, espalhar uma camada de Areia de aproximadamente 7cm de espessura. -Fazer colocação das placas usando uma linha de nylon para orientar no alinhamento e nivelamento. -A colocação tem que ser feita de forma que as peças fiquem travadas. Seguindo essas regras, teremos um piso ecologicamente correto podendo participar dos projetos com princípios