Translate

Google Translate
Arabic Korean Japanese Chinese Simplified Russian Portuguese
English French German Spain Italian Dutch

Quem sou eu

Minha foto

Pesquisadora nas áreas de sustentabilidade e saúde da habitação. Tem como objetivo projetar e prestar consultoria a clientes com interesse na busca pelo Viver Saudável, uma interação equilibrada entre meio ambiente, pessoas  e o Lar em que habitam.

Fale Conosco

- Deixe seu comentário ou envie um e-mail: celinalago@hotmail.com
- Se desejar receber as novidades do site seja um seguidor que o envio é automático.
- A sua participação é muito importante. Só assim, unidos conseguiremos reverter o processo de destruição planetária pelo qual estamos passando e encontrar um equilíbrio saudável.

Muita Luz e Amor,

Celina Lago

14 de jan de 2012

Bicicleta feita de Garrafa Pet Reciclada




Divulgação
Divulgação / Inventor transforma 120 garrafas PET em quadro para bicicleta. Inventor transforma 120 garrafas PET em quadro para bicicleta.
A onda que vem transformando a bicicleta em opção viável ao caos no trânsito também abre oportunidades para empresas que, além do lucro, buscam contribuir para tornar as cidades um lugar melhor.
O designer e artista plástico uruguaio Juan Muzzi, radicado no Brasil, criou um quadro de bicicleta a partir do lixo. Batizado de MuzziCycles, o produto é feito a partir de garrafas PET recicláveis.
Para a fabricação de um quadro, são necessárias entre 120 e 200 garrafas PET. O produto chega ao varejo brasileiro neste mês de novembro.
“Não vendemos bicicleta, vendemos um conceito que tem a ver com a realidade do nosso planeta. O projeto tem cunho social e ecológico e busca transformar o problema do lixo em um produto contemporâneo, poupando recursos minerais e evitando a emissão de carbono”, resume o inventor, que também criou a Molamania, aquelas molas coloridas que fizeram sucesso entre as crianças nas décadas de 1980 e 1990.


Muzzi dedicou mais de dez anos para desenvolver a bicicleta até chegar à versão final, para ser produzida em escala industrial em sua empresa, em São Paulo.

“Não sei dizer ao certo o quanto investi até hoje porque nunca fiz as contas. Mas deve passar de R$ 3 milhões”, diz. Muzzi, que também é piloto de aviões, vendeu a própria aeronave para investir no projeto – apenas o equipamento que molda o quadro custou R$ 1 milhão.
Além das garrafas PET, Muzzi também espera usar outros materiais à base de resinas plásticas, como para-choques de carros, embalagens de xampu e outros produtos que acabam indo parar nos aterros como lixo.
“Estou negociando com grandes empresas na perspectiva de receber o material reciclável e, em contrapartida, doar as bicicletas para quem não tem acesso”, conta o artista.
A Muzzi Cycles tem um ano de garantia, proteção UV, não enferrujam, não são soldadas e a sua coloração é feita por meio de pigmentos que são injetados já no processo de molde, ou seja, não precisam ser pintadas.

Divulgação

Divulgação / Muzzi apresenta seu produto ao presidente uruguaio, José Mujica
Muzzi apresenta seu produto ao presidente uruguaio, José Mujica

A meta da Muzzi Cycles é fabricar anualmente 132 mil unidades, o que representa 15,8 milhões de garrafas recicladas, com economia de quase 1 milhão de litros de petróleo, num processo que evita a emissão de 2,7 mil toneladas de gás carbônico.
Em visita ao Brasil, o presidente uruguaio José Mujica se mostrou interessado pela iniciativa e levou um quadro da bicicleta ao seu país. Além disso, uma organização mexicana pensa em incorporar o projeto em uma região carente e com problemas de transporte. Reino Unido e Alemanha também se mostraram animados com a ideia.
Para o público geral, cada quadro será vendido pelo site
www.muzzicycles.com.br
 por R$ 250, mas o preço pode cair pela metade se o interessado levar suas próprias garrafas. O produto tem patente mundial e garantia de um ano.

Para concretizar a compra entre em contato através do email 
Saiba mais
Veja a matéria do jornal Bom Dia Brasil sobre a Muzzi Cycles: