Pular para o conteúdo principal

Bambu: Uma alternativa sustentável para estruturas de concreto


Arquitetura-Sustentavel-Future-Cities-Lab

Já é sabido por estudiosos da área ambiental e profissionais que buscam alternativas às opções de materiais existentes no mercado, que o bambu já se mostrou ser uma solução viável para a construção civil. Isso, devido a sua resistência e flexibilidade, e pelo baixo impacto gerado em seu cultivo. Mas por que ainda não estamos substituindo materiais oriundos de fontes finitas pelo bambu?

O Laboratório Future Cities de Cingapura está conduzindo um estudo que visa determinar a gama completa de aplicações do bambu na construção civil. A pesquisa está revelando a real condição do material como elemento de estrutura para edificações.

Segundo um artigo publicado pelo site ArchDaily, os países em desenvolvimento possuem uma maior demanda por concreto reforçado com aço e devido a diversos aspectos, esses países muitas vezes não possuem condições de fabricar em quantidade satisfatória esses materiais e atender essa demanda. Como alternativa para o problema: o bambu. Abundante, renovável e extremamente resistente, o material tem um enorme potencial para se tornar no futuro um substituto para o aço.

Nos estudos de resistência e tração realizados, o bambu se mostrou extremamente eficiente superando a maioria dos outros materiais testados, incluindo o aço reforçado. Isso foi possível devido a sua estrutura oca e tubular que evoluiu ao longo de milênios para resistir à intempéries naturais. Além de suas vantagens de usabilidade, o bambu ainda oferece uma fácil colheita e transporte, o que o torna economicamente mais viável, e já que sua extração é bem menos impactante do que a do metal, também se torna muito mais sustentável.

Por conta do seu ciclo de crescimento rápido e a facilidade para crescer em diversos tipos de ambiente, o material pode ser considerado extremamente barato. Além disso, a plantação de bambu requer a existência de grama para absorver grandes quantidades de CO², o que significa que seu cultivo como material de construção contribuiria combatendo as mudanças climáticas.

De fato, todos esses fatores já são um grande incentivo para o investimento no desenvolvimento da produção e utilização do bambu. Mesmo assim, apesar desses benefícios, ainda é necessário muito trabalho e pesquisas para superar algumas limitações do material, como a contração e expansão causadas por mudanças de temperatura e absorção de água, além da degradação que pode ser gerada por fatores biológicos.

Recentemente, o Laboratório Future Cities recebeu o Prêmio Zumtobel Group pela pesquisa realizada. Em breve, esperamos ver o bambu sendo utilizado de maneira recorrente e variada na arquitetura.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

AQUECEDOR SOLAR DE ÁGUA FEITO COM TUBOS DE PVC

PROJETO EXPERIMENTAL solução barata para aquecer água para banho Nota:  Aquecedor Solar de Água com o coletor solar feito com tubos de PVC: Criação, pesquisa e desenvolvimento por Edison Urbano. Obs.: Esse projeto foi baseado na tecnologia do ASBC - Sigla que caracteriza o Aquecedor Solar de Baixo Custo, projeto originalmente elaborado pela equipe da ONG Sociedade do Sol que, para a confecção do seu coletor térmico solar, usa placas alveolares de PVC (normalmente usadas para construções de forros). ÍNDICE INTRODUÇÃO Energia Elétrica - consumo sustentável. Formas simples para economizar energia elétrica. Estudo do consumo de energia elétrica por um chuveiro elétrico Explicações gerais do projeto experimental do Aquecedor Solar de água feito com tubos de PVC próprios para água potável. Aprendendo a dimensionar um Aquecedor Solar feito com tubos de PVC. MONTAGEM do(s) COLETOR(es) MONTAGEM do COLETOR feito com TUBOS de PVC Obs.: as medidas podem ser alt

Como Assentar um Piso Drenante?

O piso drenante não é apenas um piso pré moldado em placas de concreto drenante, é na verdade um sistema que engloba os materiais de assentamento formando uma escala granulométrica que drena as águas pluviais para o solo. As placas de piso não podem ser assentadas diretamente sobre a terra, pois a mesma irá entupir os vazios da placa de concreto evitando o correto funcionamento. A placa drenante deve ser assentada em um colchão drenante da seguinte forma de acordo com o manual técnico da Segato Pisos do Brasil: -Espalhar sobre o solo compactado uma camada de brita de aproximadamente 12cm de espessura. -Sobre a camada de brita, espalhar uma camada de Areia de aproximadamente 7cm de espessura. -Fazer colocação das placas usando uma linha de nylon para orientar no alinhamento e nivelamento. -A colocação tem que ser feita de forma que as peças fiquem travadas. Seguindo essas regras, teremos um piso ecologicamente correto podendo participar dos projetos com princípios