Pular para o conteúdo principal

6 tipos de casas ecológicas e menos agressivas

6 tipos de casas ecológicas e menos agressivas

Casas naturais estão ganhando popularidade em todo mundo, com as mais variadas formas, tamanhos e feitas com os mais diversos tipos de materiais não agressivos ao ambiente. Construções feitas com bambu, COB ou adobe, e até feitas com materiais reaproveitados, nos mostram que as nossas edificações não precisam necessariamente oferecer um grande impacto no ambiente. Portanto, aspectos como origem do material e sua quantidade existente estão sendo levados em consideração pelos novos construtores.

Já contamos aqui diversas histórias de pessoas que fizeram moradias mais sustentáveis e baratas, e não se arrependeram nem um pouco das empreitadas. Para você se inspirar e talvez começar seu projeto, ou mesmo tornar a sua casa um pouco mais ecológica, preparamos 6 modelos de casas naturais que estão conquistando muita gente.
01 – COB

O Cob é um material de construção divulgado recentemente pelos movimentos de sustentabilidade e construção natural, ele é composto por argila, areia e palha, similar ao adobe. A mistura é a prova de fogo e altamente resistente a abalos sísmicos. Seu custo é quase nulo e é geralmente usado para fazer um tipo de arquitetura mais artística e escultural, por conta de sua fácil manipulação.

02 – Adobe

Os tijolos de adobe são um dos materiais construtivos mais antigos do mundo. Sua composição consiste em uma mistura de água terra e fibras orgânicas dispostos em formas para secagem ao sol. O material oferece vantagens como baixo consumo energético na fabricação, é um excelente isolante térmico e acústico, não é tóxico e tem matéria prima abundante.

03 – Pedra

As pedras também são um material abundante no planeta e são usadas desde que o homem começou a edificar. As construções erguidas com pedras são geralmente muito resistentes a intempéries climáticas e oferecem um custo reduzido.

04 – Bambu

Atualmente o bambu é considerado um dos materiais mais sustentáveis do mundo. Isso porque é encontrado em abundância e sua reprodução no ambiente é extremamente veloz. Além disso, é um material muito resistente e flexível que proporciona grande versatilidade ao construtor.

05 – Madeira

O uso da madeira em construções é um assunto bastante discutido por especialistas, pois se precisamos arborizar mais, pode ser contraditório um incentivo a seu uso. Contudo, a madeira é um recurso renovável e já existem diversas áreas de produção sustentável que comercializam madeira plantada em áreas de reflorestamento onde a extração é realizada de maneira não agressiva. Outra opção é reaproveitar madeira já utilizada em obras. Assim, a quantidade de resíduos é reduzida e a necessidade de corte de novas árvores diminui.

06 – Materiais reaproveitados

Outra tendência de construção ocorre por meio do uso de materiais descartados. Esses materiais podem ser os mais diversos e a construção varia de acordo com o que se consegue reunir. Portas, madeiras, janelas, ou mesmo concreto e tijolos reaproveitados podem se tornar novas construções que vão das mais simples à grandes projetos.

Imagens via: Wikipédia / Home Reviews /Bamboo decoration / Jerome M. O’Connor / Dean McLellan

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

Como Assentar um Piso Drenante?

O piso drenante não é apenas um piso pré moldado em placas de concreto drenante, é na verdade um sistema que engloba os materiais de assentamento formando uma escala granulométrica que drena as águas pluviais para o solo. As placas de piso não podem ser assentadas diretamente sobre a terra, pois a mesma irá entupir os vazios da placa de concreto evitando o correto funcionamento. A placa drenante deve ser assentada em um colchão drenante da seguinte forma de acordo com o manual técnico da Segato Pisos do Brasil: -Espalhar sobre o solo compactado uma camada de brita de aproximadamente 12cm de espessura. -Sobre a camada de brita, espalhar uma camada de Areia de aproximadamente 7cm de espessura. -Fazer colocação das placas usando uma linha de nylon para orientar no alinhamento e nivelamento. -A colocação tem que ser feita de forma que as peças fiquem travadas. Seguindo essas regras, teremos um piso ecologicamente correto podendo participar dos projetos com princípios

Telhado de Bambu

É muito resistente quando devidamente tratado, com uma estética linda e, não se utiliza só como cobertura, mas como vedação (paredes).  Quando os bambus não são tratados, o sol e a chuva os tornam fragilizados, criando fungos e ressecamento, a durabilidade é de uns 2 ou 3 anos, dependendo da região. Mas, se souber colher no dia certo (não caruncha e dura bastante) e aplicar um spray impermeável, a duração será muito maior que três anos *Dica:  - popularmente, a lua minguante (4ºdia) é conhecida como a melhor lua para se cortar os colmos (caule) de bambu.  - Use sulfato de cobre. Fonte: Brincadeira Sustentável