Pular para o conteúdo principal

Green Tower Brasília busca pré-certificação LEED Gold


Edificação foi estruturada no conceito core & shell
(crédito: Tishman Speyer)
O Green Tower Brasília, localizado na capital federal, é um empreendimento corporativo da Tishman Speyer com a Via Engenharia, composto por três torres de edifícios comerciais, construídas em fases, que totalizam 85.000 m2 de área locável.

Com vãos livres de até 16 metros e lajes de 1.600 a 1.800 metros quadrados por torre, estruturado no conceito core & shell, o Green Tower Brasília possui interligação entre os edifícios e flexibilidade para atender um ou múltiplos usuários. No térreo, uma área de conveniência integra as três torres com restaurantes, lojas e serviços.

Projetado pelo escritório de arquitetura americano Arquitectonica, o projeto do sistema de AVAC foi realizado pela Teknika com instalação da Tuma Engenharia.

De acordo com Antonio Almeida, engenheiro da Trane do Brasil, os conceitos aplicados para sustentabilidade e conforto levou o Green Towers Brasília a receber a pré certificação LEED categoria Gold do USGBC.

Composição do sistema

Trata-se de um sistema do tipo expansão direta com a utilização de unidades condicionadoras do tipo self contained de alta eficiência integradas a sistemas de VAVs. As Torres são composta por 17 andares cada, totalizando 34 equipamentos por torre, 2 por laje, num total de 3604 kW (1025 TR) cada. “As unidades condicionadoras de ar do tipo self contained são modulares, de alta capacidade e eficiência, e fazem parte da linha Intellipack Trane, com condensadores resfriados a água. Os circuitos frigoríficos são individualizados, ou seja, totalmente independentes para cada compressor de alta eficiência de fabricação da própria Trane, da linha 3-D® Scroll. Assim, é possível modular a carga de equipamentos por circuito. A especificação desse equipamento foi feita juntamente com o projetista do sistema de AVAC, uma das vantagens que o diretor da Teknika, Raul Almeida, levou ao empreendedor, no caso a Tishman Speyer, foi que este tipo de equipamento possibilita a instalação destes após a locação dos andares, ou seja, de acordo com a carga térmica que terá a ocupação, o que possibilita um ganho de energia para o condomínio, uma vez que o usuário utilizará a climatização de acordo com o número de pessoas dentro do ambiente”, informa Almeida.

No térreo, uma área de conveniência integra as três torres com restaurantes, lojas e serviços

O equipamento dispõe de válvula automática para controle e variação de fluxo de água nos condensadores, ventiladores centrífugos acionados por inversores de frequência e motores de alta eficiência para utilização em sistemas do tipo VAV, painel de controle com display para interface homem - máquina, sensores de temperatura, pressão, umidade e fluxo.

“Para atender os níveis de eficiência do empreendimento os equipamentos possuem ciclo economizador do tipo “water economizer”. Cada serpentina evaporadora possui uma serpentina adicional de pré-resfriamento através de água de refrigeração. Na região de Brasília as condições de temperatura e umidade relativa favorecem esta aplicação. Os equipamentos atendem aos requisitos para IAQ - filtragem de ar classe F5 (Merv 9), bandeja de condensado em aço inox (positive slope) e sensor de pressão de filtro saturado”, diz Almeida.

Ele informa ainda que esta solução é muito similar ao tipo de sistema VRF. No caso do Green Tower Brasília, diz Almeida, as torres de resfriamento distribuem a água resfriada para os self containeds, colocando em operação os equipamentos individualizados por andar à medida que forem requeridos. Dependendo da aplicação esses equipamentos conseguem 1 kW por TR e permitem a variação da vazão de água nos condensadores por meio de inversores de frequência, sendo possível diminuir a potência consumida pelas bombas.

Sistema de climatização possibilita a instalação do equipamento de AC após a locação 
dos andares, de acordo com a carga térmica de ocupação

Tecnologia embarcada

Todo o conjunto possui tecnologia de controle embarcada, com placas eletrônicas microprocessadas com protocolo aberto LCI-Lon interligadas em rede, permitindo integração e leitura de todos os parâmetros de operação do equipamento com o sistema supervisório central utilizando protocolo Bacnet e LonTalk (cerca de 40 sinais analógicos e digitais de supervisão monitorados, incluindo-se ocupação, alarmes de falhas, temperaturas,pressão, fluxo,status de operação de compressores, set-points ajustáveis, etc.).

“O sistema de gerenciamento predial BMS integra a monitoração tanto do sistema de climatização como de utilidades (iluminação, elevadores, controle de acesso, etc.) Através da assessoria predial da Bosco fizemos estudos e integramos os equipamentos ao BMS onde foi possível enxergar todos os parâmetros dos equipamentos (temperaturas, pressões, falhas, os volumes de ar variável, caixas de VAV, etc.)”, explica Almeida.

Ficha Técnica:

Green Tower Brasília

Incorporadora: Tishman Speyer

Construtora: Via Engenharia

Projeto arquitetônico: Arquitectonica

Projeto do sistema de AVAC: Teknika

Instalação – Tuma Engenharia

Equipamentos de ar condicionado e automação embarcada – TRANE

Torres de resfriamento: Semco

VAV – TROX do Brasil

Supervisão predial – Somitec Automação

Fonte: Portal E & A

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Política dos 5 R's e Consumo Consciente

A politica dos 5Rs, são as possíveis acções práticas que no dia a dia, podem reduzir o impacto no meio ambiente, através do estímulo ao consumo consciente. São elas: 1 - Repensar os hábitos de consumo Pense na real necessidade da compra daquele produto, antes de comprá-lo. Depois de consumi-lo, separe as embalagens, matéria orgânica e óleo de cozinha usado. Deite no lixo apenas o que não for reutilizável ou reciclável. Evite o desperdício de alimentos. Use produtos de limpeza biodegradáveis. Prefira embalagens de papel e papelão. Adquira produtos recicláveis ou produzidos com matéria-prima reciclada, durável e resistente. Utilize lâmpadas economizadoras e pilhas recarregáveis ou alcalinas. Mude seus hábitos de consumo. 2- Recusar produtos que prejudicam o meio ambiente e a saúde Compre apenas produtos que não agridem o meio ambiente e a saúde. Fique atento ao prazo de validade e escolha as fábricas e empresas que têm compromissos com a ecologia. Evite o excesso de sacos

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

AQUECEDOR SOLAR DE ÁGUA FEITO COM TUBOS DE PVC

PROJETO EXPERIMENTAL solução barata para aquecer água para banho Nota:  Aquecedor Solar de Água com o coletor solar feito com tubos de PVC: Criação, pesquisa e desenvolvimento por Edison Urbano. Obs.: Esse projeto foi baseado na tecnologia do ASBC - Sigla que caracteriza o Aquecedor Solar de Baixo Custo, projeto originalmente elaborado pela equipe da ONG Sociedade do Sol que, para a confecção do seu coletor térmico solar, usa placas alveolares de PVC (normalmente usadas para construções de forros). ÍNDICE INTRODUÇÃO Energia Elétrica - consumo sustentável. Formas simples para economizar energia elétrica. Estudo do consumo de energia elétrica por um chuveiro elétrico Explicações gerais do projeto experimental do Aquecedor Solar de água feito com tubos de PVC próprios para água potável. Aprendendo a dimensionar um Aquecedor Solar feito com tubos de PVC. MONTAGEM do(s) COLETOR(es) MONTAGEM do COLETOR feito com TUBOS de PVC Obs.: as medidas podem ser alt