Pular para o conteúdo principal

200 cidades brasileiras aderem ao Programa Cidades Sustentáveis

O Programa Cidades Sustentáveis foi criado para que as cidades brasileiras se 
desenvolvam de forma econômica, social e ambientalmente sustentável. | Foto: Antonio Max/SXC

O Programa Cidades Sustentáveis recebeu a adesão de 200 prefeitos eleitos. Entre as capitais, estão o Rio de Janeiro, Recife, Porto Alegre e Salvador. Ao total, foram 548 candidatos a prefeitos de 330 cidades que assinaram a carta-compromisso.

A Rede Nossa São Paulo, o Instituto Ethos e a Rede Social Brasileira por Cidades Justas e Sustentáveis são as organizações pelo programa. Para eles, o número de prefeitos eleitos que se comprometeu com o programa, superou as expectativas.

Os prefeitos que não aderiram ao programa, ainda podem assinar a carta-compromisso para também priorizar uma cidade mais sustentável. Bastam acessarem a página e seguir as instruções.

Com o objetivo de sensibilizar, mobilizar e oferecer ferramentas para as cidades brasileiras se desenvolverem de forma econômica, social e ambientalmente sustentável, foi criado o Programa Cidades Sustentáveis. Ele é apartidário e reúne prefeitos eleitos, dezenas de organizações da sociedade civil, empresas e órgãos públicos que firmaram parceria com a causa.

Como beneficio, o Programa afirma que as cidades participantes ganharão visibilidade em materiais de divulgação e na mídia, terão acesso a informações estratégicas e trocarão experiências com outras cidades, além de fazerem parte de um movimento inédito no Brasil, que representa um passo à frente no processo de construção de cidades mais justas, democráticas e sustentáveis. Com informações do GBC Brasil e Cidades Sustentáveis.

Fonte: CicloVivo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

AQUECEDOR SOLAR DE ÁGUA FEITO COM TUBOS DE PVC

PROJETO EXPERIMENTAL solução barata para aquecer água para banho Nota:  Aquecedor Solar de Água com o coletor solar feito com tubos de PVC: Criação, pesquisa e desenvolvimento por Edison Urbano. Obs.: Esse projeto foi baseado na tecnologia do ASBC - Sigla que caracteriza o Aquecedor Solar de Baixo Custo, projeto originalmente elaborado pela equipe da ONG Sociedade do Sol que, para a confecção do seu coletor térmico solar, usa placas alveolares de PVC (normalmente usadas para construções de forros). ÍNDICE INTRODUÇÃO Energia Elétrica - consumo sustentável. Formas simples para economizar energia elétrica. Estudo do consumo de energia elétrica por um chuveiro elétrico Explicações gerais do projeto experimental do Aquecedor Solar de água feito com tubos de PVC próprios para água potável. Aprendendo a dimensionar um Aquecedor Solar feito com tubos de PVC. MONTAGEM do(s) COLETOR(es) MONTAGEM do COLETOR feito com TUBOS de PVC Obs.: as medidas podem ser alt

Como Assentar um Piso Drenante?

O piso drenante não é apenas um piso pré moldado em placas de concreto drenante, é na verdade um sistema que engloba os materiais de assentamento formando uma escala granulométrica que drena as águas pluviais para o solo. As placas de piso não podem ser assentadas diretamente sobre a terra, pois a mesma irá entupir os vazios da placa de concreto evitando o correto funcionamento. A placa drenante deve ser assentada em um colchão drenante da seguinte forma de acordo com o manual técnico da Segato Pisos do Brasil: -Espalhar sobre o solo compactado uma camada de brita de aproximadamente 12cm de espessura. -Sobre a camada de brita, espalhar uma camada de Areia de aproximadamente 7cm de espessura. -Fazer colocação das placas usando uma linha de nylon para orientar no alinhamento e nivelamento. -A colocação tem que ser feita de forma que as peças fiquem travadas. Seguindo essas regras, teremos um piso ecologicamente correto podendo participar dos projetos com princípios