Translate

Google Translate
Arabic Korean Japanese Chinese Simplified Russian Portuguese
English French German Spain Italian Dutch

Quem sou eu

Minha foto

Pesquisadora nas áreas de sustentabilidade e saúde da habitação. Tem como objetivo projetar e prestar consultoria a clientes com interesse na busca pelo Viver Saudável, uma interação equilibrada entre meio ambiente, pessoas  e o Lar em que habitam.

Fale Conosco

- Deixe seu comentário ou envie um e-mail: celinalago@hotmail.com
- Se desejar receber as novidades do site seja um seguidor que o envio é automático.
- A sua participação é muito importante. Só assim, unidos conseguiremos reverter o processo de destruição planetária pelo qual estamos passando e encontrar um equilíbrio saudável.

Muita Luz e Amor,

Celina Lago

23 de jan de 2012

Mutirão recolhe 1 tonelada de lixo em Copacabana

Quanto tempo será que as pessoas vão levar para se conscientizarem de que todo lixo que é despejado na natureza retorna para nossas vidas, seja entupindo tubulações causando alagamentos e desmoronamentos, como poluindo nossos mares e rios. Estamos caminhando em direção ao terceiro milênio e ainda tem muita gente que nem se dá conta de que é responsável pelos grandes desmoronamentos nos morros, pelos tissunames, etc. É preciso que pessoas conscientes como essas façam um trabalho que nem deveria precisar ser feito se cada um fizesse a sua parte.
Oitenta voluntários se apresentaram na sexta-feira (20), no Rio de Janeiro, para participar de um mutirão de limpeza na Praia de Copacabana e recolher o lixo que as pessoas ainda “esquecem” na areia.
O grupo percorreu uma distância de pouco mais de 1,5 quilômetro pela orla, em quase duas horas de campanha. De acordo com estimativa da Comlurb, empresa responsável pela limpeza urbana na capital fluminense, o mutirão conseguiu reunir mais de 1 tonelada de lixo.
A proposta dos organizadores foi mostrar como canudos, guimba de cigarro, guardanapos, lata de refrigerante etc, pequenos resíduos largados pelos banhistas, quando reunidos, mostram como são grandes poluidores.
“O mais importante não é a quantidade que recolhemos, mas o que os voluntários perceberam”, disse o empresário Daniel Oelsner, um dos voluntários do movimento Rio Eu Amo, Eu Cuido. “Queremos acreditar que as pessoas estão tomando maior consciência. Hoje a gente tentou atingir o máximo de pessoas possível. Durante o mutirão, vendo os voluntários recolhendo o lixo na areia, as pessoas que estavam na praia chamavam ‘olha, aqui tem um palito de sorvete!’”, comemorou.
Fonte: Info                                       Via: Eco4planet