Pular para o conteúdo principal

Em 40 dias, estação de coleta recebe 1,5t de lixo reciclável em Curitiba


Quarenta dias após ser inaugurada, a primeira Estação de Sustentabilidade de Curitiba, localizada na Regional Boa Vista, coletou 1.502 quilos de lixo reciclável. O equipamento é um local preparado para entrega voluntária de resíduos por moradores da região. A Secretaria Municipal de Meio Ambiente pretende, nos próximos anos, implantar pelo menos uma estação em cada um dos 75 bairros de Curitiba.

O novo modelo visa envolver os cidadãos na gestão dos resíduos sólidos, aperfeiçoar a coleta seletiva e criar mais um mecanismo de inclusão social, ao delegar a administração dos resíduos para associações de catadores.

A estação da Boa Vista recebe 12 tipos de materiais recicláveis, como vidro incolor e colorido, papel branco, papelão, papel colorido, embalagem longa vida, plásticos, rótulos, tampas e garrafas pet, além de latas de alumínio e outros metais. Antes de serem depositados nos locais apropriados, os materiais devem ser limpos e separados por tipo.

Desde o final de novembro, dos 1,5 mil quilos coletados, 70% referem-se a vidro, 18% a papel, 9% a plástico e 3% a metal. A Estação de Sustentabilidade é monitorada por fiscais da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e as quantidades são auferidas na saída do próprio local.


A unidade, localizada na esquina das ruas Flavio Dallegrave e Jovino do Rosário, permanece aberta 24 horas e os moradores do entorno podem realizar o descarte quando for conveniente, não precisando mais esperar pela coleta seletiva domiciliar. O objetivo é criar mais um mecanismo para evitar o descarte irregular de resíduos e os consequentes problemas ambientais e sanitários.

No final de 2014, técnicos devidamente identificados fizeram um trabalho personalizado, passando de casa em casa da região, distribuindo uma cartilha com orientações para o correto descarte dos materiais. Tanto os catadores como técnicos da Administração Regional Boa Vista passaram por capacitações para operar a estação e orientar a população da área de abrangência.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

AQUECEDOR SOLAR DE ÁGUA FEITO COM TUBOS DE PVC

PROJETO EXPERIMENTAL solução barata para aquecer água para banho Nota:  Aquecedor Solar de Água com o coletor solar feito com tubos de PVC: Criação, pesquisa e desenvolvimento por Edison Urbano. Obs.: Esse projeto foi baseado na tecnologia do ASBC - Sigla que caracteriza o Aquecedor Solar de Baixo Custo, projeto originalmente elaborado pela equipe da ONG Sociedade do Sol que, para a confecção do seu coletor térmico solar, usa placas alveolares de PVC (normalmente usadas para construções de forros). ÍNDICE INTRODUÇÃO Energia Elétrica - consumo sustentável. Formas simples para economizar energia elétrica. Estudo do consumo de energia elétrica por um chuveiro elétrico Explicações gerais do projeto experimental do Aquecedor Solar de água feito com tubos de PVC próprios para água potável. Aprendendo a dimensionar um Aquecedor Solar feito com tubos de PVC. MONTAGEM do(s) COLETOR(es) MONTAGEM do COLETOR feito com TUBOS de PVC Obs.: as medidas podem ser alt

Como Assentar um Piso Drenante?

O piso drenante não é apenas um piso pré moldado em placas de concreto drenante, é na verdade um sistema que engloba os materiais de assentamento formando uma escala granulométrica que drena as águas pluviais para o solo. As placas de piso não podem ser assentadas diretamente sobre a terra, pois a mesma irá entupir os vazios da placa de concreto evitando o correto funcionamento. A placa drenante deve ser assentada em um colchão drenante da seguinte forma de acordo com o manual técnico da Segato Pisos do Brasil: -Espalhar sobre o solo compactado uma camada de brita de aproximadamente 12cm de espessura. -Sobre a camada de brita, espalhar uma camada de Areia de aproximadamente 7cm de espessura. -Fazer colocação das placas usando uma linha de nylon para orientar no alinhamento e nivelamento. -A colocação tem que ser feita de forma que as peças fiquem travadas. Seguindo essas regras, teremos um piso ecologicamente correto podendo participar dos projetos com princípios