Pular para o conteúdo principal

Brasileiros criam eletrodoméstico para o plantio de hortas em locais fechados


Você já imaginou ter uma horta altamente tecnológica? Pode parecer estranho, mas esta é a melhor definição para o Plantário. Criado por três engenheiros brasileiros, o sistema é uma espécie de eletrodoméstico que recria o ambiente natural e permite a produção de vegetais orgânicos dentro de qualquer residência.

O sistema é totalmente automático. Para chegar ao modelo ideal, os amigos Bernardo Mattioda, George Haeffner e Thomas Kollman investiram horas de trabalho e pesquisa, além de R$ 500 mil. A ideia surgiu ainda na faculdade e hoje eles trabalham exclusivamente neste produto.

O Plantário possui pequenas dimensões. São 45 cm de largura, 49 cm de profundidade e 73 cm de altura. Por seu tamanho, ele pode ser instalado até mesmo em residências pequenas. Considerado um eletrodoméstico, ele possui sistemas de iluminação, irrigação e ventilação.


Ventiladores silenciosos mantêm o ar interno sempre fresco, ao mesmo tempo em que as lâmpadas de LED garantem a iluminação e bombas com sensores liberam apenas a quantidade de água necessária para o crescimento ideal dos alimentos cultivados.


Em cada um dos equipamentos é possível cultivar até nove espécies, cada uma em um vaso individual. O único esforço necessário é com a escolha dos alimentos e a colocação das sementes, já que os recipientes vêm com o substrato orgânico pronto. Depois disso, o usuário precisa apenas conectá-lo à rede elétrica e todo o restante será feito automaticamente.

O produto está à venda em uma loja física em Porto Alegre, mas também é comercializado pelo site da empresa. Clique aqui e saiba mais.

Fonte: CicloVivo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

Como Assentar um Piso Drenante?

O piso drenante não é apenas um piso pré moldado em placas de concreto drenante, é na verdade um sistema que engloba os materiais de assentamento formando uma escala granulométrica que drena as águas pluviais para o solo. As placas de piso não podem ser assentadas diretamente sobre a terra, pois a mesma irá entupir os vazios da placa de concreto evitando o correto funcionamento. A placa drenante deve ser assentada em um colchão drenante da seguinte forma de acordo com o manual técnico da Segato Pisos do Brasil: -Espalhar sobre o solo compactado uma camada de brita de aproximadamente 12cm de espessura. -Sobre a camada de brita, espalhar uma camada de Areia de aproximadamente 7cm de espessura. -Fazer colocação das placas usando uma linha de nylon para orientar no alinhamento e nivelamento. -A colocação tem que ser feita de forma que as peças fiquem travadas. Seguindo essas regras, teremos um piso ecologicamente correto podendo participar dos projetos com princípios

Telhado de Bambu

É muito resistente quando devidamente tratado, com uma estética linda e, não se utiliza só como cobertura, mas como vedação (paredes).  Quando os bambus não são tratados, o sol e a chuva os tornam fragilizados, criando fungos e ressecamento, a durabilidade é de uns 2 ou 3 anos, dependendo da região. Mas, se souber colher no dia certo (não caruncha e dura bastante) e aplicar um spray impermeável, a duração será muito maior que três anos *Dica:  - popularmente, a lua minguante (4ºdia) é conhecida como a melhor lua para se cortar os colmos (caule) de bambu.  - Use sulfato de cobre. Fonte: Brincadeira Sustentável