Pular para o conteúdo principal

Galpão abandonado vira escritório de vidro em Amsterdã


O Crystal Forest é um complexo sustentável de escritórios planejado pelos arquitetos do Except Integrated. A estrutura foi projetada em um galpão abandonado na capital holandesa, Amsterdã. O local é confortável, espaçoso e leva a natureza ao ambiente de trabalho.

Conforme informado no site da empresa de arquitetura, a ideia surgiu quando a equipe buscava um novo espaço para a sua sede. Durante as visitas, eles estiveram em um estaleiro abandonado e logo se apaixonaram. A sugestão era transformar o grande galpão em um espaço de trabalho inspirador. Durante o processo, eles perceberam que isso poderia ser replicado para diferentes locais.

Como o nome já diz, as plantas são parte essencial deste complexo. Elas estão espalhadas por toda a parte. Além de auxiliarem no controle da qualidade e umidade do ar, elas também servem para produzir alimentos através de sistemas hidropônicos. Para mantê-las sempre abastecidas, os arquitetos utilizaram um sistema de capitação da água da chuva, que leva automaticamente água e nutrientes às plantas.

A estrutura é feita basicamente em vidro, o que permite maior aproveitamento da luminosidade natural e oferece aos usuários a sensação de liberdade e contato direto com a natureza. Por isso, o complexo não tem paredes dividindo os ambientes. As separações são feitas a partir da disposição das mesas e cadeiras. Mesmo assim, existem espaços para convivência, reuniões, trabalhos individuais, recepção e até um café.

Apesar de toda a beleza do Crystal Forest, não é na aparência que está o seu principal diferencial. Os arquitetos explicam no site do escritório que esta é uma opção prática para tornar habitáveis os grandes armazéns abandonados, algo bastante comum na Europa pós-revolução industrial. Originalmente essas estruturas não foram planejadas para abrigar pessoas, portanto, não possuem bons sistemas de ventilação, aquecimento e os métodos tradicionais de adequação seriam muito caros. Já o Crystal Forest é uma solução modular, que pode ser facilmente transportada e construída em outro local e que oferece diversas opções de uso. De acordo com o site, é possível replicar a estrutura em qualquer ambiente que tenha, ao menos, 400 metros quadrados de espaço disponível. 

Fonte: CicloVivo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

AQUECEDOR SOLAR DE ÁGUA FEITO COM TUBOS DE PVC

PROJETO EXPERIMENTAL solução barata para aquecer água para banho Nota:  Aquecedor Solar de Água com o coletor solar feito com tubos de PVC: Criação, pesquisa e desenvolvimento por Edison Urbano. Obs.: Esse projeto foi baseado na tecnologia do ASBC - Sigla que caracteriza o Aquecedor Solar de Baixo Custo, projeto originalmente elaborado pela equipe da ONG Sociedade do Sol que, para a confecção do seu coletor térmico solar, usa placas alveolares de PVC (normalmente usadas para construções de forros). ÍNDICE INTRODUÇÃO Energia Elétrica - consumo sustentável. Formas simples para economizar energia elétrica. Estudo do consumo de energia elétrica por um chuveiro elétrico Explicações gerais do projeto experimental do Aquecedor Solar de água feito com tubos de PVC próprios para água potável. Aprendendo a dimensionar um Aquecedor Solar feito com tubos de PVC. MONTAGEM do(s) COLETOR(es) MONTAGEM do COLETOR feito com TUBOS de PVC Obs.: as medidas podem ser alt

Como Assentar um Piso Drenante?

O piso drenante não é apenas um piso pré moldado em placas de concreto drenante, é na verdade um sistema que engloba os materiais de assentamento formando uma escala granulométrica que drena as águas pluviais para o solo. As placas de piso não podem ser assentadas diretamente sobre a terra, pois a mesma irá entupir os vazios da placa de concreto evitando o correto funcionamento. A placa drenante deve ser assentada em um colchão drenante da seguinte forma de acordo com o manual técnico da Segato Pisos do Brasil: -Espalhar sobre o solo compactado uma camada de brita de aproximadamente 12cm de espessura. -Sobre a camada de brita, espalhar uma camada de Areia de aproximadamente 7cm de espessura. -Fazer colocação das placas usando uma linha de nylon para orientar no alinhamento e nivelamento. -A colocação tem que ser feita de forma que as peças fiquem travadas. Seguindo essas regras, teremos um piso ecologicamente correto podendo participar dos projetos com princípios