Pular para o conteúdo principal

Cientistas norte-americanos aumentam potência de placa solar usando espinafre



Já foi criado na universidade um protótipo da placa solar com espinafre. | Foto: Amrutur Anilkumar / Vanderbilt University
 
Pesquisadores da Universidade Vanderbilt, nos Estados Unidos, encontraram uma maneira de aumentar a eficiência da energia solar. Utilizando a proteína da fotossíntese do espinafre, eles tornaram a célula solar 2,5 vezes mais potente.

A técnica foi detalhada em um estudo publicado no periódico científico "Advanced Materials", na última terça-feira (4). O professor de química David Cliffel, um dos responsáveis pelo projeto, explica que foi realizado um experimento combinando espinafre e silício. O vegetal possui uma proteína que permite transformar luz em energia, enquanto o silício é um material usado em placas solares.

O resultado é que com essa combinação houve uma produção de corrente elétrica duas vezes e meia maior do que outras células solares e também a uma voltagem maior. "A combinação produziu corrente elétrica quase mil vezes maior do que se usássemos a proteína com outros tipos de metal", afirmou o professor Cliffel, em entrevista ao site da Universidade Vanderbilt.

Os pesquisadores estudam agora construir uma placa solar totalmente funcional com os mesmos componentes. De acordo com o projeto, o painel terá 60 centímetros e produzirá energia suficiente para acender pequenos aparatos elétricos, como lâmpadas.

Segundo a Universidade Vanderbilt, a tecnologia dos cientistas norte-americanos já foi premiada duas vezes, uma pela Agência de Proteção Ambiental dos EUA e outra por uma feira nacional de design sustentável.

A pesquisa deixa claro que a ideia de utilizar proteínas da fotossíntese para produzir energia elétrica não é nova. Há pelo menos 40 anos a tecnologia foi descoberta, porém vêm se aperfeiçoando ao longo do tempo. Já foi criado na universidade um protótipo da placa solar. Com informações do G1.

Fonte: CicloVivo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

AQUECEDOR SOLAR DE ÁGUA FEITO COM TUBOS DE PVC

PROJETO EXPERIMENTAL solução barata para aquecer água para banho Nota:  Aquecedor Solar de Água com o coletor solar feito com tubos de PVC: Criação, pesquisa e desenvolvimento por Edison Urbano. Obs.: Esse projeto foi baseado na tecnologia do ASBC - Sigla que caracteriza o Aquecedor Solar de Baixo Custo, projeto originalmente elaborado pela equipe da ONG Sociedade do Sol que, para a confecção do seu coletor térmico solar, usa placas alveolares de PVC (normalmente usadas para construções de forros). ÍNDICE INTRODUÇÃO Energia Elétrica - consumo sustentável. Formas simples para economizar energia elétrica. Estudo do consumo de energia elétrica por um chuveiro elétrico Explicações gerais do projeto experimental do Aquecedor Solar de água feito com tubos de PVC próprios para água potável. Aprendendo a dimensionar um Aquecedor Solar feito com tubos de PVC. MONTAGEM do(s) COLETOR(es) MONTAGEM do COLETOR feito com TUBOS de PVC Obs.: as medidas podem ser alt

Como Assentar um Piso Drenante?

O piso drenante não é apenas um piso pré moldado em placas de concreto drenante, é na verdade um sistema que engloba os materiais de assentamento formando uma escala granulométrica que drena as águas pluviais para o solo. As placas de piso não podem ser assentadas diretamente sobre a terra, pois a mesma irá entupir os vazios da placa de concreto evitando o correto funcionamento. A placa drenante deve ser assentada em um colchão drenante da seguinte forma de acordo com o manual técnico da Segato Pisos do Brasil: -Espalhar sobre o solo compactado uma camada de brita de aproximadamente 12cm de espessura. -Sobre a camada de brita, espalhar uma camada de Areia de aproximadamente 7cm de espessura. -Fazer colocação das placas usando uma linha de nylon para orientar no alinhamento e nivelamento. -A colocação tem que ser feita de forma que as peças fiquem travadas. Seguindo essas regras, teremos um piso ecologicamente correto podendo participar dos projetos com princípios