Pular para o conteúdo principal

TIJOLOS ECOLÓGICOS LAPIN


Residência construída cm tijolo ecológico

01. Porquê os Tijolos LAPIN são chamados de Ecológicos?
Porque não passam pelo processo de queima, como acontece com os tijolos convencionais, evitando assim a derrubada de árvores para utilizar a madeira como combustível.

02. Os Tijolos Ecológicos LAPIN são também conhecidos como Tijolos Modulares. O que é isso?
Nos Tijolos Modulares o princípio de montagem é feito por módulos, possuindo medidas e formatos padrões, permitindo assim a precisão na aplicação e distribuição dos mesmos.

03. Porquê é mais barato construir com os Tijolos Ecológicos LAPIN, mesmo eles sendo mais caros que os tijolos convencionais?
A aplicação dos Tijolos LAPIN consorciada com outros técnicas construtivas (como o radier israelense, por exemplo) irá requerer uma estrutura mais otimizada para a descarga dos pesos de obra, reduzindo assim o custo de fundações para que possa ser realizada a montagem. Além disso, dada a uniformidade dos tijolos, os mesmos não irão requerer coberturas como emboço, reboco, chapisco etc., reduzindo o custo de acabamento da alvenaria. O tempo de edificação neste sistema também é muito reduzido, representado assim uma significativa redução de custos em mão de obra.

04. Porquê utilizando-se os Tijolos Ecológicos LAPIN alcança-se até 50% de economia na fase estrutural da obra?
Pela redução no custos de mão de obra nesta fase e pela eliminação de elementos estruturais tais como sapatas, baldrames, colunas, vigas e cintas em concretos armado.

05. Porquê construindo com os Tijolos Ecológicos LAPIN a casa dos seus sonhos pode ficar pronta em 45 dias, dependendo do seu projeto em 15 dias?
Devido principalmente à redução de tempo dispendida na fase estrutural e à velocidade de montagem dos tijolos (por serem encaixados). Além disso, a nossa técnica construtiva não requer massa de assentamento e garante a qualidade das fachadas externas pós-montagem, eliminando quase totalmente a perda de tempo de retrabalho e correções. Outro fator importante é que as instalações serão realizadas dentro dos furos já existentes nos tijolos fazendo com que já durante a montagem todas as instalações elétricas e hidráulicas sejam feitas simultaneamente.


Residência construída com tijolo ecológico

06. Porquê a qualidade dos Tijolos Ecológicos LAPIN destaca-se em relação à qualidade apresentada pelos concorrentes existentes no mercado?
Porquê a LAPIN mantém rigoroso controle de matéria prima, do processo de fabricação e da qualidade do produto final, atestada através de ensaios realizados no Instituto de Cerâmica Vermelha de 3 Rios (FIRJAN).

07. É necessário mão de obra especializada para construir com os Tijolos Ecológicos LAPIN?
Não. Contudo, são necessários conhecimentos básicos de construção. Durante a montagem, o montador deverá ter em mente a idéia de que cada tijolo aplicado será parte do acabamento total da alvenaria, fazendo-se necessária a limpeza e a organização de obra.

08. Existem restrições em relação ao tipo de solo para construir utilizando-se os Tijolos Ecológicos LAPIN?
Sim, mas são as mesmas restrições impostas à qualquer outra técnica construtiva. O excesso de umidade (alagados, charques , etc.) torna-se prejudicial à qualquer tipo de alvenaria. Recomendamos uma sondagem do solo e avaliação por técnico responsável para início da edificação.

09. Até quantos pavimentos pode-se construir utilizando-se os Tijolos Ecológicos LAPIN?
Sim, mas são as mesmas restrições impostas à qualquer outra técnica construtiva. O excesso de umidade (alagados, charques , etc.) torna-se prejudicial à qualquer tipo de alvenaria. Recomendamos uma sondagem do solo e avaliação por técnico responsável para início da edificação.

10. Quais são as formas e recursos que a LAPIN disponibiliza para assessorá-lo ao construir sua casa utilizando os Tijolos Ecológicos LAPIN?
A LAPIN oferece Orientação Técnica, Ensaios e Resultados Laboratoriais, Cartas contendo procedimentos e Manuais de Montagem, Palestras de Apresentação e, caso seja necessário, visita técnica no local da obra.






Comentários

  1. Olá,

    vc por acaso conhece algum arquiteto/engenheiro especializado em construções com tijolos ecologicos em Curitiba?

    Obrigado,

    Gunter

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

AQUECEDOR SOLAR DE ÁGUA FEITO COM TUBOS DE PVC

PROJETO EXPERIMENTAL solução barata para aquecer água para banho Nota:  Aquecedor Solar de Água com o coletor solar feito com tubos de PVC: Criação, pesquisa e desenvolvimento por Edison Urbano. Obs.: Esse projeto foi baseado na tecnologia do ASBC - Sigla que caracteriza o Aquecedor Solar de Baixo Custo, projeto originalmente elaborado pela equipe da ONG Sociedade do Sol que, para a confecção do seu coletor térmico solar, usa placas alveolares de PVC (normalmente usadas para construções de forros). ÍNDICE INTRODUÇÃO Energia Elétrica - consumo sustentável. Formas simples para economizar energia elétrica. Estudo do consumo de energia elétrica por um chuveiro elétrico Explicações gerais do projeto experimental do Aquecedor Solar de água feito com tubos de PVC próprios para água potável. Aprendendo a dimensionar um Aquecedor Solar feito com tubos de PVC. MONTAGEM do(s) COLETOR(es) MONTAGEM do COLETOR feito com TUBOS de PVC Obs.: as medidas podem ser alt

Como Assentar um Piso Drenante?

O piso drenante não é apenas um piso pré moldado em placas de concreto drenante, é na verdade um sistema que engloba os materiais de assentamento formando uma escala granulométrica que drena as águas pluviais para o solo. As placas de piso não podem ser assentadas diretamente sobre a terra, pois a mesma irá entupir os vazios da placa de concreto evitando o correto funcionamento. A placa drenante deve ser assentada em um colchão drenante da seguinte forma de acordo com o manual técnico da Segato Pisos do Brasil: -Espalhar sobre o solo compactado uma camada de brita de aproximadamente 12cm de espessura. -Sobre a camada de brita, espalhar uma camada de Areia de aproximadamente 7cm de espessura. -Fazer colocação das placas usando uma linha de nylon para orientar no alinhamento e nivelamento. -A colocação tem que ser feita de forma que as peças fiquem travadas. Seguindo essas regras, teremos um piso ecologicamente correto podendo participar dos projetos com princípios