Translate

Google Translate
Arabic Korean Japanese Chinese Simplified Russian Portuguese
English French German Spain Italian Dutch

Quem sou eu

Minha foto

Pesquisadora nas áreas de sustentabilidade e saúde da habitação. Tem como objetivo projetar e prestar consultoria a clientes com interesse na busca pelo Viver Saudável, uma interação equilibrada entre meio ambiente, pessoas  e o Lar em que habitam.

Fale Conosco

- Deixe seu comentário ou envie um e-mail: celinalago@hotmail.com
- Se desejar receber as novidades do site seja um seguidor que o envio é automático.
- A sua participação é muito importante. Só assim, unidos conseguiremos reverter o processo de destruição planetária pelo qual estamos passando e encontrar um equilíbrio saudável.

Muita Luz e Amor,

Celina Lago

14 de set de 2012

Italiano cria forno solar capaz de dessalinizar água



De acordo com o criador, a estrutura é capaz de produzir até cinco litros de água potável por dia. | Foto: Divulgação
 
O designer italiano Gabrielle Diamanti criou uma tecnologia simples para transformar água salgada em água potável. O projeto foi apelidado de Eliodomestico e também funciona como forno solar.

A inspiração do designer veio a partir de uma comoção frente à crise mundial de água e pela intenção em criar um equipamento que pudesse auxiliar comunidades em todo o mundo, que sofrem por não terem acesso à água limpa.

Nem sempre as tecnologias precisam ser complicadas para serem eficientes. A criação de Diamanti é a prova disso. O Eliodomestico funciona como um coador de cabeça para baixo, que dessaliniza a água salgada.

O forno cerâmico é divido em três partes principais. O recipiente preto é o local onde a água salgada é armazenada. Assim, com o calor do sol a água cria vapor, que é empurrado pela pressão através de um tubo de seção. O vapor é condensado contra a tampa do forno, na parte inferior, e em seguida escorre para a bacia de coleta.

De acordo com o criador, a estrutura é capaz de produzir até cinco litros de água potável por dia. Outra vantagem é o preço para a fabricação, estimado em US$50, aproximadamente R$100. O forno foi projetado com um design ideal para ser carregado na cabeça, forma comum à África subsaariana.

O designer pretende criar projetos que permitam que famílias necessitadas em todo o mundo tenham acesso ao Eliodomestico. Com informações do TreeHugger.