Translate

Google Translate
Arabic Korean Japanese Chinese Simplified Russian Portuguese
English French German Spain Italian Dutch

Quem sou eu

Minha foto

Pesquisadora nas áreas de sustentabilidade e saúde da habitação. Tem como objetivo projetar e prestar consultoria a clientes com interesse na busca pelo Viver Saudável, uma interação equilibrada entre meio ambiente, pessoas  e o Lar em que habitam.

Fale Conosco

- Deixe seu comentário ou envie um e-mail: celinalago@hotmail.com
- Se desejar receber as novidades do site seja um seguidor que o envio é automático.
- A sua participação é muito importante. Só assim, unidos conseguiremos reverter o processo de destruição planetária pelo qual estamos passando e encontrar um equilíbrio saudável.

Muita Luz e Amor,

Celina Lago

28 de out de 2010

Edifício americano é projetado para evitar o desperdício de energia

O prédio ainda possui um sistema de coleta de água da chuva

Apartamentos ideais são aqueles que além da segurança, primam também pelo conforto. Por isso, imóveis que possuem ventilação no verão e iluminação natural no inverno são os mais desejados. Arquitetos dos Estados Unidos desenvolveram o projeto de um edifício capaz de unir as duas características, diminuindo gastos de energia.

O prédio, chamado de Solstice on the Park, foi projetado pelo estúdio de arquitetura "StudioGang" em Chicago. Os projetistas descobriram que o ângulo de 71 graus das janelas capta a luz solar nos dias mais frios e mantém o ambiente fresco nos dias mais quentes.
A ideia era aumentar a eficiência energética do edifício a partir do projeto. Para isso, os arquitetos posicionaram cada janela de forma diagonal, permitindo um efeito cintilante. Assim que concluído, o edifício terá 26 andares e 145 apartamentos.
Cada ambiente foi construído pensando em criar áreas independentes e viradas para o sul, de forma que seja possível captar a luz solar no inverno, reduzindo os custos com ar condicionado ou aquecedor

O edifício se adapta aos climas quentes e frios


O edifício ainda possui jardins exteriores, um salão de festas, escritórios, espaços para conferências e um estacionamento. “Ao fazer da latitude uma característica chave para a construção, o projeto vira um ícone no que tange os grandes edifícios”, diz a equipe em seu site.
Segundo o estúdio Gang, durante o projeto se pensou em diminuição do gasto de água e no reaproveitamento de materiais e recursos. O edifício terá um sistema de reutilização de água da chuva (a partir de um tanque de coleta que segue para uso comum) e ainda utilizará adesivos, tapetes e tintas com compostos orgânicos.
Ainda segundo a equipe, mais de um terço da eletricidade do prédio virá de recursos renováveis, como energia eólica ou solar. No site oficial do edifício você pode conferir uma planta dos apartamentos.