Pular para o conteúdo principal

Fazenda urbana oferece alimentos frescos e oportunidades sociais


A Vertical Harvest é um projeto que deve mudar a realidade da agricultura urbana na cidade norte-americana de Jackson Hole. Construída dentro de um prédio de três andares, a estrutura servirá como uma estufa hidropônica gigante, fornecendo alimentos frescos e um novo negócio para a comunidade local.

O projeto é fruto do incansável trabalho de duas mulheres: Penny McBride e Nona Yehia. Durante cinco anos amadureceram a ideia, correram atrás de parceiros, patrocinadores e agora estão cada vez mais perto de transformar o sonho em realidade.

O escritório de arquitetura E/Ye é o responsável pelo projeto. De acordo com o desenho, o prédio contará com uma área construída média de quatro mil metros quadrados. O local será usado para o cultivo de diferentes espécies, que serão comercializadas na própria comunidade local. A expectativa é de que sejam produzidos anualmente 8,1 mil quilos de folhas verdes, duas mil toneladas de ervas e vinte toneladas de tomates.

Imagem: Divulgação

Além de ser referência em agricultura urbana, o Vertical Harvest quer ser referência em outras áreas. Osite do projeto deixa bem claro que a missão vai além do plantio. A fazenda deve ser usada para impactar positivamente o meio ambiente e a comunidade. O local fornecerá alimentos frescos, mas também dará suporte a pessoas com deficiência, capacitando-as para trabalhar e serem incluídas no mercado de trabalho. O último ponto apresentado pelos idealizadores é a implementação de expansão de programas e iniciativas nutricionais e educacionais dentro da Vertical Harvest.

O intuito não é usar a estrutura visando o lucro. Os ganhos financeiros serão apenas os necessários para cobrir as despesas, pagar os impostos e colaborar para o desenvolvimento local.

Fonte: CicloVivo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

Como Assentar um Piso Drenante?

O piso drenante não é apenas um piso pré moldado em placas de concreto drenante, é na verdade um sistema que engloba os materiais de assentamento formando uma escala granulométrica que drena as águas pluviais para o solo. As placas de piso não podem ser assentadas diretamente sobre a terra, pois a mesma irá entupir os vazios da placa de concreto evitando o correto funcionamento. A placa drenante deve ser assentada em um colchão drenante da seguinte forma de acordo com o manual técnico da Segato Pisos do Brasil: -Espalhar sobre o solo compactado uma camada de brita de aproximadamente 12cm de espessura. -Sobre a camada de brita, espalhar uma camada de Areia de aproximadamente 7cm de espessura. -Fazer colocação das placas usando uma linha de nylon para orientar no alinhamento e nivelamento. -A colocação tem que ser feita de forma que as peças fiquem travadas. Seguindo essas regras, teremos um piso ecologicamente correto podendo participar dos projetos com princípios

Telhado de Bambu

É muito resistente quando devidamente tratado, com uma estética linda e, não se utiliza só como cobertura, mas como vedação (paredes).  Quando os bambus não são tratados, o sol e a chuva os tornam fragilizados, criando fungos e ressecamento, a durabilidade é de uns 2 ou 3 anos, dependendo da região. Mas, se souber colher no dia certo (não caruncha e dura bastante) e aplicar um spray impermeável, a duração será muito maior que três anos *Dica:  - popularmente, a lua minguante (4ºdia) é conhecida como a melhor lua para se cortar os colmos (caule) de bambu.  - Use sulfato de cobre. Fonte: Brincadeira Sustentável