Pular para o conteúdo principal

Rede de hotéis francesa oferece quartos bolhas em meio à natureza

Esse projeto me levou aos anos 70 quando cursava faculdade de Arquitetura na USU e projetei um bairro onde os edifícios ficavam dentro de bolhas como essas para proteger as pessoas da poluição do ar. Dentro das bolhas existia oxigênio puro para que as pessoas pudessem respirar melhor, já que na minha imaginação o Planeta estaria com o ar muito poluído. Bem Aquariana!

U

Uma rede de hotéis francesa inovou na maneira de acomodar seus hóspedes. Os quartos convencionais foram substituídos por grandes bolhas de plástico, colocadas em florestas com vistas deslumbrantes.

As 134 bolhas foram instaladas em quatro localizações diferentes, no litoral sudeste do país europeu. O contato com o meio ambiente é um dos principais diferenciais do hotel – nas acomodações, os amantes da natureza têm a oportunidade de passar a noite olhando para as estrelas.


A rede Attrap’ Rêves foi criada por uma família em 2010, e as bolhas plásticas são decoradas com cinco temas diferentes: os hóspedes podem desfrutar das suítes Chic & Design, Mil e Uma Noites, Zen, Glamour e Natureza.

As bolhas são muito procuradas para ocasiões especiais, como jantares e eventos, pedidos de casamento, noites de núpcias e também por mulheres que podem aproveitar um Day Spa nos espaços, com massagens e tratamentos de beleza. Todas as acomodações possuem um telescópio e um mapa celeste, para que os hóspedes admirem o universo. Além disso, a iluminação noturna das instalações é feita através de lanternas.


As tendas de plástico ficam envoltas por árvores e distantes entre si, dando privacidade aos hóspedes. Os hotéis possuem uma estrutura central com cozinha, banheiros e outros tipos de serviços.


Segundo Murielle Giovansili, representante da rede, a questão da ecologia também foi pensada. Além de o plástico usado para construir as bolhas poder ser facilmente reciclado, o impacto da construção no terreno é quase nulo. Isso porque, as acomodações podem ser desmontadas do local sem grandes dificuldades, e consomem energia apenas para um pequeno duto de ventilação. Além disso, a rede acredita que é responsável por ampliar a consciência ambiental dos hóspedes, fazendo-os se sentir como parte dela.


As acomodações custam cerca de 100 euros por noite, mas há diversos pacotes para diferentes períodos de tempo.

Fonte: Ciclo Vivo  -  Por Mayra Rosa 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

AQUECEDOR SOLAR DE ÁGUA FEITO COM TUBOS DE PVC

PROJETO EXPERIMENTAL solução barata para aquecer água para banho Nota:  Aquecedor Solar de Água com o coletor solar feito com tubos de PVC: Criação, pesquisa e desenvolvimento por Edison Urbano. Obs.: Esse projeto foi baseado na tecnologia do ASBC - Sigla que caracteriza o Aquecedor Solar de Baixo Custo, projeto originalmente elaborado pela equipe da ONG Sociedade do Sol que, para a confecção do seu coletor térmico solar, usa placas alveolares de PVC (normalmente usadas para construções de forros). ÍNDICE INTRODUÇÃO Energia Elétrica - consumo sustentável. Formas simples para economizar energia elétrica. Estudo do consumo de energia elétrica por um chuveiro elétrico Explicações gerais do projeto experimental do Aquecedor Solar de água feito com tubos de PVC próprios para água potável. Aprendendo a dimensionar um Aquecedor Solar feito com tubos de PVC. MONTAGEM do(s) COLETOR(es) MONTAGEM do COLETOR feito com TUBOS de PVC Obs.: as medidas podem ser alt

Como Assentar um Piso Drenante?

O piso drenante não é apenas um piso pré moldado em placas de concreto drenante, é na verdade um sistema que engloba os materiais de assentamento formando uma escala granulométrica que drena as águas pluviais para o solo. As placas de piso não podem ser assentadas diretamente sobre a terra, pois a mesma irá entupir os vazios da placa de concreto evitando o correto funcionamento. A placa drenante deve ser assentada em um colchão drenante da seguinte forma de acordo com o manual técnico da Segato Pisos do Brasil: -Espalhar sobre o solo compactado uma camada de brita de aproximadamente 12cm de espessura. -Sobre a camada de brita, espalhar uma camada de Areia de aproximadamente 7cm de espessura. -Fazer colocação das placas usando uma linha de nylon para orientar no alinhamento e nivelamento. -A colocação tem que ser feita de forma que as peças fiquem travadas. Seguindo essas regras, teremos um piso ecologicamente correto podendo participar dos projetos com princípios