Pular para o conteúdo principal

Descarte de CFC

Entre todos os países da América do Sul, o Brasil é o primeiro a ganhar uma fábrica de reciclagem de geladeiras, freezers e ar condicionado. A unidade, de origem suíça, está em fase final de construção no município paulista de Cabreúva, a 80 km da capital, e deve iniciar os testes operacionais em dez dias, com inauguração prevista para setembro.
Ligada a um projeto europeu de proteção climática para reaproveitamento e descarte adequado do lixo eletroeletrônico, a Indústria Fox está sendo implantada com um sistema inédito de reciclagem: ela é a primeira com capacidade de captar, destruir e transformar os CFC´s (clorofluorcarbonetos), um dos principais vilões do efeito estufa presente no motor e nas paredes das geladeiras e de outros refrigeradores, em uma solução que não agride o meio ambiente.
Apesar de sua produção e uso estarem proibidos no Brasil, refrigeradores antigos ainda possuem CFC na estrutura. Sem um descarte correto desses aparelhos, o gás corre risco de se dispersar na atmosfera, agravando o aquecimento global – o potencial de aumentar o efeito estufa do CFC é 10 mil vezes mais alto do que o do gás carbônico. “O que se vê frequentemente no Brasil é um mercado informal de sucateiros que não dão uma destinação correta a esses aparelhos”, diz Philipp Bohr, diretor geral da empresa.
Segundo Bohr, com a nova tecnologia utilizada na fábrica será possível conseguir uma economia de emissão de gases efeito estufa equivalente a 1 milhão de toneladas de CO2 por ano. O cálculo é feito com base na capacidade produtiva da fábrica, de reciclar até 420 mil aparelhos anualmente, cerca de 35 mil/mês. Inicialmente, a fábrica contará com aparelhos oriundos de programas de eficiência energética de empresas brasileiras de energia, que fazem a troca de geladeiras velhas por novas em comunidades de baixa renda.
No sistema de tecnologia alemã, o CFC é captado por sucção e enviado para uma câmara que atinge até 1400°C de temperatura, que transforma o gás nocivo em uma solução ácida que não agride a camada de ozônio e ainda pode ser aproveitada por indústrias químicas.
Os aparelhos seguem para um mecanismo de trituração. Segundo o executivo, todo o processo de reciclagem apresenta uma taxa de aproveitamento de 96%, que gera porções de matéria-prima para revenda: matéria ferrosa (60%) para usinas de aço; alumínio (5%), que segue para fundição, plástico (13%) e poliuretano (15%).

Mercado potencial para reciclagem

Em tempos de regulamentação para o descarte ambientalmente correto do lixo eletroeletrônico, parte da recém aprovada Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), a empreitada promete dar o ponta-pé inicial para reciclagem de refrigeradores.
No geral, Bohr está otimista em relação ao potencial brasileiro para o desenvolvimento de política de gestão de eletroeletrônicos, mas enfatiza a necessidade de regulamentação e fiscalização da Lei. O alemão, de 31 anos, vem acompanhando de perto as discussões do Conama e da PNRS. Afinal, o mercado por aqui parece bastante promissor: estima-se que em 2009, o País se desfez de mais de 4 milhões de geladeiras.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Política dos 5 R's e Consumo Consciente

A politica dos 5Rs, são as possíveis acções práticas que no dia a dia, podem reduzir o impacto no meio ambiente, através do estímulo ao consumo consciente. São elas: 1 - Repensar os hábitos de consumo Pense na real necessidade da compra daquele produto, antes de comprá-lo. Depois de consumi-lo, separe as embalagens, matéria orgânica e óleo de cozinha usado. Deite no lixo apenas o que não for reutilizável ou reciclável. Evite o desperdício de alimentos. Use produtos de limpeza biodegradáveis. Prefira embalagens de papel e papelão. Adquira produtos recicláveis ou produzidos com matéria-prima reciclada, durável e resistente. Utilize lâmpadas economizadoras e pilhas recarregáveis ou alcalinas. Mude seus hábitos de consumo. 2- Recusar produtos que prejudicam o meio ambiente e a saúde Compre apenas produtos que não agridem o meio ambiente e a saúde. Fique atento ao prazo de validade e escolha as fábricas e empresas que têm compromissos com a ecologia. Evite o excesso de sacos

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

AQUECEDOR SOLAR DE ÁGUA FEITO COM TUBOS DE PVC

PROJETO EXPERIMENTAL solução barata para aquecer água para banho Nota:  Aquecedor Solar de Água com o coletor solar feito com tubos de PVC: Criação, pesquisa e desenvolvimento por Edison Urbano. Obs.: Esse projeto foi baseado na tecnologia do ASBC - Sigla que caracteriza o Aquecedor Solar de Baixo Custo, projeto originalmente elaborado pela equipe da ONG Sociedade do Sol que, para a confecção do seu coletor térmico solar, usa placas alveolares de PVC (normalmente usadas para construções de forros). ÍNDICE INTRODUÇÃO Energia Elétrica - consumo sustentável. Formas simples para economizar energia elétrica. Estudo do consumo de energia elétrica por um chuveiro elétrico Explicações gerais do projeto experimental do Aquecedor Solar de água feito com tubos de PVC próprios para água potável. Aprendendo a dimensionar um Aquecedor Solar feito com tubos de PVC. MONTAGEM do(s) COLETOR(es) MONTAGEM do COLETOR feito com TUBOS de PVC Obs.: as medidas podem ser alt